Radar traz JBS (JBSS3), BRF (BRFS3), Minerva (BEEF3) e Locaweb (LWSA3)

Felipe Moreira
Editor na EuQueroInvestir, cobre temas que vão desde o mercado de ações ao ambiente econômico nacional e internacional.
1

Foto: radar

O radar corporativo destaca que a JBS (JBSS3) informa alteração nos dividendos por ação anunciados no último dia 11 de agosto, que passa a R$ 1,00134118; o total da distribuição é de R$ 2,511 bilhões.

A BRF (BRFS3) comunicou a remoção da notificação Arábia Saudita sobre frango in natura.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

A BR Distribuidora (BRDT3) vendeu por R$ 18,8 milhões sua participação na Brasil Carbonos para a Unimetal, a ser pago em 30 parcelas.

A Rede D´Or (RDOR3) ampliou sua participação na Centro de Imagem Diagnósticos (AALR3) por meio de compra de ações, totalizando R$ 12 milhões.

O conselho de administração da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), do Rio Grande do Sul, informou que tomou ciência sobre a cisão dos investimentos do braço de investimentos e participações da companhia.

Já a Locaweb (LWSA3) aprovou a criação de um programa de recompra de ações de emissão da companhia.

Enquanto a Minerva (BEEF3) aprovou compra de participação majoritária na empresa Mycarbon3.

Veja mais destaques do radar corporativo:

O que você verá neste artigo:

Cias Abertas

BR Distribuidora (BRDT3) vende participação na Brasil Carbonos

A BR Distribuidora (BRDT3) vendeu por R$ 18,8 milhões sua participação na Brasil Carbonos para a Unimetal Indústria, Comércio e Empreendimentos. Agora, a Unimetal passa a deter a totalidade da Brasil Carbonos, uma vez que ela tinha 51% e a BR, 49%.

O pagamento do valor se dará em 30 parcelas mensais, corrigidas pelo CDI mais 2% ao ano. A conclusão da operação agora vai para análise do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Cade deve rejeitar fusão entre Unidas e Localiza (RENT3)

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) deve rejeitar a fusão entre a Unidas, controlada pela Locamerica (LCAM3), e Localiza (RENT3), segundo noticiado pelo Valor Econômico.

Essa impugnação ao negócio ocorreria porque a união das duas empresas criaria uma gigante no setor, avaliada em R$ 53 bilhões. A matéria informa que o órgão de controle de mercado teria observado potenciais riscos à competitividade ao analisar contratos de exclusividade com outras empresas do ramo.

CEEE-Par informa sobre investimentos na CEEE-T e na CEEE-G

O conselho de administração da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), do Rio Grande do Sul, informou que tomou ciência sobre a cisão dos investimentos do braço de investimentos e participações da companhia, a CEEE-Par, nas subsidiárias de transmissão (CEEE-T) e de geração (CEEE-G).

Sabesp (SBSP3) é questionada pela Prefeitura de São Paulo por encargo na tarifa

A Prefeitura de São Paulo questiona na justiça a Sabesp (SBSP3) pela cobrança de um encargo na tarifa de água, cobrada aos consumidores, de acordo com o Valor Econômico.

Para a gestão da capital paulista, trata-se de uma cobrança “duplicada” que precisa ser suspensa e ressarcida aos consumidores. Esse encargo vem sendo cobrado desde 2018.

AES Brasil (AESB3) negocia contratos de energia para 2026

A AES Brasil (AESB3) abriu uma nova projeção de investimentos, após um acordo feito com a BRF (BRFS3) para construção de um parque eólico. De acordo com o Valor Econômico, a empresa elevou a projeção de investimentos para R$ 3,5 bilhões entre 2021 e 2025.

Com isso, abre espaço para negociar a venda da energia a partir de 2026. O novo portfólio de geração inclui ainda um novo projeto solar em Minas Gerais.

Magalu (MGLU3) cria ações de incentivos a vendedores

A Magalu (MGLU3) criou ações de incentivo aos vendedores de seu marketplace e uma nova política de frete, de acordo com o Valor Econômico. A ideia é reter a atrair vendedores e inclui descontos na comissão, a depender do valor vendido no mês anterior.

Via (VIIA3) faz acordo com CVM para encerrar processo

A Via (VIIA3) fez um acordo com a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para encerrar um processo sobre divulgação irregular de informações em lives promovidas no ano passado, de acordo com o Valor Econômico.

O acordo envolve um pagamento de aproximadamente R$ 500 mil por parte do CEO, Roberto Fulcherberger, e pelo diretor Financeiro e de Relações com Investidores, Orivaldo Padilha.

JBS (JBSS3) acerta fornecimento de R$ 56,1 milhões em gado com JBJ Agropecuária

A JBS (JBSS3) fez um acordo de fornecimento de gado para a JBJ Agropecuária. O montante do acordo é de R$ 56,1 milhões. A JBJ é controlada por um membro da família Batista, controladora da JBS. Porém, esta informa que o controlador da JBJ não tem participação acionária na JBS.

Cielo (CIEL3) nega fechamento de capital

A Cielo (CIEL3) negou que esteja se preparando para fechar o capital, como informou matéria do jornal Valor Econômico. Segundo a empresa, o tema não foi discutido pelo conselho de administração e diz que a informação seria “inverídica”.

Locaweb (LWSA3) aprova recompra de ações

A Locaweb (LWSA3) aprovou a criação de um programa de recompra de ações de emissão da companhia.

O programa tem objetivo de adquirir as ações de emissão da companhia para manutenção em tesouraria e posterior alienação para cumprir as obrigações da companhia no âmbito de programas de remuneração baseados em ações de emissão da empresa.

A companhia pode recomprar até 3 milhões de ações de sua própria emissão.

O prazo máximo para a liquidação das aquisições de ações da companhia no âmbito do Programa de Recompra será de 18 meses, contados a partir do dia 17 de agosto de 2021.

Minerva (BEEF3) aprova compra de fatia na Mycarbon3

A Minerva (BEEF3) aprovou compra de participação majoritária na empresa Mycarbon3 e ratificou alteração do contrato social da subsidiária Transminerva, para refletir aumento de capital social.

PetroRecôncavo (RECV3) tem queda de 3,1% na produção em julho

A PetroRecôncavo (RECV3) informou que a produção total de óleo e gás recuou 3,1% em julho na comparação com junho, para 12 mil barris de óleo equivalente por dia (boepd).

JHSF (JHSF3) aprova cancelamento do saldo de ações mantidas em tesouraria e novo programa de recompra

A JHSF (JHSF3) aprovou o cancelamento do saldo das ações mantidas em tesouraria e novo programa de recompra de ações de sua própria emissão.

Portanto, foram canceladas nessa terça o total de 2,8 milhões ações ordinárias (JHSF3), sem redução do valor do capital social. CDom isso, o capital social passa a ser dividido em 686.224.353 ações ordinárias.

Já o novo programa de recompra de ações de emissão da própria companhia tem limite de 28 milhões de ações ordinárias, que representam, aproximadamente, 9,15% do total em circulação no mercado, “para efeito de cancelamento ou permanência em tesouraria, para posterior alienação ou, ainda, para o exercício de opções, com a finalidade de maximizar a geração de valor para os acionistas, com vigência até 17 de fevereiro de 2023”.

A JHSF tem em circulação 305.915.142 ações ordinárias.

BRF (BRFS3) comunica remoção da notificação Arábia Saudita sobre frango in natura

A BRF (BRFS3) comunicou hoje que a Saudi Food and Drug Authority (SFDA) decidiu, com base nos comentários e opiniões dos países-membros da Organização Mundial do Comércio (OMC) e stakeholders locais, retirar a notificação junto à OMC e suspender a implementação da medida que determinava a redução do prazo de validade de frangos in natura congelados e seus cortes, de 1 ano para 3 meses, contados da data de abate.

Em 6 de maio de 2021, a SFDA notificou o Comitê de Medidas Sanitárias e Fitossanitárias da OMC sobre a alteração do regulamento técnico de validade de determinados produtos, que consiste em medida comercial para a redução do prazo de validade de frangos in natura.

Eletrobras (ELET3): Eletropar elege novo diretor-presidente

A Eletrobras (ELET3 ELET6) informou que o Conselho de Administração da Eletrobras Participações (Eletropar) elegeu Raul Balbi Sollero como Diretor-Presidente.

Ele assume o posto de Oscar Alfredo Salomão Filho, com prazo de gestão até a primeira reunião do Conselho de Administração após a realização da Assembleia Geral Ordinária, em 2023.

JB Duarte (JBDU4): presidente do conselho renuncia

A JB Duarte (JBDU4) informou que recebeu de Fábio Aylton De Rey carta de renúncia deste da presidência do conselho de administração. De acordo com a carta, a renúncia se dá por motivos pessoais e com efeito imediato.

Inepar (INEP4) esclarece sobre oscilação de ações

A Inepar (INEP4) divulgou um comunicado no qual responde a um questionamento da B3 (B3SA3) sobre forte oscilação de ações registrada entre os dias 4 e 17 de agosto.

A empresa descartou qualquer fator adicional que tenha causado estas oscilações, com exceção do plano de recuperação judicial da empresa, em andamento e em fase de conclusão.

Proventos

JBS (JBSS3) altera o valor do dividendo por ação; valor total fica em R$ 2,511 bilhões

A JBS (JBSS3) informou nesta terça-feira (17) que o dividendo por ação anunciado no último dia 11 de agosto será acrescido de R$ 0,00134118, passando de R$ 1,00 para R$1,00134118.

O valor total dos dividendos intercalares ficou inalterado em aproximadamente R$ 2,511 bilhões.

O pagamento dos dividendos será realizado no dia 24 de agosto de 2021. para a base acionária de 16 de agosto de 2021. A partir de 17 de agosto, as ações passaram a ser negociadas “ex-dividendos”.

Celpe paga JCP

O Conselho da Companhia Energética de Pernambuco- Celpe aprovou o pagamento de JCP, no valor de R$ 36.049.000,00. Isso correspondente a R$ 0,4826700440 por ação ordinária, R$ 0,4826700440 por ação preferencial classe A e R$ 0,5309370484 por ação preferencial classe B.

Elektro (EKTR3) paga JCP

A Elektro (EKTR3) pagará em 26 de agosto de 2021 Juros Sobre Capital Próprio (JCP) no valor de R$ 64,515 milhões.

Tal valor corresponde a R$ 0,3163320381 por ação ordinária e a R$ 0,3479652419 por ação preferencial classe A.

Cosern (CSRN3) também paga JCP

A Companhia Energética do Rio Grande do Norte, Cosern (CSRN3) aprovou o pagamento de JCP no valor de R$ 26,934.

O montante corresponde a R$ 0,1566779127 por ação ordinária, a R$ 0,1723457040 por ação preferencial classe A (CSRN5) e R$ 0,1723457040 por ação preferencial classe B (CSRN6).

O pagamento se dará em 26 de agosto de 2021.

Mudança acionária

Rede D´Or (RDOR3) compra R$ 12 milhões em ações da Centro de Imagem Diagnósticos (AALR3)

A Rede D´Or (RDOR3) enviou comunicado à Centro de Imagem Diagnósticos (AALR3) informando sobre compra de ações desta empresa, totalizando R$ 12 milhões e ampliando sua participação na compnhia.

O montante representa a compra de 1.106.500 ações ON da Centro de Imagem Diagnósticos. Com esta aquisição, a Rede D´Or passa a deter 3.645.100 ações ON da empresa de diagnósticos.

Raizen (RAIZ4) tem alteração acionária

Raizen (RAIZ4) anunciou que a Baillie Gifford atingiu a posição equivalente a 96.270.765 ações preferenciais (PN) emitidas pela Companhia, passaram a representar aproximadamente 7,62% do total de ações preferenciais emitidas pela Raízen.

Isso ocorre após movimentações passivas resultantes da aquisição, pela Raízen, de todas as ações emitidas pela Biosev.

Yduqs (YDUQ3) informa mudança acionária

A Yduqs (YDUQ3) informou nesta terça-feira (17) que o Clube de Investimentos TCA, que tem como cotista a família Zaher, elevou participação acionária para 5,30% do capital social, o equivalente a 16.374.900 de ações ordinárias.

Azevedo e Travassos (AZEV3) tem alteração acionária relevante

A Azevedo e Travassos (AZEV3 AZEV4) recebeu correspondência da Rocket, que passou a deter 4.088.857 AZEV3 e 1859.690 AZEV4, que representam, respectivamente, 22,53% do total de ações ordinárias e 0,45% do total de preferenciais.

Como de praxe nesse tipo de movimentação, a Rocket afirma que é uma operação apenas voltada a investimentos.