Saiba o que é amortização de fundo imobiliário e como funciona

Natália Ranhel
null
1

O cenário do mercado imobiliário encontra-se favorável, o que aumenta a procura de investidores pelos FII. Porém, como a amortização em investimento imobiliário pode ajudar quem busca por essa opção?

O brasileiro é um povo que vê como uma garantia de renda a compra de imóveis, seja a compra na planta para revenda ou a aplicação para ter retorno em aluguel. Entretanto, o custo pode ser muito alto, além do risco de gerir por conta. Por essa razão, muitas pessoas estão buscando comprar cotas de FIIs (Fundos de Investimentos Imobiliários). Ainda mais em tempos onde a taxa Selic alcançou seu menor patamar histórico:5,4%. Isso reflete a busca por juros mais altos e a crença de que o mercado imobiliário vai se recuperar. Contudo, parte do rendimento não vem do retorno em si, mas da amortização do capital oriundo do fundo imobiliário.

tabela taxa-selic amortização fundo imobiliário

Tabela Selic – Banco Central do Brasil

 

Como funciona a amortização de fundo imobiliário?

Ao investir em um fundo imobiliário, quem compra as cotas recebe uma participação referente ao imóvel; que pode ser um shopping, centros comerciais, prédios, etc. O grande diferencial deste tipo de investimento é ter os benefícios de um imóvel físico e desfrutar de outras vantagens como a liquidez imediata e alta, além da geração de rendimentos isentos.

Muitas vezes, porém, quem investe em um FII confunde os rendimentos com a amortização. Nos rendimentos recebe-se o crédito originário do lucro que o fundo teve em determinado período ao explorar o imóvel, sendo isento de imposto de renda. Enquanto na amortização de fundo imobiliário, o funcionamento é diferente, havendo uma transferência de patrimônio para o investidor e não um aumento de capital.

Aliás, não somente a apuração de lucro é diferente, mas também há diferenças para fins tributários. Portanto, enquanto no rendimento recebe-se mensalmente a realização dos lucros daquele período, na amortização, o patrimônio do investidor sai do saldo da aplicação para o saldo da conta corrente.

Tributação da Amortizacão

Existem também diferenças para fins tributários; pois, como já citado, os rendimentos são isentos de imposto de renda. Contudo, a amortização de fundo imobiliário é tida como ganho de capital, ainda que esse pagamento seja feito de forma parcial, anualmente, ou quando o fundo chega ao final e é vendido por valor superior ao do imóvel. Por essa razão, a alíquota do imposto de renda é de 20%, sobre o lucro recebido da cota, nas amortizações. É bom lembrar que quem recolhe este valor é o administrador do fundo e não o investidor.  Ainda assim, o investidor precisa declará-lo em seu IRPF.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Aliás, é importante notar que a incidência de Imposto de Renda sobre a amortização é diferente da incidência sobre o lucro da venda de cotas do Fundo ou de ações. Caso ainda fique alguma dúvida, você pode conferir a regulamentação das amortizações de FII na instrução normativa RFB 1585, de 31 de Agosto de 2015, na subseção X, a partir do Artigo 35 .

amortizacao-fii

 

Um exemplo de Amortização em FIIs

Caso ainda tenha ficado alguma dúvida de como funciona, vamos a um exemplo. Digamos que você comprou 10 cotas de um novo fundo lançado com 1.000 cotas de R$200,00; seu valor total é de R$200.000,00 para a construção de um shopping, em Campinas – SP, que foi locado no valor de R$15.000,00. Este é o valor do lucro total e 90% dele será distribuído entre os cotistas. Quer dizer, os investidores serão remunerados com R$13,50 de dividendos por cota – sem dedução de impostos.

Por outro lado, a administradora venderá, anualmente, uma parte das lojas do shopping e fará uma amortização do fundo imobiliário gradual de 10%. Dessa forma, todo ano, a amortização pagaria R$20.000,00 aos cotistas, ou – para ser mais preciso – R$20,00 por cota. Mas isso não representa lucro, já que o fundo que valia R$200.000, 00 passa a valer R$180.000,00 e, cada cota, R$180,00. Sendo assim, esses R$20,00 que saíram da cota, irão para a conta corrente do investidor e só precisarão ser declarados no Imposto de Renda.

No caso de ter uma amortização de 10% ao ano, o fundo durará 10 anos e o lucro do investidor será a rentabilidade  sobre o aluguel. A última cota de amortização é considerada um resgate. Ficou com alguma dúvida? Fale com nossos assessores de investimentos.

 

 

LEIA MAIS:

Fundos imobiliários e a onda de investimentos nos imóveis

Renda extra: veja os melhores fundos imobiliários de 2019 | 1º semestre

 

O que fazer agora

O primeiro passo sempre será conhecer seus limites, sua tolerância a risco. Não entender seus próprios limites pode levá-lo a tomar as piores decisões com seus investimentos.

Por este motivo, sugerimos que todo investidor - experiente ou iniciante - conheça seu perfil. Se busca obter ganhos mais altos aceitando certa volatilidade ou se prefere maior segurança com retornos garantidos.

Entender mais profundamente o seu perfil como investidor e seus objetivos quanto a prazos de investimentos é uma tarefa um pouco mais sofisticada. É preciso considerar histórico como investidor, fatores pessoais e até profissionais que um teste da internet não considera.

Nossa equipe pode te ajudar a avaliar seu perfil de investidor.

O primeiro passo é uma conversa de 5 a 10 minutos com um membro da nossa equipe para levantar as primeiras informações e então agendar a conversa com um especialista no mercado de Investimentos.

É ele quem vai se aprofundar no seu histórico como investidor, seu momento de vida, seus planos futuros e então te indicar para produtos recomendados para seu perfil de investidor.

Confirme seus dados no formulário abaixo e nossa equipe vai entrar em contato com você para fazer a avaliação de seu perfil de investidor e bater com sua atual carteira de investimentos.