Rejeição é pedra no caminho de Bolsonaro no segundo turno

Patrícia Auth
Patrícia Auth é jornalista formada pela Univali de Itajaí/SC. Trabalhou em impressos, como o Jornal de Santa Catarina, e também, como repórter na Rede Record e RBS TV. É casada, mãe da Lívia e adoradora de boa música e gastronomia.Na equipe EuQueroInvestir, é responsável pela produção de vídeos, e também escreve e edita artigos para o site.Entre em contato com a Patrícia pelo e-mail: patricia.auth@euqueroinvestir.com

Sinal vermelho na campanha de Jair Bolsonaro (PSL)!

Mesmo consolidado, com 22% das intenções de voto no cenário sem Luiz Inácio Lula da Silva (PT) – conforme mostrou a Pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira, dia 22 – o candidato à Presidência da República enfrenta grande rejeição.

Segundo o Datafolha, 39% dos eleitores garantem não votar em Bolsonaro de jeito nenhum. A rejeição é a maior entre todos os candidatos e isso reflete na disputa em segundo turno, marcada para 28 de outubro.

De acordo com a pesquisa, Bolsonaro perderia em segundo turno para Marina Silva (Rede), Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB), além de Lula. O candidato do PSL só venceria de Fernando Haddad, petista que pode assumir a disputa eleitoral, caso Lula seja impedido pela Justiça Eleitoral.

Pesquisa Datafolha/Segundo turno:

[tie_list type=”checklist”]

  • Luiz Inácio Lula da Silva (PT) 53% X 29% Geraldo Alckmin (PSDB)
  • Luiz Inácio Lula da Silva (PT) 51% X 29% Marina Silva (Rede)
  • Luiz Inácio Lula da Silva (PT) 52% X 32% Jair Bolsonaro (PSL)
  • Marina Silva (Rede) 45% X 34% Jair Bolsonaro (PSL)
  • Geraldo Alckmin (PSDB) 37% X 31% Ciro Gomes (PDT)
  • Geraldo Alckmin (PSDB) 38% X 33% Jair Bolsonaro (PSL)
  • Marina Silva (Rede) 41% X 33% Geraldo Alckmin (PSDB)
  • Ciro Gomes (PDT) 38% X 35% Jair Bolsonaro (PSL)
  • Geraldo Alckmin (PSDB) 43% X 20% Fernando Haddad (PT)
  • Jair Bolsonaro (PSL) 38% X 29% Fernando Haddad (PT)

[/tie_list]

Outras análises

A Pesquisa Datafolha serviu ainda para mostrar que a estratégia do PT – de fortalecer o nome de Lula neste primeiro momento da campanha – tem dado resultado. Se comparado com os levantamentos anteriores já divulgados, o ex-presidente é o único candidato a ter mudança expressiva na intenção de voto.

Porém, a estratégia também tem efeito colateral. Analisando o cenário sem Lula, que é o mais real diante da inelegibilidade, Fernando Haddad (o substituto) aparenta não ter forças para captar os votos de Luiz Inácio. Haddad aparece com apenas 4% das intenções de voto.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Sem Lula na disputa, os votos são divididos por todos os candidatos. Os destaques são Marina e Ciro Gomes, que dobram as intenções de voto.

Neste mesmo cenário, Geraldo Alckmin (PSDB) é exceção. O tucano está estagnado nas pesquisas e deposita, agora, todas as suas fichas no tempo de televisão. Alckmin terá, no total, seis minutos e três segundos de aparição em cada bloco da propaganda política. O PT tem o segundo maior tempo: dois minutos e sete segundos.

Mudando de assunto…

Pensando em investir? Comece pelo teste de perfil do investidor. A gente te ajuda!

[banner id=”teste-perfil”]

Se considera um investidor conservador? Então você está em risco de extinção!

O cenário econômico virou do avesso e o país já não é mais o mesmo.

As taxas de juros caíram à níveis jamais vistos no Brasil desde o final do governo Militar (imagem abaixo) e levaram os rendimentos de Renda Fixa para próximo de Zero (ou negativos no caso da poupança).

Italian Trulli

A nova equipe econômica está incentivando novos investimentos no país, e com isso já não é mais possível ganhar dinheiro confortavelmente na poupança e em CDBs comuns. Por isso, estamos declarando a Extinção do Investidor Conservador.

Se você faz parte dessa espécie de investidor que está em risco de extinção, confirme seus dados no formulário abaixo e fale com nossa equipe. Vamos te ajudar, sem dor e sem custo.