Refinarias indianas pretendem ampliar compra de petróleo do Brasil

Daniele Andrade
Jornalista formada pela Universidade Positivo, pós-graduada em Mídias Digitais. Atualmente cursa bacharel em História. Gosta de produzir reportagens sobre política tanto nacional quanto internacional, economia e tecnologia.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Em entrevista à Reuters, o ministro de Petróleo e Gás Natural da Índia, Dharmendre Pradhan, comentou que as refinarias indianas querem ampliar as compras de petróleo brasileiro, para diversificar seus fornecedores. A Índia passou a buscar alternativas de petróleo devido às tensões recentes no Oriente Médio. Era importado 80% do petróleo para a Índia, sendo o país o terceiro maior consumidor global. 

As importações realizadas no Oriente Médio diminuíram devido aos conflitos. Após o ataque dos Estados Unidos em Bagdá, teve início as buscas da Índia por outros fornecedores. Devido ao medo de retaliações do Irã. No twitter, o ministro Pradhan afirmou: “A Índia está diversificando seu suprimento de petróleo e nossas companhias expressaram interesse em obter mais petróleo do Brasil, se forem oferecidos termos comerciais favoráveis”.

Na quinta-feira (23), o ministro indiano esteve reunido com o ministro de Minas e Energia do Brasil, Bento Albuquerque. Em que participou da visita oficial do presidente Jair Bolsonaro ao paísUma fonte informou a Reuters, de que o governo da Índia gostaria que as refinarias estatais comprassem petróleo do Brasil. Por meio de contratos anuais, segundo a Reuters, as compras seriam realizadas por empresas como a Indian Oil Corp.

Ferramenta ajuda na escolha de suas ações de acordo com balanços

Em dezembro, as exportações de petróleo brasileiras bateram recorde. Com 8,72 milhões de toneladas exportadas. Nos próximos meses, o crescimento deve continuar, devido a produção nos campos do pré-sal. Além do petróleo, o ministro Pradhan afirmou que pretende discutir a cooperação entre os países também em relação a óleo e gás, biocombustíveis e mineração.