Rio Branco Alimentos protocola pedido de IPO junto à CVM

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Rio Branco Alimentos

A Rio Branco Alimentos, dona das marcas Pif Paf, Fricasa, Ladelli, Flip e Pescanobre, protocolou na sexta (26) o pedido de oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O IPO terá como coordenador líder Citi, além da coordenação do Bank of America Merril Lynch e do banco BTG Pactual.

Conheça a Rio Branco Alimentos

A companhia é uma das maiores nacionais do segmento alimentício de frango e suínos em termos de vendas líquidas, de acordo com o ranking da Exame, Maiores e Melhores 2020 do Agronegócio.

Não Perca! Começa hoje o evento que vai transformar sua visão sobre Fundos de Investimento Imobiliário

Com mais de 50 anos de história, a empresa de alimentos processados investe na diversificação do portfólio de produtos, que já ultrapassa 900 produtos, além da proteína animal.

A Rio Branco realiza aproximadamente 80 milhões de abates de aves e mais de 750 mil abates de suínos por ano, industrializando e processando produtos derivados, bem como massas e outros tipos de pratos prontos.

Em 31 de dezembro de 2020, a receita líquida da companhia totalizou R$ 2,68 bilhões. Um ano antes, a receita líquida era de R$ 2,17 bilhões.

Já o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) foi de R$ 198,71 milhões em 2020. No mesmo período, o lucro liquido foi de R$ 147,9 milhões.