Ser (SEER3) informa sobre proposta à Laureate e Anima (ANIM3) sobre admissões

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Divulgação

A SER (SEER3) informou nesta quarta-feira (14) que recebeu da Laureate cópia de determinados termos e condições de uma oferta de terceiro para adquirir os ativos da Laureate no Brasil.

De acordo com a nota, a administração da SER está analisando a referida oferta e a documentação complementar enviada de forma a verificar se houve cumprimento dos termos e condições previstos no âmbito dos documentos da operação e se a referida oferta de terceiro configura de fato uma proposta mais vantajosa.

Caso confirmada a existência de uma proposta mais vantajosa, a SER terá o direito de igualar a possível oferta mais vantajosa ou, se assim não o desejar, exigir o pagamento, por parte da Laureate, de uma multa rescisória no valor de R$ 180 milhões.

BDRs| Aprenda mais sobre essa classe de Ativos

Em uma análise inicial a SER informou que teria plenas condições de exercer seu direito de igualar a referida oferta.

Ser Educacional (SEER3), Yduqs (YDUQ3) e Ânima (ANIM3), três dos maiores grupos educacionais do país, travam uma disputa pela norte-americana Laureate.

Em jogo, estão 11 instituições de ensino, 50 campi e 267 mil alunos. Mas, mais do que isso, o que essas empresas buscam é a liderança do setor.

Ânima (ANIM3) divulga resultado processo de admissão de alunos 2º semestre

A Ânima (ANIM3) divulgou seus resultados do processo de admissão de alunos do segundo semestre de 2020.

Mais 14,6 mil novos alunos de graduação ingressaram nas instituições da Ânima neste segundo semestre de 2020, o que representa uma queda de 4,2% versus o segundo semestre do ano passado, ou 9,2% excluindo as aquisições Unicuritiba, Faseh e UniFG.

Dos 14,6mil alunos matriculados da graduação, 11,4 mil (78,6%) são pagantes sem qualquer tipo de financiamento (ou 79,6% excluindo as aquisições).

Dos demais 3,2mil alunos, 0,7 mil (5,2%) ingressaram utilizando financiamento privado –Pravaler, enquanto 0,7mil (4,0%) utilizaram financiamento público –FIES (ou 3,6% excluindo as aquisições), e 1,8 mil (12,2%) ingressaram através do Programa de bolsas do governo federal –ProUni (ou 11,5% excluindo as aquisições).

A Ânima apresentou um crescimento de 5,8% em sua base de alunos, atingindo 119,3 mil matrículas no segundo semestre de 2020 (ou +2,8% e 116,0 mil alunos excluindo as aquisições).

Conforme a empresa, os processos de admissão e rematrícula deste segundo semestre de 2020 foram realizados em ambiente exclusivamente digital.

Mas as perspectivas são positivas, uma vez que gradualmente suas unidades já estão retomando as atividades presenciais, sempre de acordo com protocolos rigorosos e em observância às normas locais.