Small Caps Summit: conheça as companhias de energia e saneamento da B3 (B3SA3)

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação

Dez empresas do ramo de energia e saneamento estão listadas no Índice Small Caps da B3 (B3SA3). Entre elas estão nomes conhecidos do grande público, como a Taesa (TAEE11), a Light (LIGT3), companhia de energia elétrica do Rio de Janeiro, ou Copasa (CSMG3) e Sanepar (SAPR4 SAPR11), respectivamente, responsáveis pelo saneamento de Minas Gerais e Paraná.

Energia e saneamento são setores essenciais dos serviços públicos, com receita geralmente previsíveis. O setor de energia, aliás, tem uma ligação direta com o setor produtivo. Pois são as empresas energéticas que proveem a força para que pôr em funcionamento uma fábrica, uma linha de produção. Ou seja: a soma das riquezas do país.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

As small caps podem ser boas opções de investimentos, já que geralmente são empresas de grande porte, consolidadas em seus segmentos, mas que não se encontram entre as maiores do Ibovespa.

Se você quer conhecer mais sobre as small caps de saneamento e energia da bolsa, inscreva-se aqui no Small Caps Summit. O evento é totalmente online e gratuito e acontece entre os dias 27 e 28 de julho!

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo

Conheça também small caps de outros setores:

Conheça as small caps do setor de energia

Taesa (TAEE11)

A empresa Taesa (TAEE11) atua nas atividades de transmissão de energia elétrica, com vários projetos de transmissão em vários estados do país.

Segmento: Nível 2

Pertence ao Ibovespa: sim

Maiores acionistas:

Sobre o quadro de acionistas da empresa, 63,45% dos papéis estão distribuídos a outros acionistas em bolsa. A Cemig (CMIG4) detém 21,68% da Taesa, enquanto a Isa Investimentos e Participações tem 14,88%. Estão em circulação, 655,7 milhões de papéis no mercado.

Balanço do primeiro trimestre:

A Taesa (TAEE11) registrou lucro líquido 42,1% maior no balanço do 1TRI21. O lucro passou de R$ 391,2 milhões (1TRI20) para R$ 555,9 milhões (1TRI21). O Ebitda regulatório da empresa no 1TRI21 ficou em R$ 316,7 milhões, alta de 1,3%. O aumento da receita líquida IFRS da Taesa (TAEE11) foi de 32% no balanço do 1TRI21.

Light S/A (LIGT3)

A Light S/A (LIGT3) tem participação em sociedades para exploração de serviços de energia elétrica. Esta é a holding de um grupo que contém outras empresas. Entre as participações em projetos de energia estão investimentos em geração, como a hidrelétrica Belo Monte, no Pará.

Segmento: Novo Mercado

Pertence ao Ibovespa: não

Maiores acionistas:

A maior parte das ações, 63,57%, está distribuída a demais investidores em bolsas de valores. A Samambaia Master Fia Investimento no Exterior detém 20,01% dos papéis da Light. Já o Santander Fundo de Investimentos em Ações possui 10,16%. A Atmos Capital Gestão de Recursos tem uma participação minoritária, de 6,26%. Estão em circulação, 372,5 milhões de ações da empresa no mercado.

Balanço do primeiro trimestre:

A Light (LIGT3) reverteu o lucro do 1TRI20 e registrou prejuízo líquido de R$ 41,8 milhões no 1TRI21. O Ebitda ajustado da companhia caiu 9,9% no 1TRI21. A receita líquida da Light (LIGT3) cresceu 21,3% no primeiro trimestre de 2021.

Cesp (CESP6)

A Companhia Energética de São Paulo (CESP6) é uma ex-estatal do governo de São Paulo. A empresa é uma geradora de energia elétrica que tem três usinas. Após quatro tentativas frustradas, a companhia foi finalmente privatizada e hoje é uma empresa de capital aberto.

Segmento: Nível 1

Pertence ao Ibovespa: não

Maiores acionistas:

O maior acionista da Cesp é o grupo VTRM Energia Participações que possui 40,01% dos papéis. Outros 44,88% do total de ações são negociados pelos demais investidores na Bolsa. A Squadra Investimentos possui 9,76%. Estão em circulação, 196,4 milhões de ações da energética paulista.

Balanço do primeiro trimestre:

A Cesp (CESP6) registrou lucro líquido de R$ 115,8 milhões no 1TRI21. Os números refletem uma alta de 115% sobre o mesmo período de 2020. A receita líquida totalizou R$ 557 milhões. Ou seja, crescimento de R$ 96 milhões em relação aos R$ 461 milhões do 1TRI20.

EDP Brasil (ENBR3)

A EDP Brasil (ENBR3), antes chamada Energias do Brasil, tem a matriz de sua operação em Portugal, por meio da EDP. A companhia tem no Brasil atividades como geração, distribuição, transmissão e comercialização de energia elétrica.

Segmento: Novo Mercado

Pertence ao Ibovespa: sim

Maiores acionistas:

A maior parte dos papéis – 38,15% – está nas mãos de outros investidores em bolsa. A EDP International Investments And Services tem 29,14% das ações da EDP. Enquanto a EDP Is – Investimentos e Serviços. A 3G Radar Gestora de Recursos possui mais 23,50%. Estão em circulação, 231,4 milhões de ações da EDP Brasil.

Balanço do primeiro trimestre:

A EDP Brasil (ENBR3) teve lucro líquido de R$ 495,7 milhões no balanço do 1TRI21. Ou seja, crescimento de 82,9% na comparação anual. O Ebitda somou R$ 1,048 bilhão no 1TRI21, aumento de 50,1% na comparação ano a ano. Já a receita líquida foi de R$ 3,444 bilhões no período. Assim, houve aumento de 5% na comparação anual.

AES Brasil (AESB3)

Antes chamada de AES Tietê, a AES Brasil (AESB3) atua no mercado de energia elétrica com geração e comercialização de energia. Tem forte atuação em geração renovável, possuindo usinas eólicas e solares.

Segmento: Novo Mercado

Pertence ao Ibovespa: não

Maiores acionistas:

A AES tem 37,21% de suas ações negociadas por outros investidores na B3. Depois, a AES Holdings Brasil Ltda. detém a maior fatia: 24,35%. Seguida pela AES Holdings Brasil II S.A., que tem outros 20,97%. Estão em circulação 218,2 milhões de ações da companhia.

Balanço do primeiro trimestre:

A AES Brasil (AESB3) obteve lucro líquido de R$ 93 milhões no balanço do 1TRI21. O resultado foi 23,4% superior ao mesmo período de 2020. O Ebtida somou R$ 349 milhões no balanço do 1TRI21, crescimento de 11,6% na comparação ano a ano.

Ômega Geração (OMGE3)

A Ômega Geração (OMGE3) tem como atuação a participação direta ou por meio de joint venture (parceria), consórcio ou outra sociedade, em ativos de energia elétrica que já tenham atingido a fase operacional.

Segmento: Novo Mercado

Pertence ao Ibovespa: não

Maiores acionistas:

Na composição acionária, 52,40% dos papéis da Ômega estão distribuídos aos demais acionistas em bolsa. A Tarpon Gestora de Recursos tem mais 31,94%. A Compass Group detém 5,43% e a Verde Asset Management, 5,14%. Estão em circulação, 122,2 milhões de ações da companhia.

Balanço do primeiro trimestre:

No primeiro trimestre de 2021 a empresa registrou prejuízo líquido de R$ 93 milhões. No ano anterior o prejuízo havia sido de R$ 51 milhões. Já a receita de vendas foi de R$ 370 milhões.

Alupar (ALUP11)

A Alupar (ALUP11) atua no segmento de participação em outras sociedades nos setores de energia e infra-estrutura, no Brasil ou no exterior. Tem participação também em geração, transformação, transporte, distribuição e comercialização de energia.

Segmento: Nível 2

Pertence ao Ibovespa: não

Maiores acionistas:

O maior acionista da empresa é a Guarupart Participações, com 51,35% de participação da empresa. Outros 40% estão em circulação na bolsa. Estão em circulação no mercado 420,6 milhões de ações.

Balanço do primeiro trimestre:

A empresa registrou lucro de R$ 660 milhões no balanço do 1TRI21, resultado 50,9% melhor que os R$ 437 milhões do mesmo período do ano anterior. O Ebtida foi de R$ 1,108 bilhão no balanço do 1TRI21, crescimento de 58,6% na comparação ano a ano.

Conheça as small caps do setor de saneamento

Copasa (CSMG3)

A Copasa (CSMG3) tem como atuação principal prestar serviços de saneamento em Minas Gerais, e está entre as empresas do índice small caps.

Segmento: Novo Mercado

Pertence ao Ibovespa: não

Maiores acionistas:

Metade das ações da Copaa – 50,04% – pertence ao próprio Governo do Estado de Minas Gerais. Outra fatia, de 49,68%, está distribuída a demais investidores na bolsa. Assim, é uma empresa de capital misto. Tem 188,4 milhões de papéis negociados no mercado.

Balanço do primeiro trimestre:

A Copasa (CSMG3) teve lucro líquido de R$ 219,78 milhões no balanço do 1TRI21. Ou seja, tal de 36,7%. O Ebitda somou R$ 520,19 milhões, alta de 9,5% na base anual.

Sanepar (SAPR4;SAPR11)

A Sanepar (SAPR4 SAPR11) tem como atividade principal a exploração de serviços públicos e de sistemas privados de abastecimento de água, de coleta, remoção e destinação final de efluentes e resíduos sólidos domésticos e industriais e seus subprodutos no estado do Paraná.

Segmento: Nível 2

Pertence ao Ibovespa: não

Maiores acionistas:

O Governo do Estado do Paraná é o principal acionista da empresa, com 60,10% das ações totais da companhia. Outra fatia de 39,90% está nas mãos de demais investidores em bolsa. No total, a Sanepar tem 1,2 bilhão de ações em circulação no mercado.

Balanço do primeiro trimestre:

A Sanepar (SAPR4) obteve lucro líquido de R$ 246,5 milhões no balanço do 1TRI21. Ou seja, alta de 3,7%. O Ebitda da empresa no balanço do 1TRI21 foi de R$ 522,7 milhões. Já a receita, de R$ 1,22 bilhão, apresentou queda de 1,6% sobre o mesmo período do ano passado.

Ambipar (AMBP3)

A Ambipar (AMBP3) tem como principais funções o gerenciamento e valorização de resíduos, bem como a prestação de serviços de atendimento a emergência.

Segmento: Novo Mercado

Pertence ao Ibovespa: não

Maiores acionistas:

O maior acionista da Ambipar é pessoa física: Tércio Borlenghi Junior, fundador da empresa, detém 56,27% do total de ações. Outros 38,72% são negociados pelos demais acionistas em bolsa.

Balanço do primeiro trimestre:

A Ambipar (AMBP3) somou alta 2,9 vezes maior no lucro líquido do 1TRI21. O Ebitda cresceu 80,7% entre o 1TRI20 e o 1TRI21. Já a receita líquida aumentou 83,9% no 1TRI21.

Inscreva-se no evento Small Caps Summit! O evento é totalmente online e gratuito, e acontece entre os dias 27 e 28 de julho!