Sequoia (SEQL3): DWS Investment atinge 6,43% de participação

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Divulgação/Facebook

A Sequoia Logística (SEQL3) informou nesta quarta que o fundo de investimentos DWS Investment GmbH  aumentou a participação acionária na empresa.

A DWS passa a deter 8.164.300 de ações ordinárias.

Esse montante representa, dessa forma, 6,43% do capital social total e votante da companhia.

Tio Huli, EconoMirna, Natalia Dalat e outros tubarões do mercado de Investimentos.

Não perca!

De acordo com comunicado da Sequoia, a DWS ressaltou que a participação “não possui o objetivo de alterar a composição do controle ou a estrutura administrativa da empresa”

Além disso, =os fundos de investimento “não são titulares de qualquer valor mobiliário ou direito conversível em ações emitidas pela companhia ou derivativos relacionados às ações.

Mais: a Sequoia afirma que “não há contrato ou compromisso para reger o exercício do direito de voto ou a compra e venda de valores mobiliários de emissão que tenha sido celebrado entre a empres e os fundos de investimentos.”

 Sequoia: Morgan Stanley eleva participação para 12,8%

A Sequoia Logística (SEQL3) informou nesta terça-feira (13) que o banco americano Morgan Stanley aumentou sua participação acionária na companhia.

Passou a deter 12,8% das ações, por meio de suas subsidiárias.

Isso representa 16,2 milhões de ações ordinárias.

O banco informou ainda que atingiu exposição vendida por meio de instrumento financeiro derivativo com previsão de liquidação financeira referenciado em 13,7 milhões de ações ordinárias.

Esse número corresponde a 10,83% do número de ações ordinárias da companhia.

Conforme a comunicação divulgada, o Morgan Stanley ressaltou que a participação acionária não visa à alteração do controle ou da diretoria da Sequoia.

Na sexta-feira (9), a empresa tinha comunicado também que o Compass Group, por meio de fundos de investimentos, tinha elevado sua participação para 10.500.000 de ações, representativas de 8,27% do capital social.

No mesmo dia, informou ainda que o Itáu Unibanco aumentou sua fatia em 12.222.000 de ações ordinárias, ou 9,629% do capital social total e votante.

A participação engloba ações e outros valores mobiliários e instrumentos financeiros derivativos referenciados nas ações.

IPO na bolsa

A Sequoia levantou R$ 1 bilhão na Oferta Pública Inicial de Ações (IPO) e estreou na bolsa na última quarta-feira (7).

Foram R$ 348 milhões em uma oferta primária e outros R$ 652,6 milhões foram para o bolso dos acionistas, entre eles o fundo de private equity Warburg Pincus, em uma oferta secundária.

A oferta teve como coordenadores o banco BTG Pactual, Santander, Morgan Stanley e Banco ABC Brasil.

Sobre a Sequoia

A Sequoia é uma companhia de logística que emprega o uso de tecnologia em seus serviços. Líder no Brasil dentre as empresas privadas, considerando o número de entregas realizadas no mercado de e-commerce.

Atua no espectro completo de serviços no segmento de logística e transporte. Com o foco, principalmente, na realização de entregas expressas e em soluções de logística reversa para o e-commerce.

Em 2019, realizou 30 milhões de entregas “porta-a-porta” e mais de 1,4 milhão de entregas completadas dentro do mesmo dia da respectiva solicitação.

Além disso, opera com um modelo de negócios enxuto (asset light) altamente escalável.

 

Veja mais sobre a Sequoia Logística (SEQL3