Raízen e Biosev (BSEV3) submetem ao Cade possível combinação de negócios

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Raízen /Divulgação

A Raízen e a Biosev (BSEV3) comunicaram que submeteram ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa da Concorrência) uma possível combinação de negócios das duas empresas.

Segundo a Raízen as empresas “permanecem em negociações para a assinatura de contratos vinculantes relacionados à transação estratégica divulgada pela companhia por meio do fato relevante de 9 de setembro de 2020”.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Apesar de referidos contratos não terem sido ainda assinados, a Raízen e a Biosev optaram por submeter a potencial transação ao Cade nesta quinta-feira (28).

A compra da Biosev pela Raízen avançaram nos últimos dias, mas ainda dependem de uma solução para a dívida da Biosev.

Segundo a Raízen, a potencial operação de combinação de negócios possivelmente será implementada por meio de várias transações e movimentos societários, incluindo, por parte da companhia, desembolso de recursos e emissão de novas ações.

Rumo (RAIL3) aprova modernização de via da Malha Paulista

A Rumo (RAIL3) aprovou o projeto de modernização de via da Rumo Malha Paulista S.A. A empresa é controlada pela Rumo.

O investimento para custear o proejto vem da emissão de debêntures no valor de R$ 1 bilhão.

CEEE (CEED3):Conselho de Administração aprova cisão da CEEE-GT

A CEEE (CEED3) anunciou que seu Conselho de Administração aprovou a cisão da CEEE-GT.

Assim, com a cisão parcial e reestruturação societária, ficam segregadas as atividades de geração das atividades de transmissão, mantendo-se as atividades de transmissão na CEEE e  ficando as atividades de geração para a CEEE-GT.

Segundo a empresa, a cisão representará diminuição de custos administrativos e operacionais, bem como estrutura de capital adequada para as atividades de geração que ficarão a cargo da incorporadora.

Por fim, a administração da companhia estima que o valor a ser despendido para a concretização da cisão será de R$ 99.352,00.

Lojas Quero-Quero (LJQQ3): Capital World Investors aumenta participação

A Lojas Quero-Quero (LJQQ3) informou nesta quinta-feira (28) que a Capital World Investors aumentou a participação na empresa, atingindo 5,32%.

Assim, agora a Capital World tem 9.978.300 ações ON da Quero-Quero.

 

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo