Sequoia (SEQL3) estreia com queda de mais de 2% na bolsa

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
1

Crédito: Reprodução/ Sequoia

As ações da Sequoia Logística e Transportes (SEQL3) estrearam na Bolsa de Valores em queda nesta quarta-feira (07). O papel abriu o pregão com perdas, de 1,77%. Perto das 12h, era cotado a R$ 12,05, uma queda de 2.82%.

O preço da ação, no IPO, já tinha ficado abaixo da faixa indicativa de preço, que ia de R$ 14,25 a R$ 17,75. Na precificação, saiu a R$ 12,40.

A empresa de logística, especializada no mercado de e-commerce, movimentou R$ 1 bilhão na oferta. Foram R$ 348 milhões na oferta primária. E outros R$ 652,6 milhões foram para o bolso dos acionistas. Entre eles, o fundo de private equity Warburg Pincus, em uma oferta secundária.

Confira principais Ações para investir em Outubro

Com o IPO, a Sequoia pretende participar do bom momento do e-commerce no país, principalmente para expandir suas operações, adquirir novas sociedades e otimizar a estrutura e a tecnologia do negócio.

Sobre a Sequoia

A Sequoia é uma companhia de logística que emprega o uso de tecnologia em seus serviços. Líder no Brasil dentre as empresas privadas, considerando o número de entregas realizadas no mercado de e-commerce.

Atua no espectro completo de serviços no segmento de logística e transporte. Com o foco, principalmente, na realização de entregas expressas e em soluções de logística reversa para o ecommerce.

Em 2019, realizou 30 milhões de entregas “porta-a-porta” e mais de 1,4 milhão de entregas completadas dentro do mesmo dia da respectiva solicitação.

Além disso, opera com um modelo de negócios enxuto (asset light) altamente escalável.

Aportes

Foi fundada em 2010 por Armando Marchesan Neto, atual CEO da empresa. Em 2012, a Sequoia recebeu seu primeiro aporte, do fundo brasileiro BR Partners. Com esse investimento, adquiriu 100% da Linx Fast Fashion, do Grupo Linx Sistemas. Assim, a empresa estreou no mercado de logística para moda, que era o foco da empresa adquirida, atendendo marcas nacionais e internacionais no varejo em operações business to business (B2B).

Em 2014, a Sequoia recebeu um segundo aporte. O fundo americano Warburg Pincus, um dos maiores e mais conceituados do mundo, levou à empresa uma grande expertise na utilização de tecnologia aplicada à logística. Além de uma capitalização que permitiu a realização de aquisições relevantes nos anos seguintes.

Hoje, a empresa está presente em 3.359 cidades do Brasil, que representam 92% do PIB nacional.