Taesa (TAEE11) e São Carlos (SCAR3) captam; Enauta (ENAT3) e Log (LOGG3) anunciam dividendos

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Divulgação

A Transmissora Aliança de Energia Elétrica (TAEE11) comunicou nesta quinta-feira (16) a conclusão das captações de recursos no valor de R$ 900 milhões.

Segundo a companhia, os recursos foram obtidos através da emissão de debêntures no valor de R$ 450 milhões.

Soma-se a isso, R$ 350 milhões referentes à cédula de crédito bancário (CCB) junto ao Citibank e mais R$ 100 milhões em empréstimos junto ao Bradesco.

A Taesa pretende com a medida reforçar seu caixa frente às instabilidades no mercado provocadas pela crise da Covid-19.

Segundo a companhia trata-se de “uma importante medida alinhada ao seu pilar estratégico de disciplina financeira, que visa o cumprimento ordinário de suas obrigações contratuais, principalmente aquelas relativas a contratos de dívida.”

São Carlos (SCAR3) capta R$ 1 milhão em recursos

A São Carlos Empreendimentos e Participações (SCAR3) comunicou ao mercado sobre a captação de R$ 1 milhão por meio de emissão de Cédula de Crédito Bancário (CCB) pelo Bradesco.

Segundo divulgado pela companhia, o prazo do empréstimo é de 1 ano e a captação visa reforçar o caixa da empresa.

Enauta (ENAT3) vai pagar R$ 300 milhões em dividendos

A Enauta Participações (ENAT3) informou que seu conselho de administração aprovou o pagamento de dividendos referente ao exercício de 2019.

Ao todo serão distribuídos R$ 300 milhões, equivalente ao montante de R$ 1,142694902 por ação.

Os dividendos serão pagos tendo como base a posição acionária de 16 de abril de 2020. O pagamento será efetuado no dia 28 de abril de 2020.

Log Commercial (LOGG3) anuncia pagamento de dividendos

A Log Commercial (LOGG3) informou nesta quinta que seus acionistas aprovaram o pagamento de dividendos no montante de R$ 21,4 milhões, sendo R$ 0,2116487 por ação ordinária.

O pagamento do referido montante será efetuado no dia 29 de maio de 2020.

Para ter direito, o acionista precisa estar posicionado no papel em 19 de maio de 2020.