Small Caps Summit: como fazer análise fundamentalista e valuation

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação

Criador do curso Valuation do Zero ao Avançado, Leandro Siqueira participou nesta terça-feira (27) do Small Caps Summit e ensinou a fazer análise fundamentalista e valuation de small caps.

Leandro já ensinou centenas de alunos a descobrir quanto valem as ações de uma empresa. Antes, foi gestor em um clube de investimentos e trabalhou em bancos de investimento. Cursou Economia na UFRJ e Engenharia Química, na UFF.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Confira os principais temas abordados e, claro, faça sua inscrição no Small Caps Summit. É 100% gratuito e online, apenas nesta terça e quarta-feira.

Ele lembra que as small caps são empresas pequenas – mas podem não ser tão pequenas assim. Em geral, para ser considera small cap a empresa deve valer entre R$ 27 bilhões e R$ 257 milhões. Mas esse valor muda bastante, diz Leandro.

“A regra é que para estar no índice de small caps, a empresa tem que estar entre as 15% com menor valor de mercado, respeitando algumas outras regras”. Hoje a maior delas é o Banco Pan (BPAN4), que vale R$ 27 bilhões.

Diferente de uma empresa grande, as small caps ainda têm muito espaço para crescer. “Isso na maioria das vezes significa a ação se valorizar. Em outras palavras, há chance de ganhar dinheiro alto. Porém, para encontrar essas minas de ouro, é preciso analisar a empresa, explica Leandro Siqueira.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo

Leandro Siqueira - Small Caps

Análise fundamentalista de uma small cap

Leandro listou três dicas rápidas e práticas que você precisa ficar de olho na hora de fazer uma análise fundamentalista de uma small cap.

  • 1º passo: entender de fato o que a empresa faz. Para isso leia o FRE (Formulário de Referência) da companhia. É uma espécie de “Bíblia” da empresa. Atente-se a duas partes: as seções 6.3 e a 7. Com isso você já vai conhecer o “grosso” do negócio da empresa. O FRE pode ser encontrado no site RI de cada empresa.
  • 2º passo: olhe os números da small cap. Fique de olho nos lucros e nas margens da empresa. Como regra de Bolsa, para não cair em furada, é bom garantir que a empresa está tendo lucro e que esse lucro não fica pulando de um lado para o outro. Empresas com margens líquidas muito pequenas têm uma chance grande de dar prejuízo.
  • 3º passo: analise o ROI e o ROIC da empresa. Esses são dois indicadores que dizem se os investidores que a empresa está fazendo estão dando bom retorno ou não. Uma regra de Bolsa boa, segundo Leandro, é comparar o ROI com o ROIC. Ou seja, se o ROI for menor do que o ROIC, há uma boa chance de a small cap estar destruindo valor.

Valuation de small caps

Leandro lembra que quando você compra uma ação, você vira sócio de uma small cap. E, assim, você tem direito a uma fatia dos lucros da empresa.

“Vamos supor que você é um vidente, com a capacidade de prever o futuro. Vamos supor que você descobriu que ano que vem uma empresa que você quer muito comprar vai dar R$ 100 de lucro. A pergunta é: quanto você pagaria para ficar com esses R$ 100? Certamente menos de R$ 100”, diz Leandro.

Uma boa estratégia, segundo ele, seria descobrir quanto esse dinheiro valeria hoje. É aí que entra a inflação. Porém, há ainda o risco a ser levado em conta. “Vez ou outra você vai errar sua previsão. E não tem problema. O que você tem que fazer é levar em conta o risco”, afirma ele.

No caso das small caps, como são empresas pequenas, o risco é maior. Ele compara as small caps como pulgas: elas podem dar um pulo e dobrar de tamanho, ou podem ser esmagadas e dar um prejuízo gigantesco.

Por isso é preciso levar em conta o risco de cada negócio. Quanto mais difícil de prever o resultado da empresa, maior é o risco. “Isso é o que chamamos de custo de oportunidade. Quanto maior o risco, maior o risco de oportunidade”.

Mas e o valuation?

Quando você vira sócio de uma empresa, você ganha direito a uma fatia do lucro que ela vai ter enquanto existir.

Para isso, é preciso calcular o fluxo de caixa descontado da empresa. É assim que você descobre quanto vale uma small cap e outras empresas maiores. A diferença entre elas é o risco – que é maior nas small caps.

Quer acompanhar tudo o que está rolando no Small Caps Summit? Faça sua inscrição!  É 100% gratuito e online, apenas nesta terça e quarta-feira.