Small Caps: conheça as companhias de shoppings da B3 (B3SA3)

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

O setor de shoppings e imóveis comerciais oferece opções atraentes em small caps. Entre as ações listadas no índice de small caps, estão a Multiplan (MULT3) e Iguatemi (IGTA3), que são proprietários de shopping centers pelo país.

Assim como diversos outros setores, estas small caps também sofreram os impactos do isolamento social e fechamento das lojas por parte de algumas prefeituras e estados.

Conheça as cias de shopping do índice small caps

Multiplan (MULT3)

Proprietária do Barra Shopping, no Rio de Janeiro, a Multiplan (MULT3) é listada como administradora de shopping centers. Esta foi a primeira small cap que separamos para te apresentar.

Segmento:

Cia. Nível 2 de Governança Corporativa

Pertence ao Ibovespa:

Sim

Maiores acionistas:

A maioria das ações estão sendo vendidas em bolsa, representando 40,82% do total de papéis, tanto ON quanto PN. 

No entanto, a 1700480 Ontario Inc. é o maior acionista, entre papéis ON e PN individual, com 27,37% das ações, seguida pela Multiplan Planejamento, Participações e Administração, que detém 21,04%. Demais acionistas somam 10,72%.

Estão em circulação 273,5 milhões de ações da empresa. No quadro de acionistas, havia 46.068 PF e 1.534 PJ

Balanço do segundo trimestre

A empresa reportou lucro líquido de R$ 93,7 milhões no 2TRI21. Ou seja, crescimento de 32,4% em relação ao mesmo período do ano passado.

Aliansce Sonae (ALSO3)

No grupo de small caps de shoppings também aparece a Aliansce Sonae (ALSO3). Também tem como atividade principal o planejamento, desenvolvimento, implantação e investimentos na área imobiliária, nomeadamente em shoppings e participação em outras sociedades ou em fundos de investimento imobiliário.

Segmento:

Novo Mercado

Pertence ao Ibovespa:

Não

Maiores acionistas:

A maioria das ações estão sendo vendidas em bolsa, representando 50,92% do total de papéis. 

No entanto, o Canada Pension Plan Investment Board, é o maior acionista individual, com 17,53% das ações, seguida pelo Cura Brazil, que detém 12,86%. A Sierra Brazil possui mais 6,30% e o CPPIB Flamengo US, 5,43%. Demais investidores somam 4,51%. Estão em circulação 126,6 milhões de ações da empresa.

No quadro de acionistas, havia 38.078 PF, 134 PJ e 803 investidores institucionais. O total de ações em circulação somava 126.260.263, um total de 47,51% do capital total.

Balanço do segundo trimestre

A companhia registrou lucro líquido 58,7% maior no 2TRI21. O indicador passou de R$ 35,7 milhões para R$ 56,705 milhões ao fim do 2TRI21.

Iguatemi (IGTA3)

Mais uma administrador de shoppings, a Iguatemi (IGTA3), tem ainda em sua atividade principal a concepção, o planejamento, o desenvolvimento e a administração de shopping centers regionais e complexos imobiliários.

Segmento:

Novo Mercado

Pertence ao Ibovespa:

Sim

Maiores acionistas:

A empresa tem 48,91% das ações sendo vendidas em bolsa.

A Jereissati Participações, em 28/05/21, é o maior acionista individual, com 50,59% das ações. Demais acionistas somam 0,5%. Estão em circulação 85,7 milhões de ações da empresa.

No quadro de acionistas, havia 43.946 mil PF e 1.064 PJ. O total de ações em circulação somava 85.748.277, um total de 48,55% do capital total.

Balanço do segundo trimestre

O Iguatemi (IGTA3) reportou lucro líquido seis vezes maior no balanço do 2TRI21 em relação ao mesmo período do ano anterior. Ou seja, o indicador cresceu de R$ 46,4 milhões para R$ 279 milhões.

Log Commercial Properties (LOGG3)

A Log Commercial Properties (LOGG3) também está entre as small caps. Tem como atividade principal administração de bens próprios, prestação de serviços de engenharia e construção, incorporação, construção, comercialização e locação de imóveis, participação em outras sociedades como sócia ou acionista.

Segmento:

Novo Mercado

Pertence ao Ibovespa:

Não

Maiores acionistas:

A maioria das ações estão sendo vendidas em bolsa, representando 38,01% do total de papéis. 

No entanto, a Conedi Participaçõe, em 05/05/21, é o maior acionista individual, com 24,38% das ações, seguida pela Starwood Brasil Fundo de Investimento em Participações, que detém 14,75% e por Rubens Menin Teixeira de Souza, que possui 10,18%. O Fundo de Investimento em Participações Bradesco Mplus possui mais 7,61%, e a FRM, mais 5,06%. Estão em circulação 59,1 milhões de ações da empresa.

No quadro de acionistas, havia 21.084 mil PF, 266 PJ e 167 investidores institucionais. O total de ações em circulação somava 59.190.591, um total de 57,94% do capital total.

Balanço do segundo trimestre

A Log (LOGG3) registrou lucro líquido de R$ 78 milhões no balanço do 2TRI21. Os números refletem uma alta de 3,57 vezes sobre o resultado do mesmo período de 2020, com lucro de R$ 21,95 milhões.

JHSF Participações (JHSF3)

A JHSF (JHSF3) possui diversos negócios, que vão desde hotéis a até projetos urbanísticos. Por isso, ela é enquadrada como atividade principal como empresa de investimentos. Tem como público-alvo a chamada alta renda. É focada no desenvolvimento e administração de projetos de shopping centers, hotéis e restaurantes e ainda incorporações.

Segmento:

Novo Mercado

Pertence ao Ibovespa:

Sim

Maiores acionistas:

A empresa tem 37,07% das ações vendidas em bolsa.

No entanto, a JHSF Participações, em 28/06/21, é o maior acionista, com 39,44% das ações, seguida por José Auriemo Neto, que detém 14,24%. O fundo Capital Research Global Investors possui mais 7,93%. Demais acionistas respondem por 1,32% do total. Estão em circulação 288,8 milhões de ações da empresa.

No quadro de acionistas, havia 121.364 mil PF, 901 PJ e 118 investidores institucionais. O total de ações em circulação somava 288.832.602, um total de 41,92% do capital total.

Balanço do segundo trimestre

A JHSF (JHSF3) reportou um lucro líquido de R$ 321,4 milhões no 2TRI21, número 26,4% maior do que os R$ 254,3 milhões do mesmo trimestre do ano passado.

Jereissati (JPSA3)

A Jereissati Participações (JPSA3) faz parte do grupo Iguatemi (IGTA3) e investe em participação no capital de outras sociedades, como sócia ou acionista, bem como a prestação de serviços de assessoria e consultoria econômica, financeira e tributária.

Segmento:

Pertence ao Ibovespa:

Não

Maiores acionistas:

A empresa tem 39,68% das ações sendo vendidas em bolsa.

No entanto, a GJ Investimentos E Participações S.A., em 31/05/21, é o maior acionista individual, com 55,43. Demais acionistas somam 4,9% do total. Estão em circulação 34,7 milhões de ações da empresa.

No quadro de acionistas, havia 27.136 mil PF, 372 PJ e 143 investidores institucionais. O total de ações em circulação somava 34.771.251, um total de 100% do capital total.

Balanço do segundo trimestre

A companhia reportou lucro líquido de R$ 318,39 milhões no 2TRI21. No acumulado dos últimos 12 meses, a empresa teve lucro líquido de R$ 489,51 milhões.

BR Properties (BRPR3)

A BR Properties (BRPR3) tem em seu portfólio projetos imóveis de escritórios e industriais, principalmente em São Paulo e no Rio de Janeiro. Mas também atua em outros estados como Minas Gerais, Brasília e Rio Grande do Sul. É listada como empresa de compra, venda e incorporação de imóveis comerciais prontos ou em processo de construção, administração de imóveis próprios ou de terceiros, arrendamento, exploração comercial, locação ou sublocação de imóveis comerciais – próprios ou de terceiros.

Segmento:

Novo Mercado

Pertence ao Ibovespa:

Não

Maiores acionistas:

A empresa tem 39,56% das ações sendo vendidas em bolsa.

No entanto, a GP Capital Partners é o maior acionista individual, com 60,17% das ações. Estão em circulação 187,5 milhões de ações da empresa.

No quadro de acionistas, havia 13.257 mil PF, 90 PJ e 368 investidores institucionais

Balanço do segundo trimestre

A BR Properties (BRPR3) teve lucro líquido de R$ 27,76 milhões no balanço do 2TRI21, alta de 39% em relação ao mesmo período do ano passado.

Lopes Brasil Consultora de Imóveis (LPSB3)

A Lopes Brasil (LPSB3) tem como principal atividade a intermediação na compra, venda, permuta e locação de imóveis ou de direitos e obrigações a eles relativos.

Segmento:

Novo Mercado

Pertence ao Ibovespa:

Não

Maiores acionistas:

A maioria das ações estão sendo vendidas em bolsa, representando 77,85% do total de papéis. 

No entanto, Francisco Lopes Filho é o maior acionista individual, com 22,62% das ações, seguido por Marcos Bulle Lopes, que tem 11,40%, pela F.I.M Crédito Privado Mocastland, que detém 6,79%, e pela Leblon Equities Gestão de Recursos, que possui mais 5,37%. Francisco Lopes Neto possui mais 3,91%. Estão em circulação 114,8 milhões de ações da empresa.

No quadro de acionistas, havia 24.395 mil PF, 199 PJ e 56 investidores institucionais. O total de ações em circulação somava 114.874.308, um total de 77,85% do capital total.

Balanço do segundo trimestre

A empresa reverteu o prejuízo de R$ 10,1 milhões do lucro líquido do 2TRI20 e reportou lucro de R$ 2,5 milhões no 2TRI21.

Mills Estruturas de Serviços e Engenharia (MILS3)

A Mills Estruturas de Serviços e Engenharia (MILS3) é uma empresa de engenharia e tem como atividade principal, serviços especiais de engenharia e Locação de plataforma.

Segmento:

Novo Mercado

Pertence ao Ibovespa:

Não

Maiores acionistas:

A maioria das ações estão sendo vendidas em bolsa, representando 45,19% do total de papéis. 

No entanto, a Sun Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia é o maior acionista individual, com 20,45% das ações, seguida pela Snow Petrel, que detém 9,39%, pela Sullair Argentina, que tem 8,76%, por Andres Cristian Nacht, que detém 5,42%, e pela Leblon Equities Gestão de Recursos, que possui mais 5,04%. Demais investidores somam 10,7%. Estão em circulação 113,9 milhões de ações da empresa.

No quadro de acionistas, havia 18.087 mil PF, 148 PJ e 185 investidores institucionais. O total de ações em circulação somava 113.954.358, um total de 45,19% do capital total.

Balanço do segundo trimestre

A companhia registrou no 2TRI21 um lucro líquido de R$ 19,9 milhões, revertendo assim o prejuízo de R$ 12,5 milhões do 2TRI20.

BR Malls Participações (BRML3)

A BR Malls Participações (BRML3) foi fundada em 2006, após parceria da GP Investimentos e Equity International na aquisição das empresas Ecisa, Dacom e Egec. Com 31 shoppings centers em seu portfólio adquiridos ou construídos ao longo de mais de 70 anos de história a BR Malls é considerada a maior empresa de shoppings do Brasil.

Segmento:

Novo Mercado

Pertence ao Ibovespa:

Sim

Maiores acionistas:

O maior acionista minoritário da BR Malls é a Velt Partners, com 5,10%, seguida de perto pela Atmos (5,06%) e Capital International Investors (5,06%).

A empresa tem um total de 843.728.684 ações em circulação no mercado.

Balanço do segundo trimestre

A empresa reportou no 2TRI21 um prejuízo líquido de R$ 112,9 milhões, queda de 81,86% na comparação com o déficit de R$ 619,6 milhões do mesmo período de 2020.

Cyrela Commercial Properties (SYNE3)

Por fim, entre as small caps do segmento surge a Cyrela Commercial Properties (SYNE3). Esta é uma das principais empresas de aquisição, locação, venda, desenvolvimento e operação de imóveis comerciais do Brasil. Foi constituída a partir da cisão parcial da Cyrela em 11 de abril de 2007. A companhia foca nos segmentos de edifícios corporativos de alto padrão e shopping centers.

Segmento:

Novo Mercado

Pertence ao Ibovespa:

Não

Maiores acionistas

A Cyrela Commercial Properties tem como principal acionista individual Elie Horn, com 23,58%, seguido de perto por Leo Krakowiak, com 21,97%.

A empresa tem 59.660.124 de ações em circulação no mercado. São 9.363 investidores pessoa física, 108 pessoas jurídica e 120 investidores institucionais.

Balanço no segundo trimestre

A companhia registrou lucro líquido de R$ 26,2 milhões no 2TRI21, ou seja, alta de 150% em relação ao mesmo trimestre de 2020.