Senado dos EUA aprova pacote de US$ 1,9 tri para conter efeitos da pandemia

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Reprodução/Instagram Joe Biden

O Senado americano aprovou neste sábado (6) um pacote de ajuda, no montante de US$ 1,9 trilhões, para conter os impactos econômicos decorrentes da pandemia de coronavírus.

A Câmara, controlada pelos democratas, pretende aprovar o projeto na terça-feira e enviá-lo para assinatura do presidente Joe Biden antes do prazo final de 14 de março, quando expiram benefícios incluídos no segundo pacote da covid-19, efetivado em dezembro do ano passado.

A votação foi aprovada no Senado por 50 votos a 49.

Não Perca! Começa hoje o evento que vai transformar sua visão sobre Fundos de Investimento Imobiliário

O novo pacote inclui pagamentos diretos de até US$ 1.400 para indivíduos e famílias de renda baixa, benefício de US$ 300 semanais para o seguro-desemprego e US$ 350 bilhões em ajuda a governos estaduais e locais.

A aprovação final do projeto de lei ocorreu após uma votação, onde os senadores consideraram dezenas de emendas ao pacote. Os legisladores votaram nas mudanças durante a noite de sexta-feira e no sábado à tarde, em uma sessão que durou mais de 27 horas.

Embora o partido republicano tenha criticado o escopo do pacote de resgate à medida que o ritmo de vacinação dos EUA aumentou, os democratas disseram que precisam de ação decisiva para evitar uma recuperação lenta e futuros problemas econômicos.

Os republicanos desaprovaram o pacote de ajuda, descrevendo-o como uma lista inútil de prioridades democratas. Os alvos frequentes eram os US $ 350 bilhões do projeto de lei em ajuda estadual e local, junto com seus US $ 170 bilhões reservados para escolas e ensino superior.

No entanto, o presidente Biden citou a necessidade de sustentar a recuperação – junto com os milhões que podem perder o seguro-desemprego sem a renovação dos programas da era da pandemia – ao defender o projeto de lei na sexta-feira.

“Sem um plano de resgate, esses ganhos vão desacelerar”, disse Biden. “Não podemos dar um passo para frente e dois para trás.”

Com as informações, CNBC.