Com queda nos eventos, T4F (SHOW3) tem prejuízo de R$ 14,1 mi no 1TRI20

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Divulgação

A Time for Fun ou T4F (SHOW3) registrou prejuízo líquido de 14,1 milhões no primeiro trimestre de 2020.

Os números representam uma redução de 59% nas perdas sobre a base anual. Isso porque, no mesmo período de 2019. as perdas atingiram R$ 34,3 milhões.

O Ebitda (lucro antes do IR, contribuição social, resultado financeiro e amortização) para o primeiro trimestre deste ano também apresentou retração de 37%, ficando negativo em R$ 5,1 milhões. 

EmpreendedorismoTécnicas para Renda Fixa. Estratégias para proteção de investimentos.

Tudo isso hoje na MoneyWeek

Já a receita líquida da companhia caiu 73% nos três primeiro meses de 2020. Com isso, passou de R$ 120,6 milhões no primeiro trimestre 2019 para R$ 32,5 milhões em 2020.

Eventos promovidos 

Segundo o balanço divulgado na sexta-feira (16) após o fechamento do mercado, entre janeiro e março deste ano a Time for Fun promoveu 11 eventos com 37 mil ingressos vendidos. 

O resultado foi uma queda de 92% no número de eventos. Ao mesmo tempo, houve recuo de 89% na quantidade de ingressos vendidos na comparação anual.

“No 1T19 promovemos 4 shows da turnê do Paul McCartney com ingressos praticamente esgotados, enquanto no 1T20 promovemos apenas o Festival GRLS”, disse a companhia.

Queda nas receitas da T4F

A expressiva queda de 73% nas receitas líquidas refletiu em todos os segmentos da companhia.

Desse modo, a receita de promoção de eventos diminuiu 92% no ano, totalizando R$ 6,5 milhões. 

Segundo a companhia, a queda deve-se ao “menor número  de shows outdoor no primeiro trimestre deste ano, adiamento de shows indoor devido ao Covid-19 e a não realização de eventos em teatro.”

Já a receita líquida de operações de bilheteria, A&B e venues diminuiu 24%, atingindo R$ 11,8 milhões nos três primeiro meses de 2020. Resultado da menor atividade na promoção de eventos e abertura de vendas.

A receita líquida de patrocínios totalizou R$ 14,2 milhões no  primeiro trimestre de 2020, 25% a menos na comparação anual.

O  resultado foi afetado principalmente pelo adiamento do festival Lollapalooza, adiando assim o reconhecimento de patrocínios, afirmou a companhia.

Resultado financeiro da T4F

O resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 3,6 milhões. No mesmo período de 2019 o resultado foi negativo em R$ 25,7 milhões. Segundo a companhia esse movimento se deu em função de:

  • Ajuste contábil de hiperinflação na Argentina com efeito líquido negativo equivalente a R$1,2 milhões. Sendo R$2,2 milhões em “outras despesas  financeiras” e R$ 1 milhão como efeito positivo em “outras receitas financeiras”;
  • Efeito não-recorrente no primeiro trimestre de 2019 da provisão do valor equivalente a R$ 17,3 milhões. De acordo com T4F, os números se referem a juros de mora da ação judicial na Argentina.

Posição de caixa e Endividamento

A companhia informou ainda que encerrou o primeiro trimestre de 2020 com R$ 222,5 milhões em caixa. No mesmo período do ano passado o caixa era de R$ 260,9 milhões. 

Sobre o endividamento total, em 31 de março de 2020 era de R$ 163,6 milhões, alta de 4% sobre a base anual.