Taurus (TASA4) reverte prejuízo e lucra R$ 22,1 mi no quarto trimestre

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

A Taurus Armas (TASA4), uma das maiores fabricantes de armas leves do mundo, atuando com as marcas Taurus, Rossi e Heritage, apresentou seus resultados do 4º trimestre e exercício de 2019, nesta segunda-feira (30).

O lucro líquido somou R$ 22,1 milhões, revertendo prejuízo de R$ 15,2 milhões no quarto trimestre de 2019. No ano, o lucro totalizou R$ 43,4 milhões, ante o prejuízo de R$59,9 milhões em 2018.

De acordo com a Taurus, a reversão dos resultados negativos é devida as medidas que vêm sendo tomadas para garantir a rentabilidade sustentável das atividades.

Confira principais Ações para investir em Outubro

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebtida, na sigla em inglês) foi de R$ 13,2 milhões no trimestre, revertendo o Ebtida negativo de R$ 18,6 milhões no mesmo período de 2018. Já a margem Ebtida atingiu 4,8%, alta de 13,2 pontos percentuais.

O Ebtida anual totalizou R$ 128 milhões, um avanço de 62,2%. Enquanto a margem Ebtida alcançou 12,8%, elevação de 3,7 p.p.

No quarto trimestre, o resultado financeiro foi negativo em R$ 2,7 milhões, o que representa uma piora em relação aos R$ 300 mil positivos do quarto trimestre do ano anterior.

Em 2019, o resultado financeiro líquido foi uma despesa de R$ 80,5 milhões, uma redução de 56,2% em comparação com 2018.

A fabricante de armas atribui a melhora do resultado financeiro ao acordo assinado em julho de 2018 com o sindicato de bancos credores, que reduziu em 57,7% o custo da dívida da companhia.

Operacional

A receita líquida da Taurus atingiu a cifra de R$ 272,2 milhões no quarto trimestre de 2019, o que representa um crescimento de 22,7%. No ano, a receita totalizou R$ 999,6 milhões, alta de 18,3%.

Segundo a fabricante de armas, o aumento da receita é proveniente especialmente do aumento de vendas de armas no mercado interno.

O lucro bruto foi de R$ 84,4 milhões no quarto trimestre, um crescimento de 18%. A margem bruta alcançou 31%, retração de 1,2 p.p.

Em 2019, o lucro bruto totalizou R$ 340,6 milhões, queda de 10,7%. Enquanto a margem bruta atingiu 34,1%, queda de 2,3 pontos percentuais.

Cabe ressaltar que o lucro do ano passado foi o melhor da história da Taurus.

A companhia explica que o novo patamar de resultado bruto da empresa demonstra o acerto da reestruturação realizada, com a adequação de processos e do mix de produtos, que envolveu ações como a eliminação de modelos com margens negativas, o redesenho de componentes e o investimento em pesquisa e desenvolvimento.

No trimestre, o resultado operacional (Ebit) somou R$ 7,3 milhões, revertendo o prejuízo de R$ 27,3 milhões no mesmo trimestre de 2018. A margem Ebit ficou em 2,7%, alta de 15,5 p.p.

Em 2019, o Ebit totalizou R$ 105,7 milhões, aumento de 128,8%. Já a margem Ebit atingiu 10,6%, elevação de 5,2 p.p.

As despesas somaram R$ 77 milhões no trimestre, uma queda de 21,8%. No ano, as despesas totalizaram R$ 235 milhões, redução de 10,1%.

Dívida

A dívida líquida da Taurus encerrou 2019 em R$ 865,7 milhões, uma redução de 1,7% em comparação com o final de 2018.

A alavancagem financeira, medida pela relação dívida líquida / Ebtida ficou em 6,7 vezes no final de 2019, uma redução em relação a posição no encerramento de 2018, que era de 11,2 vezes.