Reservas internacionais brasileiras despencam quase US$ 23 bilhões em cinco meses

Fernando Augusto Lopes
null

As reservas internacionais brasileiras caíram 5,3% em menos de cinco meses (146 dias), num volume de U$ 22,7 bilhões, segundo informação do próprio Banco Central. No mesmo intervalo de tempo apurado, o dólar subiu de R$ 3,83 para R$ 4,21, uma alta de 10%.

O pico aconteceu em 25 de junho de 2019, com US$ 390,5 bilhões. No último dado disponível do BC, o estoque estava em US$ 367,8 bilhões, o volume mais baixo desde fevereiro de 2017.

Reservas para intervir no câmbio

Em agosto de 2019, a Agência Brasil já informava que “depois de começar a usar os dólares das reservas internacionais para intervir no câmbio, o Banco Central anunciou que ampliará a estratégia. Ao longo de setembro, a autoridade monetária vai trocar US$ 11,6 bilhões de contratos de swap (venda de dólares no mercado futuro) em circulação no mercado por recursos das reservas externas”.

As reservas internacionais funcionam como um seguro para o país em momentos de choques externos.

Quando o dólar está em alta, o BC vende a moeda norte-americana no mercado à vista e, ao mesmo tempo, compra o mesmo valor em contratos de swap cambial reverso. Caso a demanda por dólares à vista seja baixa, a autoridade monetária completa a operação com contratos de swap tradicionais.

LEIA MAIS:

Ibovespa fecha em queda e registra menor nível de fechamento desde outubro

Banco Central diz que juros serão tratados com cautela após o fim do ano

Se considera um investidor conservador? Então você está em risco de extinção!

O cenário econômico virou do avesso e o país já não é mais o mesmo.

As taxas de juros caíram à níveis jamais vistos no Brasil desde o final do governo Militar (imagem abaixo) e levaram os rendimentos de Renda Fixa para próximo de Zero (ou negativos no caso da poupança).

Italian Trulli

A nova equipe econômica está incentivando novos investimentos no país, e com isso já não é mais possível ganhar dinheiro confortavelmente na poupança e em CDBs comuns. Por isso, estamos declarando a Extinção do Investidor Conservador.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Se você faz parte dessa espécie de investidor que está em risco de extinção, confirme seus dados no formulário abaixo e fale com nossa equipe. Vamos te ajudar, sem dor e sem custo.