Radar traz Mater Dei (MATD3), que faz movimento de M&A, e Iguatemi (IGTI11), que sobe um nível na B3

Osni Alves
Jornalista desde 2007. Passou por redações e empresas de comunicação em SC, RJ e MG. E-mail: oalvesj@gmail.com.
1

O Radar Corporativo desta segunda-feira (22) informa um movimento de aquisição por parte do Mater Dei (MATD3) que de uma vez adquiriu dois centros médicos no Triângulo Mineiro. Também destaca que o Iguatemi (IGTI11) vai migrar hoje para o Nível 1 da B3.

Na última semana, o Radar elencou que a Petz (PETZ3) aprovou o preço por ação para o aumento de capital que a companhia está promovendo.

Também destacou que a Orizon (ORVR3) recebeu da agência S&P Global Ratings o Rating ‘brAA’.

A Alupar (ALUP11) aprovou o pagamento da terceira parcela de dividendos, correspondente a R$ 70,3 milhões, equivalente a R$ 0,08 por ação ordinária, R$ 0,08 por ação preferencial e R$ 0,24 por unit.

Já a Porto Seguro (PSSA3) informou que o valor correto de juros sobre o capital próprio (JCP) a ser atribuído por ação é de R$ 0,27730171520.

Enquanto isso, a Dasa (DASA3) comunicou a aquisição de 100% das sociedades MO Holding e Mantris.

E a Comerc Participações informou que se tornou a única acionista da Doc 88 e MegaWhatAporte, e elenca que o Centro de Imagem Diagnósticos S.A. (AALR3) recebeu proposta vinculante.

Siga lendo e se mantenha informado:

Cias Abertas

Iguatemi (IGTI11) vai migrar para o Nível 1 da B3 hoje

A Iguatemi (IGTI11), empresa que administra shoppings, informou que a negociação das Units emitidas como resultado da operação e a migração para o Nível 1 da B3 terão início nesta segunda-feira, 22 de novembro, tanto para os antigos acionistas da IESC como para os acionistas da Iguatemi que solicitaram a conversão, sob o ticker IGTI11 e sob o novo nome de pregão “IGUATEMI S.A.”.

Em relação ao resumo da conversão de ações, a companhia detém, agora, 2.410,903 milhões de Units equivalentes.

Alliar recebe proposta vinculante da MAM Asset

O Centro de Imagem Diagnósticos S.A. (AALR3) recebeu do representante dos acionistas do bloco de controle notificação para divulgação ao mercado informando que a MAM Asset Management Gestora de Recursos enviou proposta vinculante direcionada aos acionistas controladores para aquisição de até a totalidade das ações de emissão da companhia pelo preço por ação de R$ 20,50. A proposta é válida até o dia 26 de novembro de 2021.

Alliar (ALLR3) suspende AGE

A Alliar (ALLR3) informou que recebeu comunicação da MAM, gestora de fundos de investimentos que representam 29,01% do capital da Companhia, solicitando a suspensão da análise do pedido de convocação de assembleia geral extraordinária da Companhia realizado pela própria MAM em 11 de novembro de 2021.

A MAM informou, ainda, que a suspensão do pedido de convocação terá prazo de 60 dias, suspendendo-se, em consequência, a contagem do prazo de convocação da respectiva assembleia.

Neoenergia (NEOE3): último trecho do empreendimento de Santa Luzia entra em operação

A Neoenergia (NEOE3) informou que no dia 16 de novembro entrou em operação comercial o segundo e último trecho que compõe o empreendimento de Santa Luzia.

O Lote de Santa Luzia conta com uma RAP anualizada total de R$63 milhões e foi entregue com antecipação média de 16 meses em relação ao estimado originalmente pelo Regulador.

Proventos

Alupar (ALUP11) aprova pagamento de proventos

A Alupar (ALUP11) comunicou o pagamento da terceira parcela dos dividendos aprovados, correspondente a R$ 70,33 milhões, equivalente a R$ 0,08 por ação ordinária, R$ 0,08 por ação preferencial e R$ 0,24 por unit.

Farão jus ao recebimento destes dividendos os acionistas inscritos nos registros da Companhia ao final do dia 27 de abril.

Porto Seguro (PSSA3) retifica valor de JCP

A Porto Seguro (PSSA3) informou que o valor correto de juros sobre o capital próprio (JCP) a ser atribuído por ação é de R$ 0,27730171520.

Anteriormente, na reunião do conselho de administração da realizada em 26 de outubro havia sido aprovado o pagamento de JCP no valor de R$ 0,27584931026 por ação.

Aquisições

Mater Dei (MATD3) compra dois centros médicos no Triângulo

O Hospital Mater Dei (MATD3) anunciou a aquisição de 99,6% do Hospital Santa Genoveva, e aquisição de 100% do Centro de Tomografia Computadorizada Uberlândia.

De acordo com o fato relevante encaminhado ao mercado, as adquiridas são contíguas e integradas, localizadas em Uberlândia, cidade estratégica e com o segundo maior (Produto Interno Bruto (PIB) de Minas Gerais.

Também disse que atraem pacientes de todo o Triângulo Mineiro, região com mais de 1,5 milhão habitantes e 650 mil beneficiários, em ampla expansão.

Comerc se torna única acionista da Doc 88 e MegaWhatAporte

A Comerc Participações (COMR3) anunciou o aumento de capital da Doc 88 e MegaWhatAporte, pelos acionistas da DOC 88 Desenvolvimento e Serviços, e da MegaWhat Desenvolvimento e Serviços, ambas coligadas da companhia, da participação por eles detida em tais entidades ao capital social da companhia.

Com esse movimento, a Comerc se tornou a única acionista de tais sociedades e emitiu, em contrapartida, ações que foram subscritas e integralizadas pelos acionistas da Doc 88 e da MegaWhat.

O aumento de capital foi de R$ 79.560,30 mil, mediante a emissão de 1.073.921 milhão de novas ações ordinárias, ao preço de emissão de aproximadamente R$ 0,07408394; e um segundo aumento de capital, no valor de R$ 25.203.098,94 milhões.

Dasa (DASA3) adquire MO Holding e Mantris

A Dasa (DASA3) comunicou a aquisição de 100% das sociedades MO Holding e Mantris.

A Mantris desenvolve serviços relacionados à medicina ocupacional e à gestão integrada de saúde, enquanto a MO Holding se trata de uma holding pura que detém participação majoritária no capital social total da Mantris.

A conclusão da aquisição está sujeita à aprovação pelas autoridades concorrenciais brasileiras.

A Dasa informou ainda que sua subsidiária, a Diagnósticos Maipú por Imágenes, realizou a aquisição total da empresa Laboratório de Medicina, situada em Buenos Aires, Argentina.

A Laboratório de Medicina presta serviços de laboratório de análises clínicas, complementando as atividades da Diagnósticos Maipú.

Raia Drogasil (RADL3) aprova aquisição da Cuco Health

A Raia Drogasil (RADL3) aprovou a aquisição da Cuco Health de modo que o valor do preço de compra por quota é superior, em mais de uma vez e meia, ao valor de patrimônio líquido da ação.

Sendo assim, haverá direito de recesso aos acionistas dissidentes que eram titulares de ações da Companhia no encerramento do pregão do dia 18 de outubro.

O valor do reembolso por ação, em caso do exercício do direito de recesso, será de R$ 2,64.

Ouro Fino (OFSA3) adquire Regenera Medicina Veterinária

A Ouro Fino Saúde Animal celebrou um Contrato de Compra e Venda para aquisição da totalidade das quotas sociais de emissão da Regenera Medicina Veterinária Avançada, pelo valor de R$ 20,0 milhões composto por parcela de R$ 15,0 milhões a ser paga na data do fechamento e parcela retida de R$ 5,0 milhões a ser paga em duas parcelas, sendo uma de R$ 3,0 milhões e outra de R$ 2,0 milhões, mediante o resultado de metas previamente acordada entre as partes.

Emissões

Petz atualiza seu capital social

A Petz aprovou o preço por ação para o aumento de capital, ficando assim: R$ 19,00 dentro do limite autorizado, no montante total de R$ 779 milhões mediante a emissão de 41 milhões de novas ações ordinárias.

Também disse que em razão do aumento do capital social da companhia no âmbito da Oferta, o novo capital social passou a ser de R$ 1.188.109.851,90, dividido em 435.057.914 ações ordinárias, todas nominativas, escriturais e sem valor nominal.

Orizon recebe rating ‘brAA’

A Orizon Valorização de Resíduos (ORVR3) recebeu da agência S&P Global Ratings o Rating ‘brAA’ na Escala Nacional Brasil com perspectiva estável para a companhia e para a 4ª emissão de debêntures da Orizon Meio Ambiente S.A. Também disse que o rating reflete sua posição como uma das principais empresas do setor de tratamento de resíduos no Brasil, com foco na destinação final.

Camil (CAML3) conclui emissão de debêntures

A Camil (CAML3) comunicou a conclusão da 11ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, em 2 séries.

As referidas debêntures, com esforços restritos de distribuição, correspondem ao montante de R$ 650 milhões sendo R$150 milhões correspondente à primeira série e R$ 500 milhões correspondente à segunda série.

As debêntures possuem o valor nominal de R$ 1 mil e terão prazo de vigência de 7 anos.

Os recursos líquidos captados pela Camil na primeira série serão utilizados na construção e instalação de planta de cogeração de energia elétrica a partir de biomassa, de modo a viabilizar ações de gestão sustentável dos recursos naturais. A segunda série será destinada exclusivamente para reforço de capital de giro da Companhia.

Mudança acionária

Desktop (DESK3) tem alteração acionária

A DESKTOP (DESK3) informou que a JGP Gestão Patrimonial passou a deter o total de 4.584.700 ações de emissão da companhia e/ou outros valores mobiliários e instrumentos derivativos lastreados em tais ações, representando aproximadamente 5,27% do total de ações emitidas pela Companhia.