Série Certificações: CEA ― Certificado de Especialista em Investimentos

Ronaldo Araújo
Engenheiro e Agente Autônomo de Investimentos, hoje me dedico a divulgar ensinamentos sobre como funciona a Previdência Privada. Acredito que com mais conhecimento é possível fazer melhores escolhas para a formação do patrimônio de longo prazo. Para saber mais acesse www.ronaldoaraujo.com.br
1

Crédito: Freepik/Divulgação

Cada vez mais existem pessoas interessadas em atuar no mercado financeiro com a distribuição de produtos de investimentos. Dessa forma, faz-se necessário um crivo para elencar os profissionais capazes de lidar com essa atividade. A certificação CEA certamente é um divisor de águas na carreira de qualquer pessoa que trabalhe nesse ramo.

Este artigo fala de forma detalhada sobre essa certificação. Lendo o texto, você conhecerá melhor suas determinações. Saberá como ela funciona e o que fazer para prestar o exame. Além disso, você também lerá sobre os conteúdos da prova e entenderá porque a CEA é diferenciada.

Siga em frente e aproveite a leitura!

O que é a certificação CEA?

O significado do termo é Certificação de Especialista em Investimentos e se trata de uma das qualificações fornecidas pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais, a ANBIMA. A entidade tem como fim a definição de boas práticas a serem adotadas pelas empresas do setor, além de regular algumas de suas atividades. 

Sendo assim, a certificação CEA atende o requisito de qualificar profissionais para atuarem com a distribuição de produtos de investimentos. Entre as atribuições dadas pela habilitação, podemos citar a indicação de aplicações financeiras e de previdências do tipo complementar aberta, além de fazer todo o processo de assessoria da carteira de clientes de alta renda das instituições.

Como funciona essa certificação?

A certificação CEA é reconhecida pelo seu grau de dificuldade. Sendo assim, é preciso muito estudo e preparo para prestar o exame. Assim que um candidato sente-se apto a realizar a prova, deve fazer sua inscrição diretamente no site da ANBIMA e pagar o valor correspondente. Se o profissional estiver associado à autarquia, o valor será de R$ 749,00. Caso contrário, o custo é de R$ 899,00.

Após cumprido esse passo, é preciso fazer o agendamento da prova. O próprio candidato faz isso, escolhendo a data e o centro credenciado mais próximo. A prova conta com 70 questões e tem duração máxima de 3 horas e meia. Para ser aprovado, é preciso acertar pelo menos 70% de todas as questões, ou seja, 49 do total. Conseguindo aprovação, a validade é de 5 anos, sendo necessária a realização de um curso com carga horária de 60 horas na própria ANBIMA para manter a certificação.

O que cai no exame de qualificação?

Devido o fato da certificação CEA ser de nível de especialista, a maioria dos conceitos abordados no exame são bastante específicos. Sendo assim, é preciso entender do Sistema Financeiro Nacional, além dos princípios básicos de economia e os instrumentos da renda fixa e variável.

Também faz-se necessário dominar os conceitos relacionados ao mercado de derivativos, da indústria dos fundos de investimentos e produtos relacionados à previdência privada. Por fim, deve-se saber fazer um planejamento de investimentos e gerenciar as respectivas carteiras, administrando o risco associado a elas.

Quais são os diferenciais da certificação CEA?

Se houvesse uma escala entre as certificações da ANBIMA, a CEA estaria logo acima da CPA-20, que por sua vez está acima da CPA-10. Sendo assim, pode-se entender que o patamar da CEA é diferenciado em relação às demais e isso é denotado pelo maior número de questões do exame de qualificação e do maior tempo necessário para realizá-lo.

Além disso, existe um fato importante que diferencia a certificação CEA: seus detentores podem exercer todas as funções dos profissionais certificados com as CPA’s. Isso é o atestado de seu nível superior, ainda que não exista uma escala formal definida pela autarquia. Vale citar que alguns profissionais preferem tirar as certificações CPA’s antes de tentar a CEA, mas isso não é pré requisito. Qualquer pessoa que atenda às exigências pode prestar o exame diretamente para a certificação CEA.