Randon (RAPT4) reconhece R$ 860,8 milhões em créditos fiscais de PIS/Cofins

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

A Randon (RAPT4) informa que reconhece R$ 860,8 milhões em créditos fiscais de PIS/Cofins.

“A conclusão deu-se após análise, que contou com a assessoria de advogados e de empresas de consultoria especializadas, concordância dos membros do Conselho de Administração e sem ressalvas dos membros do Conselho Fiscal”, diz a empresa.

Os créditos somam o montante de R$ 860.813.925,15, sendo R$ 82,5 milhões “reconhecidos no decorrer de 2020 e o saldo remanescente de R$ 778,2 milhões vai compor o resultado a ser apurado em 31 de dezembro de 2020”, explica a Randon.

“O lucro líquido ajustado será base para o cálculo dos dividendos. A expectativa para compensação dos créditos gira em torno de cinco anos, a depender dos resultados futuros da companhia”, acrescenta.

“No valor informado acima, estão incluídos os créditos das controladas Jost Brasil Sistemas Automotivos Ltda., Master Sistemas Automotivos Ltda.e  Fras-le S.A, sendo a expectativa de compensação de seus créditos, no período entre três a cinco anos, a depender dos resultados futuros de cada uma dessas controladas.”

De acordo com a Randon, “as decisões judiciais transitadas em julgado da companhia e suas controladas são claras e específicas quanto ao procedimento de exclusão do ICMS pelo método do tributo destacado nas notas fiscais.”

A empresa lembra, contudo, “que a decisão de reconhecer contabilmente os valores no exercício de 2020 não elimina a pendência de julgamento pelo Supremo Tribunal Federal (STF) dos embargos de declaração ao processo RE 574.706-PR, que poderá definir metodologia de cálculo diversa das decisões judiciais da companhia e suas controladas, reduzindo o montante dos créditos já reconhecidos.”

Alper (APER3) compra a corretora de seguros Next Marka

A Alper (APER3) anunciou que fechou contrato pela aquisição de 100% do capital social da Next Marka Corretora de Seguros.

Com sede em Porto Alegre, a corretora tem especialização no ramo de seguros agrícolas e seguros corporativos.

Em 2020, a Next Marka movimentou prêmios totais de aproximadamente R$ 35 milhões.

Pela aquisição, serão pagos R$ 11,8 milhões à vista no fechamento.

Segundo a empresa, “o restante será pago entre 2022 a 2025 em parcelas anuais, condicionadas aos gatilhos de performance estipulados no contrato de compra e venda”.

A aquisição tem um valor total estimado de R$ 22,8 milhões.

A companhia submeterá a aquisição à aprovação da Assembleia Geral Extraordinária de Acionistas, aianda sem data de convocação.