Subsidiária da Petrobras (PETR3, PETR4) fecha as portas no Paraná

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Reprodução/Wikipedia

A Ansa (Araucária Nitrogenados), unidade subsidiária da Petrobrás (PETR3, PETR4) localizada no Paraná, fechará suas portas.

O acordo saiu após os funcionários participarem de uma assembleia e aceitarem o pacote de benefícios oferecido pela estatal para evitar uma nova greve da categoria.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

A subsidiária da Petrobrás acertou com o Tribunal Superior do Trabalho a garantia de benefícios extras aos 396 funcionários que serão demitidos.

Segundo o Estadão/Broadcast, os funcionários que aceitarem a quitação do trabalho receberão 40% da remuneração por ano trabalhado, com garantia de valor mínimo de R$ 110 mil e máximo de R$ 490 mil.

Aos que não tiverem inclusa a quitação total na rescisão, os benefícios serão de R$ 80 mil e R$ 210 mil, respectivamente.

A Petrobras também assegurou que todos os demitidos terão direito à manutenção dos planos de saúde pelos próximos dois anos, além de cursos de profissionalização e assistência nos campos psicológico e social.

A demissão em massa e o encerramento das atividades da Ansa fazem parte do plano da estatal de abandonar o setor de fertilizantes e focar na exploração e produção de petróleo em águas profundas do pré-sal.

FUP lamenta, mas aceita

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) lamentou a demissão e o fechamento da Ansa, mas se mostrou conformada com a decisão da estatal.

“Foi uma assembleia triste. Não foi uma decisão que expressou a vontade da maioria da categoria. Viemos com proposta pronta do TST e não foi sob crivo da negociação: foi sob o crivo da ameaça”, discursou Reginaldo Lopes, dirigente da Sindiquímica do Paraná.

“Nosso próximo passo é orientar os trabalhadores e também cobrar da empresa aquelas propostas de auxiliar na recolocação que haviam prometido”, concluiu.

Presidente confirma venda de refinarias da Petrobras neste ano

Petrobras fecha acordo com funcionários e greve termina