Índices e IndicadoresNível 1Selic

Taxa Selic, o que é? Selic: Atual, Mensal e Acumulada!

Entenda como ela influencia a sua vida.

Calculadora da SELIC

Qual é a SELIC hoje? ()

Meta SELIC:% ao ano

SELIC:% ao ano

SELIC Mensal: % ao mês

Acumule a SELIC entre Datas

Data Inicial:
Nossa base começa em 04/07/1994
Data Final:
Este é o último dia de nossa base
Percentual (%):
Percentual da SELIC
Valor (R$):
Valor aplicado

Valor reajustado: R$
Multiplicou o investimento por: x
Ou seja, você teria um ganho de: %


 

Você deve ter ouvido muito esta sigla nos últimos tempos.

Já que vira e mexe ouvimos no Jornal Nacional, da Globo ou seja lá ou em outro qualquer a seguinte frase é “proferida”.

Hoje o Comitê de Politica Monetária (COPOM) alterou a Taxa SELIC ou a Taxa Básica de Juros da Economia para “X”%.

O que é a taxa SELIC?

A SELIC é a taxa de juros de referencia para os títulos do Tesouro, aqueles títulos que são vendidos através do Tesouro Direto.

Ou seja, é a taxa que o governo paga para quem empresta dinheiro ao mesmo e hoje é de%.

A sigla SELIC significa “Sistema Especial de Liquidação e Custódia”, mas o que é mais conhecida é a sua taxa, a taxa SELIC.

A taxa SELIC é expressa em uma rentabilidade anual e hoje (), ela está em%.

Conceito de SELIC

Neste artigo, além de entender o que é a SELIC, vamos entender como ela influencia não só os seus investimentos, mas também a sua vida, já que é dela que deriva o custo do dinheiro em nosso país.

Veja como o Banco Central define o que é a taxa SELIC:

Define-se Taxa Selic como a taxa média ajustada dos financiamentos diários apurados no Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic) para títulos federais.

Para fins de cálculo da taxa, são considerados os financiamentos diários relativos às operações registradas e liquidadas no próprio Selic e em sistemas operados por câmaras ou prestadores de serviços de compensação e de liquidação (art. 1° da Circular n° 2.900, de 24 de junho de 1999, com a alteração introduzida pelo art. 1° da Circular n° 3.119, de 18 de abril de 2002).

Explicando de uma forma mais fácil, o governo define a META para a SELIC, e passa a liquidar ( comprar e vender títulos ) com base nesta meta definida. E a média destas compras e vendas tem que ser menor do que esta meta.

Selic: Histórico

No Gráfico iterativo abaixo, você consegue ver o histórico da taxa SELIC.

Note que em linhas gerais tivemos um movimento de queda que vem desde 2001 até 2013, com um eventual aumento entre 2013 e 2016, voltando a tendência de baixa em 2017.

Você pode ver o histórico das decisões do COPOM sobre a taxa SELI no link para o Banco Central: https://www.bcb.gov.br/Pec/Copom/Port/taxaSelic.asp

Formulário de Contato

Durante o artigo, você também pode me enviar perguntas, através de um formulário como este:

SELIC, Títulos Públicos e Política Monetária.

Para que você entenda melhor:
O Governo “pega” dinheiro do mercado basicamente por dois motivos:

  • Para financiar o seu déficit, ou seja, a diferença entre a Arrecadação de Impostos e a soma de seus custos mais os juros da dívida.
    Quando o custo para manter a máquina, somado aos juros dos empréstimos tomados anteriormente é maior que a arrecadação, o governo tem que pegar dinheiro extra emprestado e é exatamente isso o que tem acontecido nos últimos 20 anos.
  • Quando temos uma inflação crescente, o governo estimula os investidores a guardar dinheiro investindo em Títulos do Tesouro.
    Para o Governo, quem investe dinheiro não gasta em compras excessivas.
    Essas compras em excesso, por parte da população ou por parte do governo geram inflação. Saiba mais sobre Inflação.

Esses Títulos Públicos, também conhecidos como Títulos do Tesouro Nacional, são uma excelente forma de investimento que deve ser consideradas pelos investidores.

Saiba mais sobre os Títulos do Tesouro.

SELIC e Inflação

No gráfico abaixo, você pode ver como o Banco Central altera a SELIC a fim de combater a inflação e sempre que a inflação cede acaba por diminuir a SELIC em um ciclo de altas e baixas desde 2002.

Origem do nome SELIC

O nome SELIC deriva de Sistema Especial de Liquidação e Custódia, que é o sistema informatizado destinado ao registro, custódia e liquidação de todos os Títulos Públicos Federais, como os títulos emitidos pelo Tesouro Nacional já mencionados acima.

Estes títulos, são acessíveis como investimento a qualquer cidadão através do Tesouro Nacional em seu programa chamado: Tesouro Direto.

Taxa Selic-O que é?

Finalmente, taxa SELIC é a meta do governo para as operações de venda e recompra de seus títulos.

Ela se torna portanto, o índice básico de juros da economia brasileira, pois é utilizada como referência para o calculo das demais taxas de juros cobradas pelo mercado, seja para investimentos ou para empréstimos e financiamentos.

SELIC e o CDI

Um bom exemplo de índice que é atrelado a SELIC é o: CDI – saiba mais sobre o CDI.

O CDI é a taxa utilizada pelos bancos para as operações de empréstimos de curtíssimos prazo entre os mesmos, e que acabou por este motivo, virando referencia para rentabilidade de investimentos.

Siga-nos no Facebook e receba as atualizações do Blog:

Os bancos, no intuito de sanarem furos de curtíssimo prazo em seus caixas (saques não programados maiores que as entradas), tomam recursos emprestados de outros bancos por um dia.

Como garantia, oferecem Títulos Públicos como garantia (lastro), de forma a reduzir o risco do emprestador do recurso e consequentemente os juros da transação.

A taxa SELIC também é conhecida como “linha d’água” dos investimentos, já que a viabilidade de qualquer investimento é medida em comparação com a SELIC/CDI.

Já que estes investimentos são considerados livres de risco e livres do ‘trabalho’ de investir, toda e qualquer aplicação deve superar o CDI no longo prazo.

O CDI está sempre muito próximo da SELIC.

Para você ter uma ideia o CDI hoje () é: e a SELIC é:.

Enquanto a SELIC é a taxa das relações entre Governo e pessoas Físicas ou Jurídicas, o CDI é a taxa das relações entre Pessoas Físicas e Jurídicas entre si.

Você pode conferir estes dados no site da CETIP para o CDI, e no site do Banco Central para a SELIC.

SELIC e a Poupança

Mesmo que você não seja um investidor muito sofisticado, a SELIC também influencia a sua vida, pois a Poupança também depende da SELIC.

A regra para a rentabilidade da poupança é que sempre que a taxa SELIC estiver acima de 8,5% ao ano, a poupança vai render 6% a.a + TR (ou 0,5% ao mês + TR).

E Sempre que a SELIC estiver abaixo de 8,5% ao ano, a poupança vai render 70% da SELIC.

O governo pega seu dinheiro

Hoje, enquanto escrevo este artigo a taxa SELIC (Meta) é de% a.a.

Dessa forma hoje a Poupança está rendendo apenas 70% do CDI +TR.

Você pode ver a rentabilidade mensal da poupança clicando aqui.

Como ganhar mais que a SELIC?

Além de procurar investimentos que rendam mais que a SELIC, vale entender que você deve usar a SELIC como Benchmark para seus investimentos.

Isso porque se você simplesmente comprar o investimento mais seguro do Brasil, o Tesouro SELIC, você já vai conseguir esta rentabilidade.

Avalie este artigo, e ajude-nos a criar melhores conteúdos:
[kkstarratings]

Sendo assim, você deve ganhar algo além da SELIC para correr qualquer tipo de risco, algo que não ocorre por exemplo quando você investe através de investimentos bancários tradicionais.

Uma das opções é investir em Renda Fixa Bancário

Os investimentos de renda fixa bancários são os tradicionais CDB, LCI e LCA. Você pode encontrar facilmente um CDB com rentabilidade de 120% do CDI, ou seja, rendendo 20% a mais do que o CDI/SELIC.

Já as LCIs podem ser encontradas rendendo 96% do CDI, o que a primeira vista pode parecer menos do que a SELIC. Mas como o LCI não paga imposto de renda, seria o mesmo que ganhar: 96%/(1-15%)= 113% do CDI, considerando um imposto de renda de 15%.

Os produtos de renda fixa bancários são a maneira mais fácil e segura de superar a SELIC.

Quer ter aceso a investimentos que vençam a SELIC?

Entenda o nosso trabalho!

Criei este Blog, não só para lhe ensinar como encontrar o investimento mais adequado para você. Mas também para lhe ajudar a ter acesso a estas opções, que muitas vezes não estão ao alcance nem mesmo de grandes investidores.

Isso porque o mercado financeiro no Brasil é muito concentrado nos grandes Bancos, que por este motivo acabam por oferecer as taxas menos atrativas para os investidores do que bancos de menor porte.

Com a ajuda da disseminação da cultura da educação financeira e da criação do FGC (Fundo Garantidor de Crédito), o investidor hoje tem a mesma segurança investindo em um CDB ou LCI de um banco de pequeno ou de grande porte.

Por isso, você não só pode, mas deve procurar uma corretora de valores para investir o seu dinheiro. As vantagens são muitas, melhor atendimento, melhores opções de produtos e taxas menores mesmo para investimentos de menor parte.

Conhece o nosso teste de perfil? Faça! É gratuito!

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Estrutura de Investimentos por Corretoras

Tudo se origina nos Bancos e Gestoras, que emitem os títulos ou captam recursos para seus fundos.

As corretoras, por possuírem uma gama grande de clientes conseguem negociações diferenciadas, e lhe dão acesso a múltiplos bancos e gestoras de um mesmo lugar.

Na maior parte das corretoras, você pode contar sem custos com um Agente de Investimentos ou Assessor, para lhe ajudar na escolha e apresentação dos produtos.

Quem Somos - EuQueroInvestir

Entre as corretoras mais conhecidas temos a XP Investimentos, Genial, Guide, Easy Invest, Rico, Clear e outras. Compare e escolha.

Tags
Mostrar mais

Juliano Custodio

Juliano Custodio é empreendedor digital, apaixonado por tecnologia, investimentos e tudo o que esta mistura pode criar.
É também CEO do EuQueroInvestir.com e do EuQueroInvestir A.A.I assessores de investimentos.
Me envie um e-mail: [email protected]
Ou então uma mensagem por WhatsApp: (47) 9.8859.2799.

Artigos Relacionados

Close