Radar traz Itaúsa (ITSA4), Minerva (BEEF3) e Iguatemi (IGTA3)

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 8 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Certificações: CPA-10, CPA-20 e AAI. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

O radar corporativo destaca que a Itaúsa (ITSA4) registrou no segundo trimestre de 2021 um lucro líquido de R$ 3,5 bilhões, número quase cinco vezes maior do que os R$ 598 milhões do mesmo intervalo de 2020.

A Minerva (BEEF3) registrou lucro líquido de R$ 116,7 milhões no balanço do segundo trimestre (2TRI21). Os números refletem uma queda de 54% sobre o lucro do mesmo período de 2020.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

Já o Iguatemi (IGTA3) registrou lucro líquido seis vezes maior no balanço do segundo trimestre de 2021 (2TRI21) em relação ao mesmo período do ano anterior.

Enquanto isso, a Petrobras (PETR3 PETR4) iniciou a fase vinculante referente à venda, em conjunto com a Sonangol, da totalidade da participação de ambas as empresas no bloco exploratório terrestre POT-T-794, pertencente à concessão BT-POT-55A, localizada na Bacia Potiguar.

Por fim, a Dimed (PNVL3 PNVL4) aprovou pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) no montante de R$ 6 milhões.

Veja mais destaques do radar corporativo:

Cias Abertas

Cosan (CSAN3) confirma listagem da Compass, mas sem IPO

A Cosan (CSAN3) confirmou que sua controlada Compass conseguiu o deferimento para ser listada na B3 (B3SA3). A partir do próximo dia 12, ações ordinárias da controlada serão negociadas na bolsa sob o ticker PASS3.

No entanto, não deverá ter IPO, uma vez que o processo faz parte de uma condição precedente para a entrada de novo investidor, como anunciado antes.

Klabin (KLBN4) investe R$ 40 milhões em embalagem sustentável

A Klabin (KLBN4) investe cerca de R$ 40 milhões na aplicação de cartão com barreira dispersível em embalagens. De acordo com o Valor Econômico, esse tipo de material é considerado mais sustentável e utilizado na confecção de vários tipos de embalagens.

Petrobras (PETR4) inicia fase vinculante de venda de ativos na Bacia Potiguar (RN)

A Petrobras (PETR3 PETR4) informou nesta segunda-feira (9) que iniciou a fase vinculante referente à venda, em conjunto com a Sonangol Hidrocarbonetos, da totalidade da participação de ambas as empresas no bloco exploratório terrestre POT-T-794, pertencente à concessão BT-POT-55A, localizada na Bacia Potiguar, no estado do Rio Grande do Norte.

Os possíveis compradores habilitados receberão carta-convite com instruções sobre o processo, incluindo orientações para a realização de due diligence e para o envio das propostas vinculantes.

Segundo a Petrobras, a concessão foi adquirida em 2006 na 7ª Rodada de Licitações de Blocos realizada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Embraer (EMBR3) vende 16 jatos E175

A Embraer (EMBR3) concluiu a venda de 16 novas aeronaves E175 para a SkyWest, para operar na rede da Delta Air Lines. O valor do contrato é de US$ 798,4 milhões, com base nos atuais preços.

A empresa vai incluir o montante na carteira de pedidos (backlog) do terceiro trimestre de 2021.

“Os novos aviões vão se somar aos outros 71 jatos E175 que a SkwWest já opera e voarão exclusivamente para a Delta Air Lines”, explica a Embraer. “A SkyWest opera mais jatos E175 do que qualquer outra empresa do mundo”.

A entrega está prevista para 2022.

Even prevê entrega de 330 eVTOLs

A EVE, startup da Embraer (EMBR3), deverá entregar 330 aeronaves, aeronaves, de acordo com matéria do Valor Econômico. A companhia tem planos para fazer a primeira entrega do veículo em 2026 e está aberta a novos parceiros comerciais. Até agora, oito parcerias já foram firmadas.

B3 (B3SA3): giro médio do mercado de ações cai 1,2% em julho

A B3 (B3SA3) divulgou seus destaques operacionais de julho de 2021, com o volume financeiro caindo 1,2%, passando de R$ 29,355 bilhões em julho de 2020 para R$ 29,011 bilhões em julho último.

Com relação ao mês de junho de 2021, a queda foi ainda maior, de 21,7% (R$ 37,055 bilhões).

A boa notícia é que o número de investidores individuais (CPFs) saltou 36,1% de julho de 2020 para julho de 2021. De junho de 2021 para o mês seguinte também houve avanço, de 1,8%.

O número de empresas listadas passou de 393 em junho do ano passado para 449 em julho de 2021, um acréscimo de 14,2%. Com relação a junho de 2021, o aumento foi de 2,3% (439).

Wilson Sons (WSON33) tem queda de 15,9% no volume operado em julho

A Wilson Sons (WSON33) também divulgou seus dados operacionais de julho, com queda de 15,9% no volume operado, com relação a julho de 2020. A empresa passou de 101,2 mil TEUs (Twenty feet Equivalent Units) para 85,1 mil TEUs.

A queda maior se deu no terminal Rio Grande, com menos 21,4%; enquanto o terminal Salvador apresentou queda de 3,0%.

Entretanto, nos sete meses de 2021, com relação aos sete primeiros meses de 2020, a alta foi de 6,6%

Sequoia (SEQL3) cria nova empresa com a Gigahub

A Sequoia (SEQL3) fechou contrato com a Gigahub para a criação de uma nova empresa, que será controlada pela própria Sequoia. A nova empresa terá como objeto a prestação de serviços logísticos mediante disponibilização de pontos de pick-up e drop-off (PUDOs) e operação logística dos serviços de entrega e devolução, e o desenvolvimento de atividades relacionadas.

“A união dos esforços entre os times da Sequoia e da Gigahub tem o potencial de gerar uma das maiores redes de PUDOs do Brasil”, garantiu a Sequoia.

Inicialmente, o foco será o atendimento a 400 municípios, em 26 estados, com potencial de expansão para mais de mil municípios no país.

Na operação, a Sequoia está investindo cerca de R$ 25 milhões, podendo chegar a R$ 36 milhões, para deter 51% do capital social da nova companhia.

Balanços

Klabin (KLBN11) reverte prejuízo e lucra R$ 719 mi no 2TRI21

A Klabin (KLBN11) registrou um lucro líquido de R$ 719 milhões no balanço do segundo trimestre de 2021 (2TRI21), revertendo prejuízo líquido de R$ 383 milhões do mesmo período do ano passado.

O resultado financeiro foi negativo em R$ 207 milhões no segundo trimestre de 2021 ante um resultado negativo de R$ 1,39 bilhão no 2TRI20.

BTG Pactual (BPAC11) lucra 74% a mais no balanço do 2TRI21

O BTG Pactual (BPAC11) reportou lucro líquido ajustado de R$ 1,72 bilhão no balanço do segundo trimestre (2TRI21). Os números refletem uma alta de 74% sobre o mesmo período do ano passado, com lucro de R$ 987 milhões.

O lucro líquido contábil totalizou R$ 1,67 bilhão, 71,7% acima do 2TRI20.

Petz (PETZ3) dobra o lucro no balanço do 2TRI21

A Petz (PETZ3) reportou lucro líquido de R$ 21,63 milhões no balanço do segundo trimestre (2TRI21). Os números refletem uma alta de 109% sobre os lucros do 2TRI20, com R$ 10,35 milhões.

O Same-Store-Sales (SSS) apresentou um crescimento de 19,1 pontos percentuais, passando para 36,6% no 2TRI21.

JSL (JSLG3) reverte prejuízo e lucra R$ 93,1 milhões no 2TRI21

A JSL (JSLG3) registrou lucro líquido de R$ 93,1 milhões no balanço do segundo trimestre (2TRI21), revertendo o prejuízo de R$ 16,3 milhões do 2TRI20.

Já no acumulado semestral a companhia passou de um prejuízo de R$ 6,9 milhões no primeiro semestre de 2020 para um lucro de R$ 135,7 milhões um ano depois.

Itaúsa (ITSA4) vê lucro líquido crescer 487,1% no 2TRI21

Itaúsa (ITSA4) registrou no segundo trimestre de 2021 um lucro líquido de R$ 3,5 bilhões, número quase cinco vezes maior do que os R$ 598 milhões do mesmo intervalo de 2020. Parte diferença, porém, se dá por efeitos não recorrentes – ao se levar em consideração o lucro líquido ajustado, a alta foi de 99%, saindo de R$ 1,4 bilhão para R$ 2,8 bilhões.

O resultado da Itaúsa foi impulsionado, principalmente, pela performance das companhias do setor financeiro em que a holding investe. O Itaú Únibanco (ITUB4) rendeu para a companhia R$ 2,6 bilhões no trimestre, alta de 89% na base anual.

Minerva (BEEF3) lucra 54% menos no balanço do 2TRI21

A Minerva (BEEF3) registrou lucro líquido de R$ 116,7 milhões no balanço do segundo trimestre (2TRI21). Os números refletem uma queda de 54% sobre o lucro do mesmo período de 2020.

O resultado da companhia também veio abaixo do consenso, que esperava um lucro de R$ 185 milhões.

Iguatemi (IGTA3): lucro líquido cresce 6 vezes no 2TRI21

O Iguatemi (IGTA3) registrou lucro líquido seis vezes maior no balanço do segundo trimestre de 2021 (2TRI21) em relação ao mesmo período do ano anterior.

O indicador cresceu de R$ 46,4 milhões para R$ 279 milhões.

BR Partners (BRBI11) vê lucro crescer 46,9% no 2TRI21

BR Partners (BRBI11), companhia recém-chegada na B3, viu seu lucro líquido alcançar R$ 35 milhões no segundo trimestre de 2021, crescendo 46,9% na comparação com o mesmo período do ano imediatamente anterior. No semestre, o lucro líquido foi de R$ 65,9 milhões, ante R$ 45,4 milhões nos primeiros seis meses de 2020.

 A diferença acompanha, em parte, a receita líquida da instituição financeira: esse índice avançou 14,3% na base anual, chegando a R$ 76,2 milhões.

Emissões

Unidas (LCAM3) emite 21ª emissão de debêntures simples, no valor de R$ 1,1 bilhão

A Unidas (LCAM3) aprovou a emissão da  21ª emissão de debêntures simples, no valor de R$ 1,1 bilhão.

Os recursos líquidos obtidos pela empresa serão utilizados no curso normal dos negócios da companhia, sendo destinados para reforço do caixa da Unidas.

Aquisições

Arezzo (ARZZ3) informa que a subsidiária ZZAB Comércio de Calçados concluiu a aquisição da Baw Clothing

A Arezzo (ARZZ3) anunciou nesta segunda-feira (9) que sua subsidiária ZZAB Comércio de Calçados concluiu a aquisição da Baw Clothing.

De acordo com a empresa, R$ 35 milhões foram pagos hoje em dinheiro, diretamente pela ZZAB. Já outros R$ 50 milhões serão pagos pela companhia, por conta e ordem da ZZAB, por meio da entrega de 539.806 ações da companhia mantidas em tesouraria.

JSL (JSLG3) busca aquisições e pode incluir nova investida em Tegma (TGMA3)

A JSL (JSLG3) tem negociado novas aquisições no setor de logística, de acordo com o Valor Econômico. Isso poderá incluir uma nova investiga à Tegma (TGMA3), empresa com a qual a negociação anterior não deu certo.

Proventos

Dimed (PNVL3) paga JCP no valor de R$ 6 milhões

A Dimed (PNVL3 PNVL4) aprovou pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) no montante de R$ 6 milhões. Os juros são por conta do dividendo anual, e não sofrerão nenhuma atualização monetária.

O valor equivale a R$ 0,039899591 brutos por ação ordinária (PNVL3). O valor líquido fica em R$ 0,033914652.

O pagamento se dará em parcela única na data de 31 de agosto de 2021. Terão direito a receber os acionistas da base em 20 de agosto de 2021.

IPO

Humberg Agribrasil (GRAO3) suspende pedido de IPO e migração para o Novo Mercado

A Agribrasil informou a interrupção do prazo de análise dos pedidos de registro da oferta pública inicial de ações (IPO) e de migração para o segmento especial de listagem denominado Novo Mercado.

A companhia informou, contudo, que a realização do IPO e a migração para o Novo Mercado seguem nos seus planos.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3