Saiba como funcionará o plano econômico de 500 bilhões de euros da UE

Daniele Andrade
Jornalista formada pela Universidade Positivo, pós-graduada em Mídias Digitais. Atualmente cursa bacharel em História. Gosta de produzir reportagens sobre política tanto nacional quanto internacional, economia e tecnologia.
1

Crédito: Reprodução Franz Wender/Unsplash

Foi combinado entre os ministros das Finanças um plano, para apoiar a economia da União Europeia devido a pandemia do coronavírus. Em que, mais de 500 bilhões de euros vão ser reservados aos Estados, empresas e desempregados. Além da criação de um fundo, no futuro chamada de “fundo de estímulo”. As informações são da Agence France-Presse.

Os chefes de Estado e do governo da União Europeia, ainda devem aprovar o plano. O dinheiro anunciado não será desembolsado rapidamente, mas vai estar disponível para a solicitação dos Estados.

A realização deste plano será somada aos investimentos a nível nacional, além das medidas já empreendidas pela União Europeia. Como a suspensão das regras de disciplina orçamentária e flexibilização do regulamento, em relação aos auxílios estatais.

Questões do plano econômico da UE

Entre as medidas do plano estão a concessão de linhas de crédito para os Estados. Em que, o Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE) vai conceder as linhas de crédito preventivas, aos países mais afetados pelo Covid-19.

O MEE foi criado em 2012, na crise da dívida na zona do euro. Essa disponibilização do dinheiro vem para tentar tranquilizar os mercados. Os empréstimos vão poder atingir até 2% do PIB do país que o solicitar.

A previsão é de que o crédito entre em funcionamento em duas semanas, e vá até que a crise do coronavírus termine, segundo os ministros da UE.

O Banco Europeu de Investimentos também vai criar um fundo de garantia pan-europeu, destinados às empresas de pequeno e médio porte. Com um montante de 25 bilhões de euros, em que vai permitir mobilizar até 200 bilhões.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Em relação ao desemprego, a Comissão Europeia vai criar um instrumento para garantir até 100 bilhões de euros em planos para o desemprego parcial devido a pandemia. Além de medidas relacionadas às questões de saúde.

O fundo de estímulo, foi acordado entre os ministros, para preparar e apoiar a recuperação dos países no futuro. O que vai garantir a solidariedade da União Europeia com seus Estados-Membros mais afetados.

Este fundo seria temporário e direcionado aos custos extraordinários da crise. Mas, por enquanto os aspectos jurídicos, além da questão do orçamento da UE e do financiamento não foram definidos.