Relatório da CNI aponta crescimento do ICEI e maior patamar para dezembro desde 2010

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Reprodução/Agência Brasil

Relatório da Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgado nesta quarta-feira (18), apontou um nível de confiança que não era visto no setor desde dezembro de 2010.

Segundo informações do G1, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) avançou 1,8 ponto percentual no mês e alcançou 64,3 pontos, maior patamar para um mês de dezembro dos últimos nove anos.

O ICEI de dezembro está 9 pontos acima da média histórica e 0,5 acima do registrado há 12 meses, em dezembro de 2018.

Segundo o relatório da CNI, a alta “revigora a tendência de melhora da confiança, que estimula as decisões de investimento e produção, auxiliando o crescimento econômico do Brasil em 2020”.

Marcelo Azevedo, economista da Unidade de Política Econômica da CNI, destacou que o índice elevado destaca a confiança não apenas em relação aos próximos seis meses, mas na melhora da situação do País como um todo.

“Importante destacar que a confiança elevada está baseada não apenas nas expectativas para os próximos seis meses, mas também no sentimento de melhora da situação corrente”.

O relatório da entidade revelou ainda que o Índice de Condições Atuais da economia, com 58,1 pontos, é o maior desde junho de 2010, quando registrou 60,5 pontos. Já o indicador de expectativas cresceu 1,8 ponto em dezembro, para 67,4 pontos.