Santos Brasil (STBP3) lucra 173% a mais no quarto trimestre

Omar Salles
null
1

Crédito: Santos Brasil - Terminal de Santos (SP) - Divulgação

A Santos Brasil (STBP3), uma das maiores operadoras logísticas portuárias privadas do país, obteve um lucro líquido recorrente de R$ 10,4 milhões no quarto trimestre de 2019.

O resultado representou um crescimento de 173% sobre igual período de 2018.

No ano inteiro de 2019, a Santos Brasil lucrou R$ 15,4 milhões, uma expansão de 396,8% sobre 2018, quando apurou lucro líquido de R$ 3 milhões.

Aprenda hoje a investir em Small Caps e encontre as oportunidades escondidas na Bolsa.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) avançou 43% no quarto trimestre de 2019, sobre igual período de 2018, para R$ 70,7 milhões.

O Ebitda de 2019 inteiro cresceu 16,9% para R$ 221,6 milhões.

A receita líquida da empresa cresceu 4% no quarto trimestre do ano passado para R$ 230,3 milhões.

No ano inteiro de 2019, a receita líquida teve expansão de 5,5% para R$ 972 milhões.

Operacional

Houve queda na movimentação no seu terminal de veículos em Santos, de 26,5% para 177.699 veículos, por causa da queda das exportações para a Argentina.

A movimentação de veículos só se recuperou no quarto trimestre do ano passado, com crescimento de 6,6% sobre igual período de 2018.

Em compensação, o volume total de contêineres armazenados cresceu 33% em 2019, principalmente em Santos.

Em 2019 inteiro, houve expansão de 7,8% na movimentação de contêineres nos três terminais (Santos, Imbituba e Vila do Conde/PA), totalizando 1,16 milhão de unidades.

Investimentos

O investimento da Santos Brasil cresceu 76,95 no ano passado, sobre 2018, para R$ 114,1 milhões.

A maior parte dos investimentos – R$ 101 milhões – foram feitos nos terminais da empresa no porto de Santos (SP). Houve obra de extensão e reforço do cais.

A empresa não realizou investimentos em 2019 no seu terminal em Imbituba (SC).

Endividamento

A Santos Brasil encerrou 2019 com um endividamento líquido de R$ 11 milhões. O índice de alavancagem da dívida líquida sobre o Ebitda é de 0,09 vezes (0,09x).

A companhia informou em seu balançou que encerrou o ano passado com um caixa líquido de R$ 436,4 milhões, um crescimento de 91,9% sobre a posição de caixa no último dia de 2018.