Relatório aponta que América Latina tem 25 milhões de desempregados

Jéssica De Paula Alves
Jornalista e produtora de conteúdo

Crédito: Freepik

Mais de 25 milhões de habitantes da América Latina estão desempregados e a tendência é deste número aumentar em 2020, segundo o relatório anual da Organização Internacional do Trabalho (OIT). Isso ocorre devido ao fraco crescimento econômico.

De acordo com o relatório, o desemprego entre as mulheres está aumentando mais do que entre os homens. E a situação dos jovens latino-americanos “é alarmante”, pois um em cada cinco “não consegue emprego”. Esta é a taxa mais alta em uma década.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

“Os mercados de trabalho da América Latina e do Caribe estão passando por um momento de incerteza refletido em um leve aumento na taxa de desemprego regional e em sinais de precariedade que podem piorar em 2020”, alertou a agência ao apresentar seu relatório anual Panorama em Lima Trabalho.

A taxa de desemprego na região no final de 2019 foi de 8,1%, um décimo a 8,0% em 2018. O desemprego aumentou no ano passado em nove dos 14 países latino-americanos incluídos no estudo da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que tem seu escritório regional na capital peruana.

“É um pequeno aumento, mas ainda significa que mais de 25 milhões de pessoas estão buscando ativamente emprego e não conseguem”, afirma o relatório.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo