Senadores dos EUA questionam fim do veto à carne bovina brasileira

Daniele Andrade
Jornalista formada pela Universidade Positivo, pós-graduada em Mídias Digitais. Atualmente cursa bacharel em História. Gosta de produzir reportagens sobre política tanto nacional quanto internacional, economia e tecnologia.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Os órgãos de defesa do consumidor e os Congressistas dos Estados Unidos reclamaram que a carne bovina brasileira ainda pode oferecer riscos a saúde. Os dois grupos fazem pressão contra a recente decisão do Departamento de Agricultura, que suspendeu o embargo às importações. De acordo com informações da Bloomberg.

As condições sanitárias irregulares nas carnes bovinas brasileiras, foram o motivo para o embargo em 2017. Uma dúzia de senadores assinaram uma carta. Em que se colocavam contra a decisão do Serviço de Inspiração e Segurança Alimentar norte-americano.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Os senadores protestaram a respeito da decisão do retorno às importações brasileiras, de carne bovina in natura. O Departamento de Agricultura realizou uma inspeção recentemente, em que houve a autorização para comercialização da carne brasileira.

Mas, do mesmo jeito muitos parlamentares se mostraram céticos em relação a uma melhoria de longo prazo na carne. Na carta escrita em protesto, os senadores norte-americanos ressaltam: “Como os Estados Unidos interromperam as importações brasileiras de carne bovina in natura menos de um ano após o Brasil ter conseguido acesso em 2016. Temos sérias preocupações, sobre a capacidade do Brasil de manter padrões adequados de segurança alimentar a longo prazo”.

Recentemente oito de 28 frigoríficos brasileiros habilitados a realizar exportações de carne, foram inspecionados. Na carta, os senadores questionaram qual a data para a inspiração nos outros 20. Segundo informações da Bloomberg, em um comunicado por e-mail, Jerry Moran se manifestou: “O USDA deve concluir uma inspeção mais abrangente das ações corretivas adotadas pelo Brasil. Para abordar as preocupações que levaram à interrupção das importações”.

Solicitação de resposta a respeito da carne

Os senadores entraram em um acordo e solicitaram uma resposta por escrito a respeito da carne brasileira, para o Departamento de Agricultura até dia 10 de março. O Departamento vai analisar a carta, para responder de acordo com um porta-voz sobre a situação da carne bovina brasileira.