Salário mínimo de R$ 1.045 começa a vigorar nesta sexta-feira

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

O novo salário mínimo sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro, de R$ 1.045, começa a vigorar em todo o País nesta sexta-feira, em substituição ao atual, de R$ 1.039.

De acordo com a Medida Provisória divulgada nesta quinta (31), no Diário Oficial da União, o valor diário do novo salário passa a ser de R$ 34,83, e o valor da hora passa a R$ 4,75.

Como cada R$ 1 de aumento no salário gera ao governo um gasto de R$ 355,5 milhões, a previsão é de que o novo valor do mínimo tenha um impacto de R$ 2,13 bilhões nas contas públicas de 2020.

BDRs. Alternativas para investir no exterior diretamente da bolsa brasileira

De acordo com o secretário especial da Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, o novo projeto de lei para a correção do salário mínimo incluirá uma mudança no período usado para definir os reajustes.

Waldery explicou que, a partir de agora, em vez do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior fechado, de janeiro a dezembro, o governo pretende usar o índice entre dezembro do ano anterior e novembro do exercício atual para calcular o valor do mínimo para 2021.