Superterça: Joe Biden surpreende e vence no Texas

Marcelo Hailer Sanchez
Jornalista, Doutor em Ciências Sociais (PUC-SP) e Mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP). Pesquisador em Inanna (NIP-PUC-SP). Trabalhei nas redações do Mix Brasil, Revista Junior, Revista A Capa e Revista Fórum. Também tenho trabalhos publicados no Observatório da Imprensa e revista Caros Amigos. Sou co-autor do livro "O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente" (AnnaBlume).

Crédito: G. Herbert / AP Images

Com 92% dos votos apurados, Joe Biden surpreende e vence nos Texas, onde o seu principal opositor, Bernie Sanders era tido como favorito. Biden teve 33,3%, Sanders 29,8%, e Bloomberg com 15,1%, segundo apuração da CNN.

Na Califórnia, Sanders mantém o favoritismo e aparece com 31,6% dos votos, enquanto Biden aparece com 22,2% e Bloomberg com 16%. Até este momento, foram apuradas 43% das urnas.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

 

Biden na liderança

 

Biden segue na dianteira, tendo vencido nos seguintes estados: Massachusetts (33,1%), Minnesota (38,6%), Carolina do Norte (42,9%), Virgínia (53,3%), Oklahoma (38%), Arkansas (40,5%), Tennessee (41,6%), Alabama (632%).

Bernie Sanders venceu nas seguintes localidades: Utah (34,6%), Colorado (36,1%), Vermont (50,7%).

Michael Bloomberg venceu em apenas um estado: American Samoa (49,9%). O empresário e ex-prefeito de Nova York já avalia deixar a corrida presidencial.

 

Arrancada

Para os analistas da CNN, a arrancada surpreendente de Joe Biden se deve ao apoio que recebeu de Pete Buttigieg e Amy Klabuchar, que abandonaram a primária Democrata e declararam apoio a Biden. 38% ou 1.357 dos delegados são escolhidos na Super Terça. Entenda por que ela é fundamental.

Por fim, a disputa Democrata, a partir de agora, deve ficar entre Joe Biden e Bernie Sanders.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3