Confira balanços de CSN (CSNA3), GPA (PCAR3), Arezzo (ARZZ3), Ultrapar (UGPA3) e mais

Felipe Moreira
Editor na EuQueroInvestir, cobre temas que vão desde o mercado de ações ao ambiente econômico nacional e internacional.
1

O radar corporativo destaca que o Itaú (ITUB4) reportou um lucro líquido recorrente de R$ 6,77 bilhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21), alta de 34,8% na base anual.

A CSN (CSNA3) registrou lucro líquido de R$ 1,325 bilhão no terceiro trimestre de 2021, alta de 5% em relação ao mesmo período do ano passado.

A Rede D’or (RDOR3) reportou um lucro líquido de R$ 378,1 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21), equivalente a um aumento de 8,2% sobre a base anual.

O lucro líquido da CSN Mineração (CMIN3) caiu 45% no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21). Registrou lucro de R$ 804 milhões ao fim de setembro deste ano contra R$ 1,46 bilhão do mesmo período de 2020.

A Unidas (LCAM3) registrou alta de 116,5% no lucro líquido recorrente do terceiro trimestre de 2021 (3TRI21).

A PetroRio (PRIO3) reverteu o prejuízo do terceiro trimestre de 2020 e lucrou R$ 125 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21).

O consolidado do Grupo Pão de Açúcar – GPA (PCAR3) reportou prejuízo líquido de R$ 38 milhões no terceiro trimestre de 2021.  O resultado reverte o lucro de R$ 428 milhões no mesmo período do ano passado.

A AES Brasil (AESB3) reportou um lucro líquido de R$ 430,8 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21). Um ano antes a companhia havia registrado um lucro de R$ 51,1 milhões.

A Omega Geração (OMGE3) registrou prejuízo líquido de R$ 25,7 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21). O resultado reverte o lucro de R$ 37,6 milhões que a empresa teve no 3TRI20.

O Banco ABC (ABCB4) reportou lucro líquido de R$ 151,5 milhões no balanço do terceiro trimestre (3TRI21), o dobro do registrado um ano antes, com lucro de R$ 73,5 milhões.

A Pague Menos (PGMN3) reportou lucro líquido ajustado de R$ 35,6 milhões no 3TRI, 11,4% menor que os R$ 40,2 milhões do mesmo período do ano passado.

Já a Ultrapar (UGPA3) reportou um lucro líquido de R$ 374 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21), alta de 35% na comparação ano a ano.

Enquanto isso, a Arezzo (ARZZ3) diz em comunicado que não assinou proposta de negócios com o Grupo Soma (SOMA3).

A Cielo (CIEL3) reportou um lucro líquido de R$ 211,9 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21), alta de 111% na comparação ano a ano.

Veja mais destaques do radar corporativo:

O que você verá neste artigo:

Cia Abertas

Americanas (AMER3): sócios da 3G deixarão controle da companhia

Os empresários Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira, que compõem a 3G, sairão do grupo controlador da Americanas (AMER3). De acordo com o Valor Econômico, o grupo detém o controle das lojas há 40 anos. O comando passará então a ser diluído no mercado, atendendo a um anseio dos acionistas minoritários, por uma estrutura mais enxuta do ponto de vista societário.

Oi (OIBR3): superintendência do Cade aprova venda de telefonia móvel

A Oi (OIBR3) obteve do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) a aprovação, por parte da Superintendência do órgão, da venda da telefonia móvel da companhia. Mas, de acordo com o Estadão, tal transação deve ser feita com o uso de algumas medidas que mitiguem eventuais riscos concorrenciais.

Telefônica Vivo (VIVT3) cria companhia voltada para Internet das Coisas

A Telefônica Vivo (VIVT3) criou uma nova empesa, voltada para a chamada Internet das Coisas. De acordo com o Valor Econômico, a companhia, chamada de IoTCo será voltada para esse tipo de tecnologia de internet e também de análise de big data. A IoTCo já nasce com uma carteira de 1,5 milhão de clientes e a ideia é que o novo negócio possibilite novas aquisições e fusões.

AES Brasil (AESB3) aprova cancelamento de 25 ações ordinárias (ON)

O conselho de administração da AES Brasil (AESB3) aprovou o cancelamento de 25 ações ordinárias (ON), sem redução do capital social. Desta forma, o capital social da companhia passa a ser composto por 492.106.495 papéis ON.

Arezzo (ARZZ3) diz em comunicado que não assinou proposta de negócios com o Grupo Soma (SOMA3)

A Arezzo (ARZZ3) explicou que, em atenção às notícias veiculadas na mídia sobre uma possível compra do Grupo Soma, não assinou qualquer proposta de negócio junto ao referido grupo.

A Arezzo declarou ainda que tem como objetivo consolidar-se como uma “house of brands”, através do crescimento orgânico de suas marcas e também por meio de aquisições, por conta disso mantém contato com diversos parceiros potenciais.

De acordo com o jornal Valor, um eventual negócio se daria em boa parte por troca de ações com fração menor em caixa, numa movimentação ousada considerando que o Grupo Soma é maior em bolsa do que a proponente. Arezzo vale R$ 7,7 bilhões e Soma é avaliado em R$ 11,25 bilhões.

VALE (VALE3): Danos com o desastre de Mariana podem custar até R$ 60 bilhões

Apesar do rompimento da barragem da Samarco em Mariana, em Minas Gerais, ter ocorrido há seis anos, em 2015, ele ainda traz prejuízos para a Vale (VALE3)

Segundo um levantamento do Lactec, um dos laboratórios nomeados pelo Ministério Público Federal (MPF) contratado para realizar um relatório sobre os danos da tragédia, a mineradora tem um prejuízo estimado de danos ambientais entre R$ 37,6 bilhões a R$ 60,6 bilhões.

CCR (CCRO3): RodoNorte CCRO3 – Decisão da Controladoria-Geral do Estado Paraná

A CCR informou que teve conhecimento de decisão proferida pela Controladoria Geral do Estado do Paraná (CGE/PR) que decretou a aplicação de multa em face de sua controlada direta Rodonorte no valor de R$ 75,58 milhões.

Referida decisão também impôs a suspensão da participação da RodoNorte em licitação e impedimento de contratar com a Administração Pública no Estado do Paraná pelo prazo de 2 (dois) anos.

Aura Mineral anuncia a decisão de interromper investimentos na mina de Gold Road

A Aura Mineral decidiu não seguir investindo em sua subsidiária integral Gold Road para focar em suas operações e projetos de maior escala.

Rodrigo Barbosa, Presidente e CEO da Companhia comentou: “Sabíamos que a aquisição de Gold Road era arriscada uma vez que Gold Road não possuía Reservas Minerais Prováveis e Provadas. No entanto, vimos em Gold Road uma oportunidade a um custo baixo de iniciar pequeno, gerar caixa e gradualmente crescer até tornar-se uma mina maior. Agora, com teores e resultados menores que aqueles esperados, somados aos resultados dos estudos de geologia que não confirmaram, de acordo com nossa expectativa, o potencial de Gold Road de crescer sua produção gradualmente no médio prazo, a Aura decidiu limitar suas perdas com Gold Road e focar capital e esforços em projetos maiores que terão maior relevância em nossa estratégia de crescimento como Almas, Matupá e outros.”

Celgpar: Comunicado sobre a vencedora da sessão pública do leilão da Celg T.

A Celgpar informou que a vencedora da sessão pública do leilão da Celg T. foi a Pequena Central Hidrelétrica SL.

Balanços

CSN (CSNA3) tem alta de 5% no lucro no 3TRI21

A CSN (CSNA3) registrou lucro líquido de R$ 1,325 bilhão no terceiro trimestre de 2021, alta de 5% em relação ao mesmo período do ano passado.

O Ebitda ajustado atingiu R$ 4,295 bilhões, aumento de 23% na comparação anual.

CSN Mineração (CMIN3) tem queda de 45% no lucro do 3TRI21

O lucro líquido da CSN Mineração (CMIN3) caiu 45% no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21).

A empresa registrou lucro de R$ 804 milhões ao fim de setembro deste ano contra R$ 1,46 bilhão do mesmo período de 2020.

AES Brasil (AESB3) lucra 8,43 vezes mais no balanço do 3TRI21

A AES Brasil (AESB3) reportou um lucro líquido de R$ 430,8 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21). Um ano antes a companhia havia registrado um lucro de R$ 51,1 milhões.

Nos nove meses de 2021, o lucro líquido foi de R$ 551,3 milhões contra um lucro de R$ 245,4 milhões no mesmo período de 2020.

Omega Geração (OMGE3) reverte lucro e tem prejuízo de R$ 25 milhões no 3TRI21

A Omega Geração (OMGE3) registrou prejuízo líquido de R$ 25,7 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21).

O resultado reverte o lucro de R$ 37,6 milhões que a empresa teve no 3TRI20.

Banco ABC (ABCB4) dobra lucro no balanço do 3TRI21

O Banco ABC (ABCB4) reportou lucro líquido de R$ 151,5 milhões no balanço do terceiro trimestre (3TRI21), o dobro do registrado um ano antes, com lucro de R$ 73,5 milhões.

No acumulado de 2021, a Companhia registrou lucro líquido de R$ 410,2 milhões ante um lucro de R$ 216 milhões no 3TRI20.

Unidas (LCAM3) mais que dobra lucro do 3TRI21

A Unidas (LCAM3) registrou alta de 116,5% no lucro líquido recorrente do terceiro trimestre de 2021 (3TRI21) em relação ao mesmo período do ano passado.

O indicador passou de R$ 123,5 milhões (3TRI20) para R$ 267,3 milhões (3TRI21).

PetroRio (PRIO3) reverte prejuízo e lucra R$ 125 milhões no 3TRI21

A PetroRio (PRIO3) reverteu o prejuízo do terceiro trimestre de 2020 e lucrou R$ 125 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21).

No mesmo período do ano passado o prejuízo havia sido de R$ 117 milhões.

GPA (PCAR3): prejuízo consolidado de R$ 38 milhões no 3TRI21

O consolidado do Grupo Pão de Açúcar – GPA (PCAR3) reportou prejuízo líquido de R$ 38 milhões no terceiro trimestre de 2021. O resultado reverte o lucro de R$ 428 milhões no mesmo período do ano passado.

Já o prejuízo atribuído aos controladores foi de R$ 88 milhões no período, face prejuízo de R$ 63 milhões no comparativo anual.

Rede D’or (RDOR3) lucra R$ 378,1 milhões no 3TRI21, alta de 8,2%

A Rede D’or (RDOR3) reportou um lucro líquido de R$ 378,1 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21), equivalente a um aumento de 8,2% sobre a base anual.

Nos nove meses de 2021 o lucro líquido foi de R$ 1,25 bilhão, crescendo 8 vezes na comparação com o mesmo período de 2020, com lucro de R$ 156,5 milhões.

Marcopolo (POMO4) reverte prejuízo e lucra R$ 107,1 milhões no 3TRI21

A Marcopolo (POMO4) reportou um lucro líquido de R$ 107,1 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21). Um ano antes a companhia havia registrado prejuízo de R$ 57,4 milhões.

Nos nove meses de 2021, o lucro foi de R$ 293,2 milhões contra um prejuízo de R$ 45,4 milhões no mesmo período de 2020.

Itaú (ITUB4) tem lucro líquido recorrente de R$ 6,77 bi no 3TRI, alta de 34,8%

O Itaú (ITUB4) reportou um lucro líquido recorrente de R$ 6,77 bilhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21), alta de 34,8% na base anual.

Nos nove meses de 2021, o lucro líquido foi recorrente foi de R$ 19,72 bilhões, crescendo 54,1% na comparação ano a ano.

O retorno recorrente gerencial sobre o patrimônio líquido foi de 19,7%, enquanto no Brasil o retorno atingiu 20,5%.

Cielo (CIEL3) dobra o lucro no 3TRI21, com R$ 211,9 milhões

A Cielo (CIEL3) reportou um lucro líquido de R$ 211,9 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21), alta de 111% na comparação ano a ano.

Trata-se do quarto trimestre consecutivo de crescimento na comparação com igual período do ano anterior.

A Cielo informou que a recuperação é sustentada por melhorias no resultado operacional, especialmente nos segmentos de varejo e empreendedores – e também do melhor desempenho das subsidiárias, em especial da Cateno.

Copasa (CSMG3): lucro cai 93,2% no 3TRI21

A Copasa (CSMG3) reportou lucro líquido de R$ 16,3 milhões no terceiro trimestre de 2021. O valor representa uma queda de 93,2% em relação ao mesmo período do ano passado.

A piora do resultado deve-se, basicamente, a valores de tarifas recolhidos de clientes que foram considerados indevidos e que estão sendo devolvidos pela companhia. Esses valores estão registrados em “Outras Receitas (despesas) Líquidas” no DRE. Segundo a Copasa, o valor total a ser ressarcidos aos clientes é de R$125,8 milhões, e as devoluções começaram em setembro de 2021.

Ultrapar (UGPA3) registra lucro de R$ 374 milhões no 3TRI, alta de 35%

A Ultrapar (UGPA3) reportou um lucro líquido de R$ 374 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21), alta de 35% na comparação ano a ano.

No acumulado para os nove meses de 2021, a companhia registrou um lucro de R$ 493 milhões, em linha com o mesmo período de 2020.

A Ultrapar apresentou despesa financeira líquida de R$ 334 milhões no 3TRI21, comparada a uma despesa financeira líquida de R$ 201 milhões no 3TRI20.

Arezzo (ARZZ3) tem alta de 192% no lucro no 3T21

A Arezzo (ARZZ3) registrou lucro líquido de R$ 82 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21), crescimento de 192,6% na comparação com igual período de 2020.

De acordo com a companhia, o desempenho foi impactado positivamente pela performance operacional da Arezzao&Co e pela incorporação da AR&CO, mas negativamente pelo aumento das despesas financeiras, resultante da maior alavancagem.

Pague Menos (PGMN3) tem alta de 11% no lucro no 3TRI

A Pague Menos (PGMN3) reportou lucro líquido ajustado de R$ 35,6 milhões no 3TRI, 11,4% menor que os R$ 40,2 milhões do mesmo período do ano passado.

Proventos

VIX Logística distribui Dividendos

A VIX Logística aprovou a distribuição de dividendos intercalares no montante de R$ 10,28 milhões, sendo o valor a ser distribuído por ação de R$ 0,12.

Os dividendos serão distribuídos entre os acionistas: Águia Branca Participações, que caberá a importância de R$ 9,18 milhões; ao acionista Internacional Finance Corporation, caberá a importância de R$ 1,09 milhão.

Irani (RANI3) distribui dividendos

A Irani (RANI3) informou que vai distribuir dividendos intercalares no valor total de R$ 25,67 milhões, correspondentes a R$ 0,101330 por ação.

As ações da Companhia serão negociadas ex-proventos a partir de 09 de novembro e o pagamento aos acionistas será realizado até 30 de novembro.

Aquisições

Rede D´Or (RDOR3) compra Hospital Arthur Ramos por R$ 371,8 milhões

A Rede D´Or (RDOR3) assinou contrato de compra do Hospital Arthur Ramos por R$ 371,8 milhões. Estão incluídos na operação, os imóveis onde o hospital exerce suas atividades, inclusive com terreno permitindo futura expansão.

A unidade é de alta complexidade, referência na cidade de Maceió (AL), contando com 176 leitos e com capacidade de expansão para 240 leitos.

M.Dias Branco (MDIA3) conclui aquisição da Latinex

A M.Dias Branco (MDIA3) comunicou a aquisição da totalidade das ações da Latinex.

“Esta aquisição reforça a presença da M.DIas em healthy food (saudabilidade) e snacks, além de marcar a entrada nos segmentos de temperos, molhos e condimentos”, disse a M.Dias.

Cielo (CIEL3) conclui alienação de participação acionária da Multidisplay

A Cielo (CIEL3) informou que concluiu nesta quarta (3) a alienação de sua subsidiária integral, Multidisplay, para a Bemobi Mobile, após o cumprimento das condições precedentes, incluindo a aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica – CADE.

A Bemobi Mobile declarou que a aquisição é peça importante da estratégia de expansão da Companhia por se tratar de uma empresa líder em soluções de tecnologia de pagamentos digitais para empresas de telecomunicações, características que reforçam seu posicionamento em serviços de microfinanças no Brasil.

Triple Play conclui operação envolvendo subsidiária

A Triple Play Brasil informou o fechamento da operação prevista no Contrato de Compra e Venda levada a efeito entre a sua subsidiária Center Prestadora de Serviços e os sócios de Web Net Serviços Ltda. e Web Net Telecomunicações, com a interveniência anuência da Companhia como garantidora da Center Prestadora, para regular a aquisição da totalidade do capital social das Sociedades Adquiridas, conforme fato relevante datado de 21 de outubro de 2021.

Emissões

Americanas (AMER3) faz resgate antecipado de notas promissórias

A Americanas (AMER3) faz o resgate antecipado de notas promissórias da 3ª série em circulação. Esse resgate poderá ser feito no dia 22 de novembro.

CSN Mineração (CMIN3) aprova recompra de ações

A CSN Mineração (CMIN3) aprovou um novo programa de recompra de ações de emissão da própria companhia para aquisição, no período de 4 de novembro de 2021 a 24 de setembro de 2022, de até 53 milhões ações ordinárias.