Segmento de shoppings centers surpreende no terceiro trimestre

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: https://www.freepik.com/free-photo/woman-with-shopping-bags-near-shop-window_3090155.htm#page=1&query=loja&position=22

Com o fim das medidas de isolamento social impostas para conter o avanço da pandemia, o setor de shoppings centers começa a dar sinais robustos de recuperação.

Prova disso são os resultados nas vendas do terceiro trimestre que superaram os níveis anteriores à pandemia.

Iguatemi e Multiplan tiveram altas de 15% e 10% nas vendas de outubro, enquanto Aliansce Sonae e BRMalls também confirmaram aumento, mas sem divulgar dados.

Para o próximo ano, o cenário ainda é nebuloso, dado o contexto de forte instabilidade econômica ocasionado pelos juros e inflação crescentes, que podem minar a confiança do consumidor.

Para o presidente da Aliansce Sonae, Rafael Sales, estimar o desempenho das vendas para 2022 é um “exercício mais complexo” devido às incertezas. “Não sabemos como estará a economia brasileira no ano que vem”, afirmou.

BR Malls (BRML3) dobra o lucro no terceiro trimestre

A BR Malls (BRML3) viu o lucro líquido ajustado mais do que dobrar no terceiro trimestre de 2021.

O resultado passou de R$ 37,5 milhões no 3TRI20 para um lucro de R$ 94,7 milhões um ano depois.

A empresa com maior valor de mercado no segmento de shoppings faturou R$ 333,38 milhões entre julho e setembro deste ano, 49,7% a mais que no mesmo período do ano passado.

“Tivemos mais um trimestre de melhora consistente nos indicadores financeiros e operacionais, com importantes upsides em relação ao 2TRI21, apontando para a superação de métricas de períodos pré-pandemia”, afirmou a BR Malls em relatório publicado junto com o balanço.

A companhia informou que durante o 3TRI21 operou com 100% dos ativos abertos e com horário de funcionamento a 97,9% do volume normal (em outubro,100%). O fluxo de clientes, ainda refletindo restrições em entretenimento, cinemas e eventos, atingiu 78,6% do fluxo pré-covid e as vendas atingiram patamar de 94,5% dos níveis de 2019.

Diante desse contexto otimista, analistas do BB Investimentos divulgaram que a BrMalls deve reportar no quarto trimestre um incremento nas vendas, impulsionadas especialmente pelas compras de fim de ano (Black Friday e Natal). Os indicadores devem vir mais saudáveis, refletindo a estratégia de fortalecimento do mix e de reciclagem de portfólio.

Iguatemi (IGTA3) reverte lucro em prejuízo 

No 3TRI21, o Iguatemi (IGTA3) reverteu o lucro de R$ 61,5 milhões que obteve no terceiro trimestre de 2020 e reportou prejuízo de R$ 57,9 milhões este ano.

Os destaques do período foram as vendas nas mesmas lojas e o aluguel das mesmas lojas.

As vendas nas mesmas lojas (SSS) cresceram +7,8% em relação ao mesmo período de 2019. Em outubro, o SSS superou em +15% os níveis de 2019.

Já os aluguéis mesmas lojas (SSR) e aluguéis mesmas áreas (SAR) cresceram 22,9% e 11,9%, respectivamente sobre o mesmo período de 2019.

De acordo com o relatório da Eleven, o desempenho foi classificado como positivo, de modo que os números reportados indicam forte recuperação operacional.

A queda na inadimplência também chamou atenção.

“Conseguimos uma queda expressiva na taxa de inadimplência, alcançando 2,1% no trimestre, e também no custo de ocupação dos lojistas, que registrou 12,3% no 3T21, mostrando não só a capacidade da Iguatemi em cobrar os aluguéis, mas também receber os aluguéis em aberto”, destacou a companhia no último balanço.

As vendas totais no trimestre atingiram R$ 3,3 bilhões, crescimento de 0,1% em comparação ao mesmo período de 2019,

O relatório da Eleven ressalta ainda o processo de reestruturação societária do Iguatemi, que deve ser finalizado até o fim de 2021. Isso porque, após a conclusão, a companhia será capaz de iniciar um processo de consolidação no setor.

Aliansce (ALSO3) tem forte retomada de vendas do trimestre

O lucro da Aliansce Sonae (ALSO3) cresceu 150% no 3TRI21 e fechou o período em R$ 60,5 milhões.

A receita líquida da empresa avançou 36,8% para R$ 230 milhões. A Aliansce confirmou ainda que as vendas atingiram 98% do nível apurado em 2019 e cresceram quase 40% versus 2020.

Os destaques foram para shoppings do Norte que cresceram 15% no 3TRI21, em comparação ao 3TRI19.

“Em novembro, as primeiras semanas de vendas também foram boas”, afirmou o presidente da Aliansce Sonae, Rafael Sales, em reunião com analistas.

Multiplan (MULT3) apresenta os melhores resultados nas vendas nas mesmas lojas

De acordo com relatório do Safra, a Multiplan (MULT3) apresentou o resultado mais forte do terceiro trimestre no setor.

As vendas nas mesmas lojas (SSS) cresceram 72,7% em relação ao 3TRI20, com destaque para o expressivo aumento nos segmentos de Alimentação/Áreas Gourmet, Vestuário e Serviços. Em relação ao 3TRI19, o SSS aumentou 1,5%.

Os lojistas dos shoppings centers da Companhia registraram vendas de R$3,7 bilhões no 3TRI21, equivalente a 98,3% no 3TRI19 e 168,3% no 3TRI20. Os shoppings operaram por 98,7% do seu horário regular no trimestre, uma vez que as restrições de horário relacionadas a Covid-19 foram atenuadas durante o trimestre.

Em setembro, todos os 19 shopping centers da Companhia operaram em tempo integral e a correlação entre as horas em operação e as vendas mostrou-se forte novamente.

O lucro líquido da Multiplan foi de R$ 99,4 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21), queda de 82,5% na comparação ano a ano.