Setor externo tem superávit de US$ 3,8 bi em abril; Investimento Direto cai

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Unsplash

Pelo segundo mês consecutivo, o setor externo apresentou resultados positivos alcançando US$ 3,8 bilhões em abril para a conta de transações correntes.

O montante corresponde ao maior valor da série histórica mensal iniciada em janeiro de 1995, disse o Banco Central (BC) no boletim divulgado nesta terça-feira (26).

Por outro lado, no acumulado do primeiro quadrimestre o déficit nas contas externas já soma US$ 11,9 bilhões.

Nos 12 meses até abril deste ano, o saldo das transações correntes está negativo em US$ 44,4 bilhões. De acordo com o BC, isso representa 2,61% do Produto Interno Bruto (PIB).

Balança Comercial

balança comercial registrou saldo positivo de US$ 1,3 bilhões em abril.

Assim sendo, as exportações de bens totalizaram US$ 18,4 bilhões no mês passado. Os números refletem um recuo de 4,9% em relação ao mesmo período de 2019.

Ao mesmo tempo, as importações de bens diminuíram 15,9%, para US$11,9 bilhões.

Na comparação entre os primeiros quadrimestres de 2020 e 2019, as exportações reduziram 4,2%, para US$ 67,6 bilhões, e as importações mantiveram-se estáveis em US$57,9 bilhões.

O superávit comercial de bens do primeiro quadrimestre de 2020 atingiu US$ 9,6 bilhões, redução de 24,1% comparativamente aos US$ 12,7 bilhões observados no primeiro quadrimestre de 2019.

Investimentos diretos no país

Os ingressos líquidos em investimentos diretos no país (IDP) somaram US$ 234 milhões no mês de abril. No mesmo período do ano passado foi registrado um IDP de US$ 5,1 bilhões em abril de 2019.

O fluxo foi composto por ingressos líquidos de US$ 320 milhões em participação no capital e por amortizações líquidas de US$ 86 milhões.

O resultado em participação no capital foi influenciado por lucros reinvestidos negativos (desinvestimentos) de US$ 834 milhões, informou o BC.

Já no acumulado dos doze meses encerrados em março de 2020, o IDP totalizou US$ 73,2 bilhões, 4,31% do PIB.

No mês, a saída líquida de investimento em portfólio no mercado doméstico atingiu US$ 7,3 bilhões. Com saídas líquidas de US$ 4,9 bilhões em títulos de dívida e de US$ 2,4 bilhões em ações e fundos de investimento.

Nos quatro primeiros meses de 2020 houve saídas líquidas de US$ 31,4 bilhões em instrumentos de portfólio. Ao passo que, em período similar do ano anterior, foi registrado ingressos líquidos de US$ 10 bilhões.

No acumulado dos últimos doze meses, a saída líquida de investimento em portfólio no mercado nacional somou US$ 49,0 bilhões.

Reservas internacionais

O BC divulgou ainda dados do setor externo referente às reservas internacionais. Nesse sentido, o estoque de reservas internacionais atingiu US$ 339,3 bilhões em abril de 2020.

O decréscimo de US$3,8 bilhões, relativamente à posição de março, decorreu sobretudo da liquidação em intervenções no mercado de câmbio.