Sonae (ALSO3) e LASA (LAME4) informam medidas sobre Covid-19

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

A Aliansce Sonae (ALSO3) prestou esclarecimentos nesta terça-feira (14) sobre notícia veiculada no jornal Valor Econômico referente ao seu posicionamento frente à pandemia da Covid-19.

Segundo a companhia, foram adotadas medidas de postergação na cobrança do aluguel dos shoppings administrados pela Aliansce Sonae.

Além disso, foi estabelecido isenção do fundo de promoção e redução do valor do condomínio que, juntos, contribuirão para aliviar o caixa dos lojistas.

Ao todo, as medidas aplicadas pela companhia podem alcançar um montante quase R$300 milhões.

A companhia informou ainda que tem negociado com os fornecedores dos condomínios e reduziu, em média, 20% nos custos condominiais referentes a abril. Uma redução maior está prevista para maio.

Por fim, a Aliansce Sonae informou que vem realizando doações de máscaras para alguns hospitais em cidades onde a Companhia tem shoppings. Além disso, foram destinados recursos para criação de leitos de UTI no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (UFRJ). Foram destinados também cestas básicas em cidades de atuação da Companhia, totalizando cerca de R$ 2,7 milhões.

Americanas (LAME4) freta voos po 15 milhões de máscaras

Na mesma linha de ação, as Lojas Americanas (LAME4) anunciou nesta quarta-feira uma série de medidas para amenizar os prejuízos da expansão da Covid-19.

Dessa forma, através da criação do comitê de crise serão promovidas ações como: Investimento de R$ 5,7 milhões em transporte de EPI ́s para o Governo Federal, em dois aviões vindos da China; Aquisição de 80 respiradores ao custo de R$ 15 milhões e 20 mil kits de teste rápido, no valor de R$ 1,2 milhão; Além disso, a companhia vai distribuir 10 milhões de máscaras para associados e clientes.

As Lojas Americanas divulgou ainda a criação da rede de participação voluntária “Juntos somos mais solidários”, por meio da qual os associados, fornecedores, prestadores de serviços e parceiros imobiliários podem contribuir.

No comunicado ao mercado desta terça-feira, a companhia também ofereceu apoio aos pequenos comerciantes.

Para isso criou a campanha #Apoieocomerciolocal, incentivando as pessoas a comprarem de pequenos empreendedores. Assim sendo, os novos lojistas ganharão a oportunidade de vender seus produtos em um dos maiores e -commerces do Brasil.