São Paulo prevê 220 mil casos de Covid-19 no estado

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor

Crédito: Valter Campanato / Agência Brasil

O governo de São Paulo projeta que o estado terá cerca de 220 mil casos do novo coronavírus, o Covid-19. A previsão dramática está em documentos conseguidos pelo Portal UOL e leva o estado e ter que pedir mais US$ 100 milhões em empréstimos ao Banco Mundial para enfrentar a pandemia.

“O eixo principal do projeto é a instalação e custeio de pelo menos 500 novos leitos de UTI. A ideia é usar o recurso também para compra de testes de diagnóstico, além de desenvolvimento de tecnologia de telemedicina e de aplicativos para dispositivos móveis”, diz a matéria.

Até o sábado (4), o estado de São Paulo tinha 4.466 casos confirmados e 260 mortes em decorrência do Covid-19. O estado é o epicentro da doença no Brasil.

A estimativa é que 40 mil pacientes teriam de usar leitos de internação durante a pandemia. Já outros 11 mil teriam quadros mais graves, exigindo UTI.

Mais dinheiro

Os mais de R$ 530 milhões que serão solicitados em empréstimos ao Banco Mundial não chega à metade do que o governo paulista estima precisar para enfrentas a doença, embora seja bastante importante. O montante total seria de R$ 1,2 bilhões.

“O governo de João Doria (PSDB) espera ter o recurso em mãos em cerca de dois meses”, segue a reportagem. “O valor poderá ser usado também para ressarcir gastos já feitos contra o novo coronavírus. O prazo previsto para extinção do empréstimo é de 35 anos. A contrapartida para o governo é de US$ 25 milhões, ou seja, no total, o projeto é de cerca de US$ 125 milhões (mais de R$ 625 milhões)”.

O Banco Mundial anunciou no começo de março programa de US$ 12 bilhões para apoiar esforços de países para combate à pandemia. Assim como São Paulo, o ministério da Saúde também pretende captar empréstimo de US$ 100 milhões com a instituição.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Expectativa quanto ao isolamento é positiva

“Quando escrevemos o projeto, há 10 dias, a projeção de que tínhamos era algo nessa ordem (220 mil casos)”, disse à reportagem o coordenador de Serviços da Saúde de São Paulo, Ricardo Tardelli.

“Vamos precisar esperar, ver o efeito do isolamento em São Paulo. É uma expectativa positiva”, disse.

O estado tem 15 mil leitos de UTI públicos e privados. Desses, são 7.200 leitos dedicados ao SUS.

“Sabe-se que dos 3.600 leitos de UTI adulto disponíveis a população, a taxa de ocupação é de 85% a 90%. Com base nestas informações, estima-se que a ampliação de leitos de UTI é imprescindível para o enfrentamento da Covid-19”, afirma o governo Doria.

Tardelli afirma que a Secretaria de Saúde trabalha com ampliação de mais 1.500 espaços para internação. A ideia é comprar um respirador para cada leito, por R$ 70 mil por unidade, além de outros equipamentos hospitalares para tratamento intensivo.

Além disso, será preciso treinar mais 2 mil profissionais de saúde e repor aqueles que vão ficando doentes por Covid-19.

LEIA MAIS
Pelo menos 41 vacinas contra o coronavírus estão em desenvolvimento

Crise do coronavírus: Reino Unido deve continuar enfrentando longo isolamento social