Renda fixa perde atratividade com Selic na mínima histórica

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Photo by Adeolu Eletu on Unsplash

Com a taxa Selic na nova mínima histórica, a renda fixa perde atratividade no Brasil. Sendo assim, está cada vez mais difícil obter boa remuneração sem correr risco e com liquidez. Descubra em que ativos encontrar melhor rentabilidades. Confira abaixo.

Com a taxa básica de juros a 4,5% ao ano ficou mais duro superar a inflação que deve terminar 2019 em 4,1% ao ano. Portanto, investimentos indexados a Selic ou CDI com retornos inferiores a 100% do índices, mal conseguiram repor o valor do dinheiro no tempo.

Renda Variável

O apetite a risco dos investidores tem aumentado com perda da atratividade dos investimentos em renda fixa. Isso porque a renda variável permite as pessoas a possibilidade de obter altas rentabilidades.

Dessa forma, explica o processo migratório dos recursos da renda fixa para a variável. Conheça algumas alternativas.

Fundos Imobiliários

Os fii’s são fundos que investem em empreendimentos imobiliários em busca de retorno. E, são divididos entres duas modalidades tijolo e papel. O primeiro são focados empreendimentos físicos, como salas comerciais, galpões logísticos, shoppings, entre outros. Já, o de papel investem em recebíveis imobiliários.

Esse ativo oferece retorno de duas formas distintas, pelos dividendos provenientes da locação dos imóveis ou pela valorização da cota.

Este ano de 2019, considerado um marco na história dos fundos imobiliários que pode ser superado pelo ano de 2020. E, um dos motivos para esta expectativa é o juro baixo, aumento de empregos e renda, ampliação dos créditos, reformas governamentais, e o aquecimento do mercado imobiliário.

Ações

Ações sem dúvida são os ativos de renda variável mais conhecidos e falados no noticiário de todo mundo.

As ações representam a fração mínima do Capital Social da empresa. Ou seja, ao adquirir os papéis o investidor torna-se dono da companhia respeitadas as proporções.

Sendo assim, o acionista tem o direito de receber proventos gerados pelos lucros da empresa. Além da possibilidade de conseguir vender a ação por um valor mais alto do que o de compra.

 


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374