Sabesp (SBSP3) reverte lucro em prejuízo de R$ 657,9 mi no 1TRI20

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução/Sabesp

A Sabesp (SBSP3) reportou um prejuízo de R$ 657,9 milhões no primeiro trimestre de 2020, revertendo o lucro líquido de R$ 647,3 milhões no mesmo período de 2019.

Segundo a empresa, o resultado foi influenciado pela valorização do dólar e do iene frente ao real, afetando de forma relevante as despesas financeiras sobre empréstimos e financiamentos em moeda estrangeira. Além do impacto na estimativa de perdas com créditos de liquidação duvidosa.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado somou R$ 1,483 bilhões, uma redução de 3,9%.

A margem Ebitda ajustado ficou em 36,7%, baixa de 3,1 pontos percentuais.

O resultado financeiro foi uma despesa de R$ 1,980 bilhão no período, um aumento de R$ 1,829 bilhão em comparação com as perdas de igual período do ano passado.

A empresa explica que o resultado foi impactado principalmente pelas variações cambiais sobre empréstimos e financiamentos. A desvalorização do real perante ao dólar e o iene.

Os custos e despesas somaram R$ 2,536 bilhões, uma elevação de 17,6%.

Receita avança 4,2%

A receita líquida da Sabesp totalizou R$ 4,042 bilhões no primeiro trimestre de 2020, uma elevação de 4,2%.

A Sabesp explica que o desempenho foi puxado pela reajuste tarifário desde maio de 2019, aumento de 2,2% no volume faturado total, e acréscimo de R$ 80,1 milhões na receita operacional em função da operação no município de Santo André, iniciada em agosto de 2019.

O EBIT ajustado atingiu o valor de R$ 1,0 bilhão, diminuiu 11,8% em relação ao primeiro trimestre de 2019.

O volume total faturado de água e esgoto foi de 997,9 milhões de m³ no primeiro trimestre de 2020, uma elevação de 2,6%.

O volume faturo de água atingiu 538,4 milhões de m³, alta de 1,1%. Já o volume fatura de esgoto totalizou 459,5 milhões de m³, um crescimento de 4,5%.

Investimentos e endividamento

A Sabesp investiu R$ 715,9 milhões no primeiro trimestre de 2020.

A dívida líquida da Sabesp encerrou o primeiro trimestre de 2020 em R$ 14,550 bilhões. Sendo 45% em dívida interna e os 55% restantes no mercado externo.

Desmistificando o COE: interesse pelo produto cresce mais a cada dia