Refinarias indianas pretendem ampliar compra de petróleo do Brasil

Daniele Andrade
Jornalista formada pela Universidade Positivo, pós-graduada em Mídias Digitais. Atualmente cursa bacharel em História. Gosta de produzir reportagens sobre política tanto nacional quanto internacional, economia e tecnologia.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Em entrevista à Reuters, o ministro de Petróleo e Gás Natural da Índia, Dharmendre Pradhan, comentou que as refinarias indianas querem ampliar as compras de petróleo brasileiro, para diversificar seus fornecedores. A Índia passou a buscar alternativas de petróleo devido às tensões recentes no Oriente Médio. Era importado 80% do petróleo para a Índia, sendo o país o terceiro maior consumidor global. 

As importações realizadas no Oriente Médio diminuíram devido aos conflitos. Após o ataque dos Estados Unidos em Bagdá, teve início as buscas da Índia por outros fornecedores. Devido ao medo de retaliações do Irã. No twitter, o ministro Pradhan afirmou: “A Índia está diversificando seu suprimento de petróleo e nossas companhias expressaram interesse em obter mais petróleo do Brasil, se forem oferecidos termos comerciais favoráveis”.

Na quinta-feira (23), o ministro indiano esteve reunido com o ministro de Minas e Energia do Brasil, Bento Albuquerque. Em que participou da visita oficial do presidente Jair Bolsonaro ao paísUma fonte informou a Reuters, de que o governo da Índia gostaria que as refinarias estatais comprassem petróleo do Brasil. Por meio de contratos anuais, segundo a Reuters, as compras seriam realizadas por empresas como a Indian Oil Corp.

Em dezembro, as exportações de petróleo brasileiras bateram recorde. Com 8,72 milhões de toneladas exportadas. Nos próximos meses, o crescimento deve continuar, devido a produção nos campos do pré-sal. Além do petróleo, o ministro Pradhan afirmou que pretende discutir a cooperação entre os países também em relação a óleo e gás, biocombustíveis e mineração.


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374