RNI (RDNI3) vende fatia de 25% na SPE Goiânia I, por R$ 56,5 mi

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Reprodução / RNI

A RNI (RDNI3), Rodobens Negócios Imobiliários, aprovou nesta quarta-feira (16) a venda de 25% da subsidiária Sistema Fácil, Incorporadora Imobiliária Goiânia I, a SPE Goiânia I, para a Rodobens Corporativa. O valor total do negócio foi de R$ 56,530 milhões.

A SPE Goiânia I é desenvolvedora do empreendimento imobiliário Recanto das Emas, na capital de Goiás.

“A operação foi realizada em condições de mercado no melhor interesse da companhia”, avisa a RNI em nota.

Foi baseada “em laudo de avaliação e tem como objetivo contribuir com a liquidação de carteira relacionada a produtos de loteamento, garantindo o foco no produto escopo de atuação” da RNI.

O pagamento se dará em parcelas anuais, com prazo limite de quitação até 31 de dezembro de 2039.

A correção é mensal, com taxa de 25% do CDI.

As ações da RNI ficaram estáveis hoje, continuando valendo R$ 10,29.

CVC (CVCB3) destitui diretor

A CVC (CVCB3) informou hoje que segunda-feira (14) destituiu do cargo de Diretor Ricardo Pinheiro Paixão.

Ele era diretor sem designação específica da CVC.

A empresa agradeceu a “contribuição prestada” pelo executivo, em nota divulgada ao mercado.

Entretanto, seu afastamento foi visto como algo bom pelo próprio mercado.

As ações da empresa lideraram as altas da bolsa nesta quarta, com mais 4,12%. Passou a valer R$ 18,20.

O executivo integrava a companhia desde 2014. Estava na diretoria sem designação específica.

A empresa passou por problemas contábeis sérios e divulgou seu balanço final de 2019 apenas em agosto deste ano.

O procedimentos de revisão apontou para distorções na ordem de R$ 363,2 milhões.