Rodovias podem receber R$ 25 bilhões em investimentos

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Unsplash

As concessionárias de serviços rodoviários se dispõem a investir R$ 25 bilhões em novas obras desde que os atuais contratos sejam revistos.

A reivindicação é por uma dilatação nos prazos de concessão bem como reajustes nos preços das tarifas, informa jornal Valor.

Em entrevista concedida ao Valor, o presidente da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), César Borges, disse que do montante a ser investido R$ 16 bilhões seriam destinados a estradas privadas de São Paulo. O restante seria direcionado para estradas concedidas pela União.

Receitas

A proposta, entretanto, vem em um momento de forte recuo nas receitas. Em abril houve queda de 43% no movimento de veículos em praça de pedágio.

Como reflexo, isso representou uma queda de 30% no faturamento médio das concessionárias no país.

Porf im, Borges critica ainda a falta de apoio do governo federal para restabelecer o equilíbrio econômico das concessionárias. Ele afirma que enquanto empresas do setor elétrico e aéreas estão recebendo socorro do governo, nada tem sido feito pelas concessionárias de rodovias.

Diz ainda que os serviços e investimentos podem ser comprometidos caso o governo não aja rapidamente.

Nesse contexto, em meio as dificuldades econômicas enfrentadas, quatro concessionárias já optaram pela entrega voluntária à União.