Secretário do Tesouro afirma que, “por enquanto”, Estados Unidos manterão tarifas sobre importações da China

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.

Crédito: Andrew Harrer/Bloomberg

Steven Mnuchin, secretário do Tesouro do governo norte-americano, revelou que os Estados Unidos manterão as tarifas de importação sobre os produtos da China. Pelo menos “por enquanto”.

“Essas tarifas permanecerão em vigor até que haja a fase 2. Se o presidente conseguir a Fase 2 rapidamente, ele considerará liberar tarifas como parte da fase 2”, afirmou, em entrevista coletiva, antes da assinatura da Fase 1 do acordo comercial entre as duas potências econômicas.

De acordo com o próprio presidente Donald Trump, após a assinatura da Fase 1, marcada para esta quarta-feira (15), em cerimônia na Casa Branca, a sequência do processo é apenas questão de tempo. E não muito.

“As negociações que devem levar à segunda fase do acordo comercial com a China começarão em breve, mas a assinatura dessa nova etapa do pacto não deve acontecer antes das nossas eleições presidenciais”.