Romi (ROMI3) tem alta de 137% no lucro no 3TRI21

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Divulgação Romi

A Romi (ROMI3) registrou no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21) um lucro líquido de R$ 85,85 milhões, alta de 137% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Já no acumulado para os nove meses de 2021, a Companhia reportou um lucro líquido de R$ 149,41 milhões, aumento de 69,2% sobre a base anual.

A carteira de pedidos total da Romi, ao final do 3T21, alcançou R$ 730,6 milhões, um crescimento de 54,8% em relação ao 3TRI20.

Principais números do balanço do 3TRI21 para a Romi (ROMI3)

Lucro líquido

  • Lucro 3TRI21: R$ 85,85 milhões
  • Lucro 3TRI20: R$ 36,11 milhões

Ebitda

  • Ebitda 3TRI21: R$ 66,4 milhões
  • Ebitda 3TRI20: R$ 40,07 milhões

Receita líquida

  • Receita 3TRI21: R$ 366,57 milhões
  • Receita 3TRI20: R$ 250,55 milhões

Receita da Romi (ROMI3) avança 46,3%

A receita operacional líquida registrada pela Companhia no 3TRI21 atingiu R$ 366,6 milhões, montante 46,3% superior ao 3TRI20.

A receita líquida de máquinas atingiu R$ 194,7 milhões no trimestre, apresentando um crescimento de 53,5% no ano. Segundo a empresa, esse resultado é reflexo da recuperação do volume de pedidos no mercado doméstico a partir de junho de 2020 e da retomada dos pedidos no mercado externo em 2021.

No acumulado do ano, a receita líquida total foi de R$ 940,66 milhões, aumento de 53,6% sobre o mesmo período de 2020.

O mercado doméstico foi responsável por 73% da receita consolidada da Romi no 9M21 (61% no 9M20).

Ebitda da Romi avança

A Romi (ROMI3) teve um Ebitda de R$ 66,82 milhões, ante R$ 40 milhões no segundo trimestre de 2020.

A margem Ebitda avançou, entre julho e setembro, para 18,2%, ante 16% no ano passado.

A companhia destaca que o bom resultado esteve atrelado ao maior volume de faturamento e o controle eficaz dos custos e despesas.

Confira os principais destaques da Romi (ROMI3)