Santanense (CTSA3) reverte lucro em prejuízo de R$ 6,5 mi no 2TRI

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 8 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Certificações: CPA-10, CPA-20 e AAI. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Santanense

A Santanense (CTSA3) registrou um prejuízo líquido de R$ 6,5 milhões no segundo trimestre de 2020, revertendo o o lucro líquido de R$ 5,9 milhões no mesmo período de 2019.

No semestre, o prejuízo foi de R$ 171,1 milhões, um aumento de 8,2%.

O resultado financeiro foi uma despesa de R$ 6,8 milhões no trimestre, uma elevação de 68,8%.

Análises e Resumos do mercado financeiro com leituras de 5 minutos. Conheça a EQI HOJE

O resultado financeiro líquido no primeiro semestre de 2020 foi uma despesa de R$12,6 milhões, enquanto que no mesmo período de 2019 foi uma despesa de R$12,1 milhões.
As despesas administrativas somaram R$ 5,2 milhões no período, uma diminuição de 6,1%.

Santanense

Receita cai 27,7%

A receita líquida da Santanense atingiu R$ 86,1 milhões no período, uma redução de 27,7%.

A receita líquida de vendas no 1º semestre de 2020 atingiu R$209,5 milhões. As vendas líquidas da Santanense decresceram 10,5% no 1º semestre em relação ao mesmo semestre de 2019, devido à redução dos volumes vendidos no 2º trimestre de 2020, que foram impactados pelo COVID-19.

O lucro bruto caiu 53,2% no segundo trimestre deste ano, totalizando R$ 12,5 milhões.

A margem bruta ficou em 14,5% no período, baixa de 5,7 pontos percentuais.

A Santanense apresentou margem bruta de 18,3% no 1º semestre de 2020 e 20,3% no mesmo semestre de 2019.

Os custos no segundo trimestre de 2020 foram impactados pela redução dos volumes produzidos e pior absorção dos custos fixos.