Sem monopólio da Petrobras (PETR4), preço do gás pode cair até 50%

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: ANP autoriza Petrobras a movimentar gasolina de aviação

A nova Lei do Gás, que quebrará o monopólio da Petrobras (PETR4) no País, deverá beneficiar a indústria com uma redução de até 50% no preço do produto.

Os benefícios de se ter um assessor de investimentos

Segundo o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, o setor, hoje, paga uma margem “desproporcional” sobre o produto.

Ferramenta ajuda na escolha de suas ações de acordo com balanços

“O preço do gás natural vai cair principalmente para a indústria. É o setor que paga uma margem absolutamente desproporcional ao custo do fornecimento do gás”, comentou, durante evento com representantes do setor.

“A indústria deverá ter uma queda de mais de 50%”, complementou o secretário.

Consumidores também ganharão com nova Lei do Gás

A nova Lei do Gás, que teve um requerimento de urgência para acelerar a tramitação do projeto aprovado no mês passado, deve ser votada ainda nesta semana pela Câmara dos Deputados.

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos

Segundo Carlos da Costa, após a aprovação, haverá impactos também para os consumidores de gás liquefeito de petróleo (GLP) e gás natural veicular (GNV).

A previsão do governo é que o botijão fique até um terço mais barato num período de quatro a seis anos. Para o GNV, o recuo estimado é de 19%.

“Para um caminhoneiro que roda 60 mil quilômetros, vai representar uma redução de quase R$ 40 mil, o que também vai viabilizar uma redução do custo do frete no Brasil”, comemorou o secretário.

Planilha de Açõesbaixe e faça sua análise para investir