Raia Drogasil (RADL3) vê lucro aumentar mais de 400% no 2TRI21

José Azevedo
Jornalista especializado em economia.
1

Crédito: Divulgação

A Raia Drogasil (RADL3) lucrou, de forma líquida, R$ 266,4 milhões no segundo trimestre de 2021, número mais do que quatro vezes maior do que os R$ 60,2 milhões registrados no mesmo período do ano passado. Quando levado em conta o lucro ajustado, a diferença é um pouco menor, de cerca de 3,8 vezes, com a empresa levantando R$ 232 milhões.

A alta acompanha, em parte, a performance da receita bruta da Raia Drogasil, que fechou o período de abril e junho deste ano em R$ 6,2 bilhões, crescendo 32,3%.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

O levantado com as mesmas lojas avançou 26,2% e o restante foi impulsionado pela diferença entre o número de pontos de venda, com a companhia contabilizando 215 lojas a mais ao longo dos últimos 12 meses, tendo um saldo positivo de 55 apenas no 2TRI21. A Raia Drogasil fechou junho com 2.372 lojas.

Leia aqui o balanço na íntegra.

Raia Drogasil (RADL3): Principais números do balanço

Lucro líquido ajustado

  • 2TRI21: R$ 232 milhões
  • 2TRI20: R$ 61,6 milhões

Receita bruta

  • 2TRI21: R$ 6,24 bilhões
  • 2TRI20: R$ 4,72 bilhões

Ebitda ajustado

  • 2TRI21: R$ 497,1 milhões
  • 2TRI20: R$ 231,8 milhões

Rede de farmácias lucra com diferença inflacionária do estoque

Ao mesmo tempo, a companhia conseguiu aumentar a sua margem bruta em 0,8 pontos percentuais na base anual, chegando a 28,8%. Segundo o documento publicado na noite desta terça-feira (10), isso se deu, principalmente, pelo ganho inflacionário com o estoque durante os últimos meses.

As despesas com vendas da Raia Drogasil entre abril e junho foram de R$ 1,1 bilhão, crescendo em comparação ao R$ 945,3 milhões do segundo trimestre de 2020 mas diluindo em relação a receita bruta, ficando em 17,9% desta, queda de 2,1 ponto percentual na comparação com a mesma base. Gastos com pessoal, aluguéis, transporte e energia elétrica ficaram, comparativamente, mais baratos.

As despesas gerais e administrativas foram no mesmo caminho, totalizando R$ 180,2 milhões, ante R$ 143 milhões, mas diluindo em 0,1 ponto percentual na comparação com o total movimentado.

Ebitda avança e resultado da Raia Drogasil é impulsionado por ganhos judiciários

O Ebitda ajustado da Raia Drogasil ficou em R$ 497,1 milhões, crescendo 114%. A margem Ebitda saiu de 4,9% para 8%.

O lucro líquido não recorrente, por sua vez, foi impulsionado por um ganho extraordinário de R$ 52,2 milhão, com a decisão do Supremo Tribunal Federal que retirou o ICMS da base de cálculo do PIS e Cofins.

Despesas financeiras crescem apesar de queda da dívida

A Raia Drogasil viu suas despesas financeiras chegarem a R$ 26,9 milhões, crescendo na comparação com os R$ 20,2 milhões do mesmo período de 2020, por conta de ajuste de valor presente (AVP) e gastos com a exerção de compra de 15% remanescentes da 4Bio.

Além disso, o lucro líquido foi impactado negativamente também com mais gastos de imposto de renda, que ficou em R$ 86,3 milhões, ante R$ 11 milhões (por conta de um maior provisionamento).

A companhia fechou junho com um endividamento líquido de R$ 1,33 bilhão, ante R$ 1,5 bilhão em junho de 2020.

Raia Drogasil (RADL3): conselho aprova programa de recompra de ações

O conselho administração da empresa aprovou programa de recompra de até 3 milhões de ações.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3