Rumo (RAIL3) aprova emissão de R$ 1 bilhão em debêntures

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Divulgação Rumo

A Rumo (RAIL3) anunciou nesta quarta (16) que foi aprovava a emissão de debêntures no valor total de R$ 1 bilhão.

Será a 15ª emissão de debêntures da companhia, dividida em duas séries.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

Segundo a empresa, serão emitidas, inicialmente, 1.000.000 de debêntures, a  R$ 1.000,00 cada.

As debêntures da primeira Série terão prazo de vencimento de 10 anos contados da data de emissão.

As da segunda série terão prazo de vencimento de 15 anos.

Rumo: correção dos títulos

Os títulos vão ser corrigidos pelo IPCA, diz a Rumo. A remuneração da primeira série incluirá a variação dos títulos públicos atrelados à inflação, além de adicional de até 0,75% ao ano, ou taxa de juros fixa de 4,10% ao ano.

As debêntures segunda série terão remuneração com variação dos títulos públicos atrelados ao IPCA, com adição de 0,75% ao ano, ou a taxa fixa de 4,50% ao ano – o valor que for superior.

“As debêntures serão simples, ou seja, não conversíveis em ações, escriturais e nominativas, sem emissão de cautelas e certificados”. lembra a Rumo.

A companhia complementa dizendo que os recursos captados vão ser investidos na rede ferroviária Malha Paulista.

Petro Rio (PRIO3): alteração acionária relevante

A Petro Rio (PRIO3) informou que a One Hill reduziu participação acionária de 9,96% para 4,44%.

A Onde Hill detém agora 6.421.710 ações ordinárias do capital social da companhia, o que representa 4,44% do capital social da PetroRio.

“A alteração não visa alterar a estrutura administrativa da empresa e não faz parte de qualquer acordo ou
contrato que disponha sobre direito de voto ou compra e venda de valores mobiliários de emissão da companhia”, lembra a Petro Rio.

Carrefour (CRFB3) compra  cinco lojas e dois postos do Makro

O Carrefour (CRFB3) informou que comprou mais cinco lojas e dois postos do Makro.

O valor da transação foi de R$ 519,26 milhões.

As lojas e postos de gasolina estão localizadas nos estados do Ceará, Bahia, Mato Grosso, Rio de Janeiro e Goiás.

Triunfo (TPIS3): cancelamento voluntário do registro da Econorte

A Triunfo (TPIS3) comunicou que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) autorizou o cancelamento voluntário do registro da Econorte.

“A CVM deferiu nesta data a solicitação de cancelamento voluntário do registro da Econorte de valores mobiliários na categoria –B”, diz a empresa.

Usiminas (USIM5): produção de laminados sobe 6,4% ante 2019

A Usiminas (USIM5) informou que sua produção total de laminados, nos últimos 45 dias (de 01/11/20 até 15/12/20), somou 533 mil toneladas.

Esse volume é 0,2% acima da media diária do primeiro trimestre de 2020 e 6,4% acima da média diária de 2019.

O volume total de vendas da Unidade de Siderurgia acumulado nos mesmos 45 dias foi de 577,6 mil toneladas, sendo 11,5% acima da média diária do primeiro trimestre de 2020 e 14,1% superior à média diária de 2019.

“Nesse mesmo período, o volume de vendas para o Mercado Interno foi de 559,2mil toneladas, o que representa 97%do volume total de vendas, sendo 25,3% acima da média diária do primeiro trimestre de 2020 e 23,2% superior à de 2019”, contabiliza a companhia.

“O Mercado Externo representou 18,4mil toneladas de vendas, ou 3% do volume total vendido, destinado principalmente a clientes nacionais com cadeias produtivas no exterior”, acrescenta.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3

LEIA MAIS:

  • Bolsa de Valores: quais as perspectivas para 2021?
  • Tesouro IPCA+ é o título público mais procurado: entenda por quê
  • CDB rende mais do que a poupança e pode ser alternativa para a reserva de emergência

Se você quer saber mais sobre o mercado de ações e como investir, preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato.