Radar traz Petrobras (PETR3 PETR4), Magalu (MGLU3) e Braskem (BRKM5)

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 8 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Certificações: CPA-10, CPA-20 e AAI. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

O Radar Corporativo destaca o aumento de 1,1% da produção média de óleo, LGN e gás natural da Petrobras (PETR3 PETR4) no segundo trimestre de 2021 (2T21).

A Magazine Luiza (MGLU3) movimentou R$ 3,98 bilhões em sua oferta subsequente.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

A Livetech (LVTC3), dona da WDC Networks, fará uma oferta restrita de ações na qual pretende captar até R$ 450 milhões.

A Agrogalaxy (AGXY3) levantou R$ 350 milhões para seu IPO, que acontece na segunda-feira (26).

Enquanto isso, a Gol (GOLL4) busca mais parcerias com empresas para ampliar sua presença em voos regionais.

Já a Braskem (BRKM5) vê produção avançar no Brasil, Europa e EUA, mas México ainda é problema.

Por fim, o Twitter (TWTR34) informou em seu balanço referente ao segundo trimestre de 2021 (2T21), lucro líquido de US$$ 65,6 milhões.

Veja a cobertura completa do Radar Corporativo:

Cias abertas

Gol (GOLL4) faz mais parcerias para ampliar presença regional

A Gol (GOLL4) busca mais parcerias com empresas para ampliar sua presença em voos regionais. Recentemente, a companhia fez uma parceria com a Voepass para incluir novas rotas no Nordeste do país, de acordo com o Valor Econômico.

Antes, a empresa havia adquirido a MAP Linhas Aéreas, aumentando o número de slots no Aeroporto de Congonhas (SP) e fortalecendo a presença no Norte do país.

Luiz Barsi leva 1,5% de ações do IRB Brasil RE (IRBR3)

O investidor Luiz Barsi, considerado o maior investidor individual da bolsa de valores do Brasil, teria comprado 1,5% do capital social do IRB Brasil RE (IRBR3), segundo matéria do Estadão.

A informação surge em meio no momento no qual o IRB Brasil reverte um prejuízo de R$ 202,1 milhões e obtém lucro de R$ 7,5 milhões em maio deste ano.

Porém, o mercado ainda está dividido. O BTG Pactual (BPAC11) manteve a recomendação neutra para compra das ações da companhia.

Braskem (BRKM5) vê produção avançar no Brasil, Europa e EUA, mas México ainda é problema

A Braskem (BRKM5) divulgou na noite desta quinta-feira  (22) a sua prévia operacional do segundo trimestre de 2021. A companhia petroquímica reportou um aumento na sua produção nos Brasil, na Europa e nos Estados Unidos. No México, porém, a questão da Idesa continua sendo um problema.

No Brasil, houve o crescimento de 9% na produção de Eteno na comparação com o segundo trimestre de 2020. Segundo a companhia, a diferença se deu porque, no ano passado, houve queda na demanda por conta do período mais agudo da pandemia da covid-19. Na base trimestral, entretanto, a companhia registrou uma queda de 7%, devido a interrupções de produção em algumas plantas.

Estados Unidos e Europa também viram suas produções avançarem, respectivamente, 40% e 17% na base anual. Nos dois, porém, também houve avanço ao se considerar a base trimestral – nos Estados Unidos motivado pelo fim das tempestades de inverno e na Europa por conta de uma política de reconstrução de estoques. O crescimento anual se deu também por conta da retomada econômica.

Petroquímica informou resgate de notes

Além de divulgar sua prévia, a Braskem (BRKM5) também noticiou que irá resgatar títulos de dívidas emitidos com o vecimento em 2022 na próxima semana, mais especificicamente, na próxima terça (27)

O valor do resgate total dos notes será de 5,375% com vencimento em 2022, para 27/7. Para cada US$$1.000 de montante principal dos bônus a companhia pagará US$ 1.049,36.

Aegea vende parte de sua subsidiária Águas Guariroba

A Aegea Saneamento e Participações informou que vendeu parte de sua participação na sua subsidiária Águas Guariroba para a IFIN Participações. Esta ingressará como acionista minoritária indireta da Águas Guariroba, por meio de subscrição e integralização de ações preferenciais no montante de R$ 550 milhões.

A IFIN, porém, segundo o documento, não terá o direito de voto nas assembleias gerais de acionistas e, a despeito das ações preferenciais, não terá prioridade na distribuição de dividendos.

A participação indireta da IFIN no capital social da Águas Guariroba será de 32,08% . A Aegea se mantém como controladora.

Emae (EMAE4): Aneel homologa reajuste tarifário

A Emae (EMAE4) informou que a Aneel homologou reajuste tarifário da Receita Anual de Geração (RAG) em um total de R$ 399 milhões, para o ciclo 2021/2022.

Balanços

Petrobras (PETR4) tem aumento de 1,1% na produção média no 2T21

A Petrobras (PETR3 PETR4) divulgou nesta quinta-feira (22) o relatório de produção e vendas do segundo trimestre de 2021 (2T21), com produção média de óleo, LGN e gás natural alcançou 2,80 milhões de barris de óleo equivalente por dia (MMboed), 1,1% acima do 1T21. Segundo a empresa, “devido à continuidade do ramp-up das plataformas P-68 (campos de Berbigão e Sururu) e P-70 (campo de Atapu)”.

De acordo com a Petrobras, “as unidades P-68 e P-70 continuaram o ramp-upe apresentaram altos índices de eficiência operacional no trimestre”.

A produção no pré-sal totalizou 1,96 MMboed no trimestre, representando 70% da produção total da Petrobras, o que é 1 ponto percentual acima do 1T21 e 4 pontos percentuais acima do 2T20.

Destaques do segundo trimestre da Petrobras

Segundo a Petrobras, em junho iniciou-se a operação integrada das Rotas 1 e 2 de escoamento de gás da Bacia de Santos, próximo ao FPSO Cidade de Angra dos Reis, em função do início da vigência dos contratos do Sistema Integrado de Escoamento de Gás (SIE), “permitindo maior flexibilidade devido à melhor distribuição das unidades de produção conectadas ao sistema e potencializando a oferta de gás”.

Iniciou-se o escoamento de gás da plataforma P-76, em Búzios, no Rio de Janeiro, “contribuindo para o aproveitamento do potencial do campo e viabilizando uma melhor gestão do reservatório e aumento da geração de valor”.

A empresa lembra também que no dia 11 de junho foi assinado assinamos com a Pré-sal Petróleo S.A. (PPSA), a CNODC Brasil Petróleo e Gás (CNODC) e a CNOOC Petroleum Brasil (CNOOC) o Acordo de Coparticipação de Búzios. Com o início da vigência do acordo, a participação na jazida de Búzios será 92,666% da Petrobras, 3,667% da CNODC e 3,667% da CNOOC.

A comercialização de derivados se elevou no 2T21, atingindo volumes no mercado interno de 1.759 Mbpd, com destaque para o aumento das vendas de diesel e gasolina.

A produção de gasolina acompanhou o movimento das vendas, com aumento de 2,0% no 2T21 em comparação ao 1T21, mesmo com as paradas programadas.

As vendas de gasolina se elevaram 12,7% no 2T21 comparadas ao 1T21, devido especialmente à flexibilização nas medidas restritivas associadas à pandemia da Covid-19 em relação ao 1T21.

Twitter (TWTR34) reporta lucro de US$ 65,6 milhões no 2T21, acima do esperado

O Twitter (TWTR34) informou nesta quinta-feira (22), em seu balanço referente ao segundo trimestre de 2021 (2T21), lucro líquido de US$$ 65,6 milhões, ante um prejuízo de US$ 1,38 bilhão no mesmo período de 2020.

É o segundo trimestre seguido que o Twitter consegue lucro. No 1T21, conseguiu US$ 68 milhões, ante um prejuízo de US$ 8,4 milhões no mesmo período de 2020.

Emissões e dívidas

Livetech (LVTC3) captará R$ 450 milhões em oferta restrita

A Livetech (LVTC3), dona da WDC Networks, fará uma oferta restrita de ações na qual pretende captar até R$ 450 milhões. Serão emitidas 19.400.000 de papéis. O preço da ação foi calculado em R$ 23,20.

Do montante total, 50% irá para a conta de capital social da WDC e outros 50% serão destinados à conta de reserva de capital da companhia. Após a operação, o capital social da WDC passará a ser de R$ 311,7 milhões, dividido em 64.191.861 ações ordinárias (ON).

Magazine Luiza (MGLU3): follow on sai com ação a R$ 22,75, deságio de 2,1%

A Magazine Luiza (MGLU3) precificou as ações a R$ 22,75 em sua oferta subsequente. A operação movimentou R$ 3,98 bilhões.

Petrorecôncavo (RECV3) aprova recompra de ações

A Petrorecôncavo (RECV3) aprovou a aquisição de até 500.000 ações ordinárias de sua emissão, que correspondem a 0,209% das ações de emissão da companhia em circulação e 0,201% do total de ações de emissão da companhia.

Mudança acionária

Governo de Singapura aumenta fatia de participação na Totvs (TOTS3)

A Totvs, em comunicado, noticiou que foi informada da aquisição de 28,58 milhões de suas ações pelo o governo de Singapura, representado pelo GIC Private Limited. Desta forma, o fundo do país asiático salta de uma participação de menos de 1,5% para quase 6,40%, totalizando 36,6 milhões de ações ordinárias.

IPO

Agrogalaxy (AGXY3) levanta R$ 350 milhões em IPO

A Agrogalaxy (AGXY3) levantou R$ 350 milhões para seu IPO, que será realizado na segunda-feira (26). A empresa conseguiu emplacar a operação com o preço da ação na faixa entre R$ 13,75 e R$ 16,50.

A companhia emplacou a operação após ter reduzido sua proposta inicial de oferta de ações, em que pretendia captar R$ 1,2 bilhão.

Madero busca IPO como saída para redução da dívida

O Grupo Madero tenta avançar com seu IPO, cujos recursos podem ser usados na redução da dívida da empresa, de acordo com matéria do Valor Econômico. Atualmente, as conversas estão na fase que antecede a definição da faixa indicativa de preços de ações. Os cálculos é que um IPO da empresa possa movimentar R$ 2 bilhões aproximadamente.

Terra Santa promete estreia na bolsa com endividamento zero

A Terra Santa Propriedade Agrícolas deverá ter seu IPO realizado no dia 2 de agosto. De acordo com o jornal Valor Econômico, a expectativa do CEO da companhia, Humberto Teodoro, é começar a vender ações com endividamento zero e converter a receita de arrendamentos de terras em dividendos aos investidores.

Ele explicou que a companhia está fechando o balanço referente ao segundo trimestre e a meta é obter endividamento zero. Ele diz que a receita tem se mostrado estável e com gasto baixo.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3