S&P Global paga US$ 44 bi e fecha compra da IHS Markit

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

A S&P Global fechou a compra da IHS Markit nesta segunda-feira, em uma transação que envolveu ações no valor de US$ 44 bilhões.

O negócio, se aprovado pelos reguladores antitruste e concluído sem restrições, deverá criar no mercado no segundo semestre de 2021 uma empresa ainda mais gigante no ramo de dados financeiros

“Os próximos passos serão receber aprovações regulatórias tanto nos Estados Unidos quanto na União Europeia, o que esperamos levar entre seis e nove meses, e receber a aprovação de nossos respectivos acionistas”, comentou o presidente-executivo da IHS Markit, Lance Uggla, em comunicado divulgado pela agência Reuters.

Abra agora sua conta na EQI Investimentos e tenha acesso a opções de investimentos de acordo com seu perfil. Invista em suas Escolhas

Dívidas foram incluídas no negócio entre IHS Markit e S&P Global

Avaliada em aproximadamente US$ 36,88 bilhões no mercado, a IHS Markit foi comprada pela S&P Global por um valor maior porque, de acordo com o comunicado, uma dívida de US$ 4,8 bi da companhia foi colocada no bolo.

Fechada a negociação, cada ação da IHS Markit, agora, será trocada por 0,2838 ação da S&P Global, conforme comunicado conjunto das duas empresas.

A transação definiu também que os acionistas da S&P Global ficarão com uma fatia de 67,75% da empresa combinada, enquanto o percentual restante será dos acionistas da IHS.

Douglas Peterson, presidente-executivo da S&P Global, ficará como principal executivo da empresa que será criada, enquanto Lance Uggla exercerá a função de consultor especial pelo período de um ano após a conclusão do negócio.

Leia também: S&P Global altera nota de crédito da Argentina