Investimentos

Saiba como investir o seu 13º salário e PL da melhor maneira possível

Suas contas estão em dia e você não sabe como fazer o dinheiro do 13º salário e PL render mais? Tesouro Direto, Crédito Privado e Bolsa de Valores estão entre as boas opções.

Avalie este artigo!
formacao sera que fazer planos e tracar metas e realmente viver 1024x768 - Saiba como investir o seu 13º salário e PL da melhor maneira possível
Crédito da imagem: Reprodução/Internet

Essa é, tradicionalmente, a época de renovar os planos e planejamentos para os próximos 365 dias que estão por vir com o novo ano. Para alguns, momento de ter lápis, caneta, papel e calculadora em mãos para organizar o pagamento das contas que estão por vir, ou, que ficaram pendentes. Para aqueles que não tem essa preocupação, paira a dúvida: como fazer o dinheiro do 13º salário e Participação de Lucros (PL) render mais?

Investimento é a resposta! Porém, para não cair em armadilhas, como a velha Caderneta de Poupança, é preciso fazer um planejamento e para isso, a ajuda de um assessor de investimentos é ponto fundamental.

O 13º salário é um direito do trabalhador, garantido pelas leis que regulamentam as relações entre empregado e empregador. O pagamento desse benefício é realizado, na maioria dos casos, em duas parcelas: a 1° deve acontecer até o último dia do mês de novembro e a 2° até o dia 20 de dezembro.

Poupança, uma ideia nada boa!

A Caderneta de Poupança é o primeiro investimento que vem à cabeça do “conservador” que pensa em aplicar o seu dinheiro. Isso pela segurança e facilidade em abrir uma conta num banco. Mas saiba: tais “vantagens” não são exclusivas da Poupança. Existem outros investimentos que também são seguros e simples de serem realizados.

CDB ou poupança
Crédito da imagem: Reprodução/Internet

A Poupança rende cerca de 4,5% ao ano. Um valor muito abaixo de outros investimentos, seja ele na Renda Fixa ou na Renda Variável.

Para se ter uma ideia, a Poupança tem rendimento menor do que a inflação. Na prática, isso quer dizer que ao deixar o seu dinheiro na Caderneta de Poupança por algum tempo, no momento da retirada, ele terá perdido poder de compra, porque não acompanhou o mesmo ritmo dos preços do mercado.

De uma vez por todas, coloque na sua cabeça: Poupança não é uma forma de investimento, está mais caracterizada como uma maneira de poupar dinheiro! Se a sua intenção é ver o dinheiro render, já comece a pensar em opções mais vantajosas, que apresentam melhores rendimentos do que a velha e manjada Caderneta de Poupança.

Sugestão de artigo: 85% dos investidores brasileiros guardam dinheiro na poupança. Os banqueiros agradecem! Entenda motivo.

Investimento em CDI Hoje
Crédito da imagem: Reprodução/Internet

Investimentos que valem a pena

Ok! Já estamos cientes de que a Poupança não vai fazer o dinheiro do seu 13° salário e Participação de Lucros render mais, certo? Passamos, agora, para o próximo passo: dicas de investimentos que garantirão bons resultados para a sua aplicação.

Renda Fixa

Começamos pelo Tesouro Direto. Esse investimento funciona como se fosse um empréstimo para o Governo Federal, que usa o dinheiro para melhorar a infraestrutura do país. O Tesouro Direto faz parte dos investimentos de Renda Fixa, isso quer dizer que ao aplicar seu dinheiro nessa opção, você consegue saber antecipadamente quanto vai receber de volta quando acabar o investimento.

Antes de seguir, descubra o seu perfil de investidor!

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Podemos dizer que o Tesouro Direto é um investimento conservador, que tem o menor risco de crédito dentro do mercado financeiro. Dentre as vantagens, está a liquidez diária dos ativos e o investimento a partir de R$ 30.

Existem três tipos diferentes de títulos, que devem ser escolhidos de acordo com o perfil de cada investidor:

  • Tesouro Selic (indexado à taxa básica de juros)
  • Tesouro Prefixado (Prefixado com diferentes prazos de vencimento)
  • Tesouro IPCA+ (Atrelado ao IPCA, índice oficial que mede a inflação no país)

Use a nossa ferramenta: Calculadora Tesouro Direto – Simulador: Rentabilidade, Taxas, Como Investir!

fundos de renda fixa 1024x538 - Saiba como investir o seu 13º salário e PL da melhor maneira possível
Crédito da imagem: Reprodução/Internet

Ainda no segmento de Renda Fixa – indicado para os investidores mais conservadores – podemos destacar outros investimentos que garantem maior rentabilidade do que a Poupança. Tais como: CDB (Certificados de Depósito Bancário), LCA (Letra de Crédito do Agronegócio, LCI (Letra de Crédito Imobiliário), LC (Letra de Câmbio) e Debêntures.

Comentário do Assessor de Investimentos

(por Valter Manfro)

Hoje, com o juro baixo, os investimentos mais interessantes estão na prateleira do crédito privado e nos fundos imobiliários. Os créditos privados mais interessantes são as Debêntures, os CRIs e os CRAs. Por quê? Como o juro está baixo, e a expectativa do mercado para o juro também está baixa, isso faz com que os ativos atrelados ao CDI, como CDB, LCI, LCA, apresentem rentabilidade muito baixa, além disso, esses investimentos possuem necessidade de declaração de Imposto de Renda.

Agora, os créditos privados, como os citados no começo do comentário, são isentos de Imposto de Renda para pessoa física, então, isso faz com que o investimento seja mais rentável. Só para a gente ter uma ideia, uma aplicação em Debênture hoje tem rentabilidade em torno de IPCA+5, isento de Imposto de Renda.

Os títulos públicos também têm rentabilidade atrelada à inflação, que é o IPCA, porém, se compararmos um título público com uma debênture, o título público vai render IPCA+4.5, e ainda tem que descontar o Imposto de Renda. Sendo assim, veja como a debênture está rendendo muito mais. Comparando um CRI com uma LCI, por exemplo, o CRI tem rentabilidade de CDI+1, que significa uma rentabilidade de 7,4% ao ano, isento de Imposto de Renda.

A LCI também é isenta de Imposto de Renda, porém, ela vai render aproximadamente 90% ou 92% do CDI, ou seja, uma rentabilidade, mais ou menos, de 6,1% ao ano.

Um outro investimento bem interessante é o fundo imobiliário de recebíveis. Esse fundo, investe em diversos CRIs do mercado financeiro. São CRIs disponíveis apenas para investidores profissionais, porém, quem investe através do fundo consegue ter acesso a essas aplicações, e a rentabilidade fica em torno de 0,75% ao mês, isento de Imposto de Renda. Isso representa, aproximadamente, 150% do CDI, já isento de Imposto de Renda, então, é uma grande rentabilidade, uma média de 9,7% ao ano.

Para quem quer investir e ganhar um pouco a mais do que o CDI, tem que ir para o crédito privado ou fundo imobiliário de recebíveis que vai ter rentabilidade bem acima do mercado.

Fundos imobiliarios 1024x536 - Saiba como investir o seu 13º salário e PL da melhor maneira possível

Bolsa de Valores

Investir na Bolsa de Valores também faz o dinheiro render. E, diferente do que muitas pessoas pensam, para fazer tal aplicação, não é preciso percorrer um caminho complicado e cheio de riscos.

Acoes Guia Completo 1024x696 - Saiba como investir o seu 13º salário e PL da melhor maneira possível
Crédito da Imagem: Nilton Fukuda/AE

É possível, sim, investir em ações de uma forma simples e sem abrir mão totalmente da segurança.

Investir em ações na Bolsa de Valores, ultimamente, se tornou uma opção interessante para quem deseja alcançar sonhos maiores e conseguir melhores rendimentos. Acompanhando o movimento do mercado, é possível comprar ou vender ações de empresas presentes na Bolsa de Valores e colher o fruto dessas transações.

“O investidor pode comprar a partir de uma ação, no mercado fracionário, que custa, em média, R$ 22. Quem quiser comprar da forma integral, ou seja, lotes de 100 ações, vai gastar na faixa de R$ 2.220. É um investimento bem acessível, uma excelente oportunidade para quem quer estar em Renda Variável”, explica o assessor de investimento da EuQueroInvestir, Alexandre Furghestti.

Como exemplo, Furghestti cita uma ação do setor elétrico, da Companhia Taesa. No ano de 2018, houve uma oscilação do ativo na casa de 16% e adicionado a isso, houve um pagamento de dividendos de mais 8%. Se somarmos a oscilação do ativo, mais os dividendos, estamos falando de um rendimento de 24% ao ano.

Imagem 1 1024x540 - Saiba como investir o seu 13º salário e PL da melhor maneira possível

WhatsApp Image 2018 12 11 at 10.33.03 - Saiba como investir o seu 13º salário e PL da melhor maneira possível

Se você tem perfil para investir em ações, já possui reserva de emergência formada e sabe com vai aplicar, é só aproveitar seu 13º salário, ou, Participação de Lucros, e ir fundo nesse mercado.

Analistas estimam que 2019 tem tudo para ser um bom ano para a Bolsa de Valores. O mercado financeiro reagiu bem à vitória de Jair Bolsonaro nas eleições presidenciais e a expectativa é a de que os investidores estrangeiros retomem os investimentos no Brasil. Isso deve ajudar ainda mais a Bolsa de Valores brasileira e pode ser um ótimo impulso para as suas ações se valorizarem.
Tags

Patrícia Auth

Patrícia Auth é jornalista formada pela Univali de Itajaí/SC. Trabalhou em impressos, como o Jornal de Santa Catarina, e também, como repórter na Rede Record e RBS TV. É casada, mãe da Lívia e adoradora de boa música e gastronomia.

Na equipe EuQueroInvestir, é responsável pela produção de vídeos, e também escreve e edita artigos para o site.

Entre em contato com a Patrícia pelo e-mail: patricia.auth@euqueroinvestir.com

Artigos Relacionados

Close