Secretário dos EUA diz que tradução não alterou pacto com a China

Jéssica De Paula Alves
Jornalista e produtora de conteúdo

Crédito: Reprodução / GettyImages

Os compromissos comerciais da China no acordo comercial da Fase 1 com os Estados Unidos não foram alterados durante um longo processo de tradução, afirmou o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin. De acordo com a Reuters, eles  serão divulgados nesta semana quando o documento for assinado em Washington.

Ao Fox News Channel, Mnuchin informou que o acordo, alcançado em 13 de dezembro, ainda exige que a China compre anualmente de US $ 40 bilhões a US $ 50 bilhões em produtos agrícolas dos EUA . E também um total de US $ 200 bilhões em produtos norte-americanos ao longo de dois anos.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

“Não foi alterado na tradução. Não sei onde esse boato começou. Estamos passando por um processo de tradução que, na minha opinião, é realmente um problema técnico. O idioma será lançado esta semana. Então eu acho que é – no dia da assinatura, estaremos lançando a versão em inglês. E as pessoas podem ver. Este é um acordo muito, muito extenso ”, disse.

Até agora, Pequim não confirmou esses compromissos de compra e as ações recentes do governo  na indústria da agricultura têm levantado questões sobre a meta de US $ 40 bilhões a US $ 50 bilhões citados repetidamente por funcionários da administração Trump.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo