Saraiva (SLED3) tem queda de 77,9% no prejuízo ajustado no 4TRI

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 8 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Certificações: CPA-10, CPA-20 e AAI. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução/Saraiva

A Saraiva (SLED3) apresentou prejuízo líquido ajustado de R$ 14,7 milhões no quarto trimestre de 2020, redução de 77,9% na comparação com igual período de 2019.

No ano, o prejuízo ajustado somou R$ 146,5 milhões, redução de 43,6% em relação ao ano anterior.

As vendas mesmas lojas (SSS, na sigla em inglês) caíram 50,1% no trimestre, retração de 36,6 pontos percentuais na comparação com mesmo período de 2019.

Ebitda

O lucro antes de juro, impostos, depreciação e amortização (Ebtida, na sigla em inglês) ajustado somou R$ 16,4 milhões no quarto trimestre de 2020, redução de 60,7% na comparação ano a ano.

Enquanto isso, a margem Ebitda ajustado foi negativa em 40,7%, baixa de 14 p.p.

De acordo com a Saraiva, o Ebitda foi impactado pelos efeitos da pandemia, onde a receita foi fortemente reduzida.

Entre 27 de fevereiro e 26 de março de 2021, dois terços das lojas da rede estavam fechadas e as demais funcionando de acordo com os horários estabelecidos pelas autoridades estaduais e municipais.

Receita cai 74%

A receita líquida atingiu R$ 40,2 milhões no período, uma redução de 74,3% na comparação anual.

O lucro bruto ajustado da Saraiva caiu 63,8% no quarto trimestre do ano passado, atingindo R$ 18,2 milhões.

Dívida

A dívida líquida da companhia encerrou o quarto trimestre em R$ 130,6 milhões.

Confira os destaques do balanço da Saraiva:

saraiva